Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Ciência Política
 
Disciplina: FLP0473 - Política Comparada Global: Porque Algumas Sociedades são mais Pacíficas, Democráticas, Ricas e Igualitárias do que Outras
Global Comparative Politics: Why Some Societies Are More Peaceful, Democratic, Rich and Equal

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Quão estável é o controle dos oligarcas na Rússia? Como a violência pode ser reduzida na Somália? Por que o estado de bem-estar social alemão é mais abrangente do que o estadunidense? O Partido Comunista da China manterá o seu controle político enquanto o país continuar o seu crescimento econômico? A queda nos preços do petróleo trouxe melhorias para a governança na Nigéria? A Turquia corre o risco de se tornar uma ditadura? Por que a Nova Zelândia e o Japão mudaram seus sistemas eleitorais? Esta disciplina tem como objetivo oferecer aos alunos o conhecimento, as ferramentas e a confiança necessárias para aplicar as principais teorias da ciência política ao estudo destas grandes questões contemporâneas relevantes. No final do semestre, os alunos serão capazes de responder quatro perguntas fundamentais da política comparada: 1. Por que algumas sociedades são mais pacíficas que outras? 2. Por que algumas sociedades são mais democráticas que outras? 3. Por que algumas sociedades são mais ricas e mais igualitárias que outras? 4. Por que algumas sociedades são governadas de maneira tão diferente de outras?
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2090200 - Fernando de Magalhaes Papaterra Limongi
 
Programa Resumido
Quão estável é o controle dos oligarcas na Rússia? Como a violência pode ser reduzida na Somália? Por que o estado de bem-estar social alemão é mais abrangente do que o estadunidense? O Partido Comunista da China manterá o seu controle político enquanto o país continuar o seu crescimento econômico? A queda nos preços do petróleo trouxe melhorias para a governança na Nigéria? A Turquia corre o risco de se tornar uma ditadura? Por que a Nova Zelândia e o Japão mudaram seus sistemas eleitorais? Esta disciplina tem como objetivo oferecer aos alunos o conhecimento, as ferramentas e a confiança necessárias para aplicar as principais teorias da ciência política ao estudo destas grandes questões contemporâneas relevantes. No final do semestre, os alunos serão capazes de responder quatro perguntas fundamentais da política comparada: 1. Por que algumas sociedades são mais pacíficas que outras? 2. Por que algumas sociedades são mais democráticas que outras? 3. Por que algumas sociedades são mais ricas e mais igualitárias que outras? 4. Por que algumas sociedades são governadas de maneira tão diferente de outras?
 
 
 
Programa
O ensino nesta disciplina será estruturado em torno de estudos de casos. Os alunos mergulharão na política de cinco países principais (China, Nigéria, Estados Unidos, México e Alemanha), além de casos adicionais desde o Irã até a Itália, de modo a formular explicações plausíveis para as diferenças observadas. Os alunos adquirirão conhecimento aprofundado sobre a história, geografia, instituições e padrões de competição em cada país. Aprenderão a construir diversos argumentos para explicar como a política afeta cada país, bem como a avaliar a relevância das teorias principais da ciência política, incluindo teorias sobre a modernização, a democratização liderada por elites, o papel das instituições, a ação coletiva de protestos, e o congelamento dos sistemas partidários. Cumulativamente, a disciplina também dotará os alunos de conhecimento suficiente sobre vários casos que lhes permitam fazer análises e críticas comparativas, enquadrando seus conhecimentos e explicações para a política brasileira sob uma nova luz. A estrutura do curso gira em torno de quatro dos principais tópicos da ciência política: O primeiro tópico, “paz”, inclui casos como o da Somália, Iugoslávia, Ruanda, Líbano e o da Europa Medieval para estudar processos de state-building, violência étnica, modernização e compartilhamento de poder. O segundo tópico, "democracia", inclui casos como o da Rússia, Mongólia, México, Nigéria e Irã para explicar por que alguns países se tornam e permanecem democráticos, e outros se tornam e permanecem autoritários. O terceiro tópico, "riqueza", inclui casos como o da Polônia, Chade, República Democrática do Congo, Coreia do Sul, Quênia, EUA, e Alemanha para explicar como os regimes políticos afetam o crescimento econômico, o nível de redistribuição, e a constituição dos estados de bem-estar social. O quarto tópico, 'governança', inclui casos como o da França, Polônia, Itália, Nova Zelândia, Japão e EUA para explorar mais profundamente por que diferentes países são governados de formas diferentes, com diferentes instituições, sistemas partidários, mobilização social e práticas de participação e corrupção.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A disciplina estará baseada em aulas expositivas e outras atividades em aula como discussões em grupo, pesquisa em grupo sobre os estudos de caso e jogos interativos. Vamos também aproveitar de interação virtual em Moodle ou outra plataforma parecida.
Critério
A nota final (ponderada) será calculada a partir das notas obtidas nas atividades obrigatórias da disciplina: uma prova escrita (no final do semestre), e das notas obtidas nas atividades durante e fora de aula: resumos semanais, exercícios, e participação em sala de aula. As provas serão individuais, sem consulta de livros ou anotações. Entende- se por atividade obrigatória aquela cuja não-realização por parte do aluno implicará em reprovação automática e a impossibilidade de realizar recuperação, independentemente das notas obtidas nas demais atividades.
Norma de Recuperação
Uma prova escrita sobre todo o conteúdo da disciplina. Sem prejuízo dos critérios estabelecidos, os alunos terão direito a realizar a prova de recuperação desde que tenham cumprido as atividades obrigatórias mencionadas no item anterior.
 
Bibliografia
     
Estamos planejando traduzir para português capítulos relevantes dos seguintes livros: Clark, William Roberts, Golder, Matt and Golder, Sona Nadenicek (2018), Principles of Comparative Politics, Third Edition, Sage Publishing Dickovick, J. Tyler and Eastwood, Jonathan (2018), Comparative Politics: Integrating Theories, Methods and Cases, Third Edition, Oxford University Press Dickovick, J. Tyler and Eastwood, Jonathan (2018), Current Debates in Comparative Politics, Second Edition, Oxford University Press
 

Clique para consultar os requisitos para FLP0473

Clique para consultar o oferecimento para FLP0473

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP