Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Ciência Política
 
Disciplina: FLP0469 - Teorias da Esfera Pública
Theories of the Public Sphere

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016 Desativação:

Objetivos
O objetivo do curso consiste em introduzir os alunos na discussão sobre a esfera pública no debate da teoria política e da teoria crítica contemporâneas, apresentando os principais nomes do cenário teórico internacional e nacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3225708 - Rurion Soares Melo
 
Programa Resumido
O conceito de esfera pública foi apropriado por diferentes correntes da teoria política e social. Inicialmente vamos apresentar as diversas interpretações do Pós-Segunda Guerra nas quais predomina um forte ceticismo em relação ao conceito, seja pelas experiências totalitárias do século XX ou pelo contexto das democracias de massa das sociedades industriais. O segundo bloco abrange a retomada do conceito de esfera pública diante da emergência dos novos movimentos sociais e da sociedade civil, em que diferentes posições teóricas e distintos fenômenos políticos da cultura política democrática serão discutidos. São atreladas ao conceito as discussões mais prementes no quadro da teoria democrática e da teoria crítica atuais: os limites da esfera pública burguesa, o problema da exclusão de trabalhadores, negros e mulheres do espaço público, as lutas por reconhecimento e as vozes das minorias diante de uma esfera pública bloqueada à diferença, desobediência civil e a dimensão pública dos novos conflitos sociais. No terceiro e último bloco, procura-se entender de que maneira o conceito de esfera pública, tal como apresentado e debatido pelas principais correntes da teoria política contemporânea, foi diversamente incorporado ao debate brasileiro. O curso aborda os autores mais importantes no cenário contemporâneo nacional e internacional, destacando-se Walter Lippmann, John Dewey, Hannah Arendt, Jürgen Habermas, Charles Taylor, Seyla Benhabib, Nancy Fraser, John Keane, entre outros.
 
 
 
Programa
O conceito de esfera pública foi apropriado por diferentes correntes da teoria política e social. Inicialmente vamos apresentar as diversas interpretações do Pós-Segunda Guerra nas quais predomina um forte ceticismo em relação ao conceito, seja pelas experiências totalitárias do século XX ou pelo contexto das democracias de massa das sociedades industriais. O segundo bloco abrange a retomada do conceito de esfera pública diante da emergência dos novos movimentos sociais e da sociedade civil, em que diferentes posições teóricas e distintos fenômenos políticos da cultura política democrática serão discutidos. São atreladas ao conceito as discussões mais prementes no quadro da teoria democrática e da teoria crítica atuais: os limites da esfera pública burguesa, o problema da exclusão de trabalhadores, negros e mulheres do espaço público, as lutas por reconhecimento e as vozes das minorias diante de uma esfera pública bloqueada à diferença, desobediência civil e a dimensão pública dos novos conflitos sociais. No terceiro e último bloco, procura-se entender de que maneira o conceito de esfera pública, tal como apresentado e debatido pelas principais correntes da teoria política contemporânea, foi diversamente incorporado ao debate brasileiro. O curso aborda os autores mais importantes no cenário contemporâneo nacional e internacional, destacando-se Walter Lippmann, John Dewey, Hannah Arendt, Jürgen Habermas, Charles Taylor, Seyla Benhabib, Nancy Fraser, John Keane, entre outros.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e seminários
Critério
Participação em sala de aula e trabalho
Norma de Recuperação
A recuperação é destinada aos alunos que alcançaram a frequência (70%) e a nota (3,0) mínimas obrigatórias. A nota de recuperação será somada à nota final do período regular e dividida por 2 para a obtenção da média final. (critérios de aprovação e épocas de realização das provas ou trabalhos): Prova ou trabalho ao final do curso.
 
Bibliografia
     
ADORNO, Theodor W.; POLLOCK, Friedrich. Group Experience: The Frankfurt School on Public Opinion in Postwar Germany. Cambridge, MA: Harvard University Press, 2011. ARATO, Andrew; COHEN, Jean. Civil Society and Political Theory. Cambridge: MIT Press, 1991. ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009. AVRITZER, Leonardo. “Teoria crítica e teoria democrática: Do diagnóstico da impossibilidade da democracia ao conceito de esfera pública”. Novos Estudos CEBRAP, 53, 1999. AVRITZER, Leonardo. Democracy and the Public Space in Latin America. Princeton University Press, 2002. AVRITZER, Leonardo; COSTA, Sérgio. “Teoria crítica, democracia e esfera pública: Concepções e usos na América Latina”. DADOS, 47, 2004. BENHABIB, Seyla. “Models of Public Space: Hannah Arendt, the Liberal Tradition and Jürgen Habermas”. In: Benhabib, Seyla. Situating the Self. New York: Routledge, 1992. BENHABIB, Seyla. “Sobre um modelo deliberativo de legitimidade democrática”. In: Melo, Rúrion.; Werle, Denilson (orgs.) Democracia deliberativa. São Paulo: Esfera Pública, 2007. CALHOUN, Craig. (org.). Habermas and the Public Sphere. Cambridge: MIT, 1992. COSTA, Sérgio. As cores de Ercília: Esfera pública, democracia, configurações pós-nacionais. Belo Horizonte: UFMG, 2002. COSTA, Sérgio; MELO, Rúrion et al. “Para além da inefetividade da lei: Estado de direito, esfera pública e antirracismo”. In: Lavalle, Adrián. (org.) O horizonte da política: Questões emergentes e agenda de pesquisa. São Paulo: Unesp, 2011. DEWEY, John. The Public and Its Problems. Swallow Press: New York, 1954. DEWEY, John. Democracia Cooperativa. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. FELTRAN, Gabriel de Santis. Desvelar a política na periferia: Histórias de movimentos sociais em São Paulo. São Paulo: Humanitas/Fapesp, 2005. FRASER, Nancy. “Rethinking the Public Sphere: A Contribution to the Critique of Actually Existing Democracy”. In: Calhoun, Craig. (org.). Habermas and the Public Sphere. Cambridge: MIT, 1992. FRASER, N. Transnationalizing the Public Sphere. Cambridge: Polity Press, 2014. FORST, Rainer. Contextos da justiça. São Paulo: Boitempo, 2010. GISPRUD, Jostein (org.). The Idea of the Public Sphere: A Reader. Lanham: Lexington Books, 2010. GOHN, Maria da Glória. Teorias dos movimentos sociais: Paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Loyola, 2012. GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e redes de mobilizações civis no Brasil contemporâneo. Petrópolis: Vozes, 2013. HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública. São Paulo: Unesp, 2014. HABERMAS, Jürgen. Facticidade e validade. São Paulo: Unesp, 2016. HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: A gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Ed. 34, 2003. HONNETH, A. O direito da liberdade: Esboço de uma eticidade democrática. São Paulo: Martins Editora, 2015. KEANE, John. Democracy and Civil Society. London: University of Westminster Press, 1988. KLUGE, Alexander; NEGT, Oskar. Public Sphere and Experience: Toward an Analysis of the Bourgeois and Proletarian Public Sphere. Minneapolis: University of Minnesota Press. LANG, Sabine. NGOs, Civil Society, and the Public Sphere. Cambridge: Cambridge University Press, 2014. LAVALLE, Adrián. “Sem pena nem glória: O debate da sociedade civil nos anos 1990”. Novos Estudos Cebrap, 66, 2003. LIPPMANN, Walter. The Phantom Public. New Brunswick: Transaction Publisher, 1993. LIPPMANN, Walter. Opinião pública. Petrópolis: Vozes, 2008. MELO, Rúrion. O uso público da razão: Pluralismo e democracia em Jürgen Habermas. São Paulo: Loyola, 2011. MELO, Rúrion. “Repensando a esfera pública: Esboço de uma teoria crítica da democracia”. Lua Nova, 94, 2015. MELO, Rúrion. “Public Sphere and Transnational Democracy: A critical Theoretical Response to Nancy Fraser”. Perspectiva filosófica, 42, 2015. RAWLS, John. “A ideia de razão pública revisitada”. In: Rawls, John. O liberalismo político. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. SADER, Eder. Quando novos personagens entraram em cena: Experiências, falas e lutas dos trabalhadores da grande São Paulo, 1970-80. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. TAYLOR, Charles. “A política liberal e a esfera pública”. In: Taylor, Charles. Argumentos filosóficos. São Paulo: Loyola, 2000. VOIROL, Olivier. “A esfera pública e as lutas por reconhecimento: De Habermas a Honneth”. Cadernos de Filosofia Alemã, 11, 2008.
 

Clique para consultar os requisitos para FLP0469

Clique para consultar o oferecimento para FLP0469

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP