Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Sociologia
 
Disciplina: FSL0203 - Métodos e Técnicas de Pesquisa I
Methods and Techniques of Research I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 30 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2015 Desativação:

Objetivos
Esta disciplina visa a introduzir os estudantes do Curso de Ciências Sociais nos procedimentos de pesquisa mais usuais nas Ciências Sociais e levá-los à compreensão do papel da pesquisa empírica no desenvolvimento científico. Com vistas à formação de professores, o curso tem como objetivos específicos a) aprimorar competências e habilidades relacionadas à expressão em língua portuguesa por meio da realização de atividades de interpretação e análise de textos, imagens e vídeos, bem como de produção textual (verbal e escrita); b) explorar questões, conteúdos, materiais (textos de divulgação, filmes – documentários e ficções –, ensaios fotográficos, reportagens etc.) relacionados ao curso de forma a instrumentalizá-los na capacitação dos alunos como docentes c) estabelecer como rotina o acesso às tecnologias de informação e comunicação na interface do ensino-aprendizagem (por exemplo, uso da plataforma moodle, disponibilização de materiais em nuvem e a exposição de conteúdos com apoio de recursos multimídia.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2801981 - Antonio Sergio Alfredo Guimaraes
2534396 - Nadya Araujo Guimaraes
 
Programa Resumido
Dos objetos teóricos aos objetos empíricos; o desenho da pesquisa e a coleta de dados; a análise de dados e a elaboração do conhecimento nas ciências sociais.
 
 
 
Programa
Parte I - Dos objetos teóricos aos objetos empíricos

1. A ruptura com o senso comum

2. A construção do objeto

3. O desafio da mensuração

Parte II - O desenho da pesquisa e a coleta de dados

4. Amostragem

5. As fontes de dados e os instrumentos de coleta

6. O questionário

7. Índices e escalas

8. Uso de dados secundários

Parte III - A análise de dados

9. A análise multivariada

10. Inferência causal e verificação de hipóteses - ainda sobre o cruzamento de variáveis

11. Planilhas de dados e pacotes estatísticos aplicados às ciências sociais

13. Montagem do projeto de pesquisa
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários, leituras supervisionadas, proposição de exercícios de expressão escrita e verbal, interação virtual e estudos dirigidos via moodle ou outra plataforma, etc.
Critério
1. Freqüência:
A freqüência ao curso será sistematicamente anotada a partir da sessão 2, através de lista de freqüência, exceto nas sessões 4, 12 e 17, quando a mesma será apurada através de lista de entrega dos exercícios previstos para essas datas. FALTAS NÃO SERÃO ABONADAS. A assinatura da lista de freqüência é OBRIGATÓRIA; o não cumprimento dessa obrigação equivale à perda de freqüência. Lembramos que com 25% de faltas (quatro - 4) o(a) aluno(a) estará reprovado.
2. Provas e notas:
Serão atribuídas três notas, a saber:
a) a primeira, valendo 20% da nota final, resultará de um primeiro exercício a ser desenvolvido em sala.
b) A segunda, valendo 30% da nota final, resultará do segundo exercício a ser desenvolvido em sala
c) A terceira, valendo 50% da nota final, resultará
Norma de Recuperação
A recuperação é destinada aos alunos que alcançaram a frequência (70%) e a nota (3,0) mínimas obrigatórias. A nota de recuperação será somada à nota final do período regular e dividida por 2 para a obtenção da média final.
 
Bibliografia
     
* Bourdieu, P., Passeron, J.-C. e Chamboredon, J.-C. El Ofício de Sociólogo. México, Siglo Veintiuno Editores, 1994, cap. I (I.1 a I.5) . Há tradução para o português.
Combessie, J.C. "Introduction" in La Méthode en Sociologie. Paris, La Découverte, 1996, pp.3-12.
* Bourdieu, P., Passeron, J.-C. e Chamboredon, J.-C. El Ofício de Sociólogo, Siglo Veintiuno Editores, 1994, cap. II ( II.1 a II.3). Há tradução para o português.
* Blalock Jr., H.M. "Mensuração" in Introdução à Pesquisa Social. Rio, Zahar 1973, cap. 5, pp. 101-128.
* Selltiz, C.; Jahoda, M.; Deutsch, M.; Cook, S. "Alguns problemas gerais de mensuração" in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, pp.163-222.
* Lazarsfeld, P. "De los conceptos a los índices empíricos" in R. Boudon e P. Lazarsfeld (eds.) Metodología de las Ciencias Sociales - 1. Conceptos e índices. Barcelona, Ed. Laia, 1985, pp. 35-46.
Blalock Jr., H. "The measurement problem" in H. Blalock Jr. e A. Blalock. Methodology in Social Research, N.Y., McGraw-Hill Book Co., 1968, cap. 1, pp.5-27.
Torgerson, W. "La naturaleza de la medición" in Manuel Mora y Araujo et al. Medición y construcción de índices. Buenos Aires, Ed. Nueva Vision, 1971, pp. 83-124.
Galtung, J. "La matriz de datos" in Teoría y Métodos de la Investigación Social, Buenos Aires, Editorial Universitaria de Buenos Aires, 1965, vol. I, cap. 1, pp. 1-34.
* Boudon, R. Métodos Quantitativos em Sociologia. Rio, Vozes, 1971, caps. II ("Os métodos das enquetes quantitativas") e IV ("Os métodos qualitativos"), pp. 31-68 e 82-115.
* Selltiz, C. et al. "Planejamento de pesquisa", in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, caps. 3 e 4, pp. 57-160.
Padua, J. "Distintos tipos de investigación" in Técnicas de Investigación Aplicadas a las Ciencias Sociales. México, Fondo de Cultura Económica e El Colegio de México, 1985, pp. 30-33
Berthier, N. "Planifier l'enquête" in Les Techniques d'Enquête. Paris, Armand Colin, 1998, cap. 2, pp. 21-33
Lazarsfeld, P. e Rosemberg, M. (eds.) The Language of Social Research. N.Y., The Free Press, 1966, pp. 111-114 ("Introduction", Section II), 203-205 ("Introduction", Section III)
Mitchell, C. "A questão da quantificação na Antropologia Social" in B. Feldman-Bianco (org.) A Antropologia das Sociedades Contemporâneas, S.Paulo, Global, 1987, pp. 77-126.
* Selltiz, C. et al. "Uma Introdução à Amostragem" in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, Anexo B, pp. 571-612.
* Padua, J. "Muestreo" in Técnicas de Investigación Aplicadas a las Ciencias Sociales. México, Fondo de Cultura Económica e El Colegio de México, 1985, cap. III, pp. 63-85.
Kish, L. "Introducción" in Muestreo de Encuestas. México, Trillas, 1975, cap. 1, pp. 23-57.
Moser, C. e Kalton, G. "Types of sample design" in Survey Methods in Social Investigation. N.Y, Basic Books, 1972, cap. 5, pp. 79-118.
Souza, A. "Método e improvisação, ou como conseguir uma entrevista naquele setor que vai dos fundos da Igreja Matriz até o córrego e dali às margens da Rio-Bahia" in E. Nunes (org.) A Aventura Sociológica, Rio, Zahar, 1978, pp. 87-121.
* Galtung, J. "La recolección", in Teoría y Métodos de la Investigación Social, Buenos Aires, Editorial Universitaria de Buenos Aires, 1965, vol. I, cap. V, pp. 124-167.
* Selltiz, C. et al. in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, caps. 6 e 7, pp. 223-312.
Nogueira, O. Pesquisa Social. S.Paulo, Editora Nacional e Editora da USP, 1968, caps. 11 a 14, pp. 111-149.
Combessie, J.C. La Méthode en Sociologie. Paris, La Découverte, 1996, caps. II ("L'entretien semi-directif") e III ("Le questionnaire"), pp. 25-44.
Quivi, R. e Campenhoudt, L. "Panorama des principales méthodes de recueil de informations" in Manuel de Recherche e Sciences Sociales, Paris, Dunot, 1995, pp.188-212.
* Padua, J. "El cuestionario" in Técnicas de Investigación Aplicadas a las Ciencias Sociales. México, Fondo de Cultura Económica e El Colegio de México, 1985, cap. IV, pp. 86-122.
* Selltiz, C. et al. "Construção de questionário e processo de entrevista" in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, Apêndice C, pp. 613-658.
Nogueira, O. Pesquisa Social. S.Paulo, Editora Nacional e Editora da USP, 1968, cap. 12, pp. 120-128.
Singly, F. L'Enquête et ses Méthodes: le Questionnaire. Paris, Ed. Nathan, 1992, 124 pp.
Moser, C. e Kalton, G. "Questionnaires" in Survey Methods in Social Investigation. N.Y, Basic Books, 1972, cap. 13, pp. 303-349.
* Selltiz, C. "A colocação dos indivíduos em escalas" in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, cap. 10, pp. 387-432.
* Padua, J. "Escalas para la medición de actitudes" in Técnicas de Investigación Aplicadas a las Ciencias Sociales. México, Fondo de Cultura Económica e El Colegio de México, 1985, cap. VI, pp. 154-230.
Nogueira, O. "As escalas em ciências sociais" in Pesquisa Social. S.Paulo, Editora Nacional e Editora da USP, 1968, cap. 15, pp. 149-159.
Combessie, J.C. "Échelles et scores" in La Méthode en Sociologie. Paris, La Découverte, 1996, pp. 95-97.
Upshall, H. "Attitude Measurement" in H. Blalock Jr. e A. Blalock. Methodology in Social Research, N.Y., McGraw-Hill Book Co., 1968, cap. 3, pp. 60-111.
Moser, C. e Kalton, G. "Scaling Methods" in Survey Methods in Social Investigation. N.Y, Basic Books, 1972, cap. 14, pp.350-377.
* Selltiz, C. et al. "O uso de dados disponíveis como fonte de informação" in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, cap. 9, pp. 355-386.
*Lazarsfeld, P.. "La interpretación de las relaciones estadísticas como propriedad de investigación", in R. Boudon e P. Lazarseld (eds.). Metodologia de las Ciencias Sociales, V. II, Ed. Laia, 1985, pp. 23-39.
* Barton, Allen. "El concepto de espacios de propriedades en la investigación social", in Conceptos y Variables en la Investigación Social, ed. Nueva Visión, 1969.
* Hyman, H. "A introdução de variáveis adicionais e o problema da espuriedade" in Planejamento e Análise da Pesquisa. Rio, Lidador, 1965, cap. VI, pp. 314-353.
Padua, J. "El concepto de propriedad-espacio"in Técnicas de Investigación Aplicadas a las Ciencias Sociales. México, Fondo de Cultura Económica e El Colegio de México, 1985, cap. VIII, pp. 238-256.
Combessie, J.C. "L'analyse multivariée" in La Méthode en Sociologie. Paris, La Découverte, 1996, pp. 97-100.
* Selltiz, C. et al "Estudos que verificam hipóteses causais", in Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. S.Paulo, Ed. Herder e Editora da Universidade de São Paulo, 1967, cap. 4, pp. 91-108.
* Prandi, Reginaldo. Tabulação Cruzada em Pesquisa Social, mimeo, USP, 1995.
Blalock Jr., H. "Theory building and causal inferences" in H. Blalock Jr. e A. Blalock (eds.). Methodology in Social Research, N.Y., McGraw-Hill Book Co., 1968, cap. 5, pp. 155-198.
Zetterberg, H. "Sobre las proposiciones en sociologia", in Teoría y verificación en Sociología. Buenos Aires, Ed. Nueva Visión, 1971, cap. 4, pp. 59-74.
 

Clique para consultar os requisitos para FSL0203

Clique para consultar o oferecimento para FSL0203

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP