Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Sociologia
 
Disciplina: FSL0512 - Formação do Pensamento Brasileiro
The Growth of Brazilian Thought

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/1990 Desativação:

Objetivos
A disciplina visa a enfocar o modo pelo qual diferentes autores e obras, considerados marcos do pensamento brasileiro, construíram paradigmas explicativos de diferentes aspectos da realidade histórico-social brasileira, entre os quais o latifúndio, a escravidão, a força de trabalho livre, a industrialização, a urbanização, as relações inter-étnicas, a organização político partidária, o Estado.
 
 
 
Programa Resumido
O Nacionalismo e a CEPAL: O debate sobre o "Novo Imperialismo"; planejamento estatal e reformas estruturais; desenvolvimento "para dentro" e desenvolvimento "associado"; reformas estruturais e crise. Modernidade sem revolução burguesa: o legado da revolução de 1930; o debate sobre democratização e questão nacional na periferia; padrões de urbanização e industrialização no desenvolvimento associado. A sociologia e o debate sobre o desenvolvimento; os obstáculos à mobilização para o desenvolvimento
 
 
 
Programa
O Nacionalismo e a CEPAL

1. Debate sobre o "Novo Imperialismo": a industrialização na periferia do sistema mundial do capitalismo.
2. Planejamento estatal e reformas estruturais.
3. Desenvolvimento "para dentro" e desenvolvimento "associado".
4. Da SUDENE ao Plano Trienal: reformas estruturais e a crise.

Modernidade sem revolução burguesa: legado da revolução de 30

5. Debate sobre democratização e questão nacional na periferia: os papéis do Estado no pós-guerra.
6. Padrões de urbanização e industrialização no desenvolvimento associado: composição das classes e exclusão.

A sociologia e o debate sobre o desenvolvimento

7. Nação, classe e povo
8. Empresa estatal e independência tecnológica
9. O papel das "elites modernizadoras" no planejamento
10. Os obstáculos à mobilização para o desenvolvimento
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e seminários de discussão de textos. Os alunos realizarão leitura e análise de textos, preparação de exposições e participarão em seminários.
Critério
O processo de avaliação baseia-se em participação em seminários, trabalhos programados e provas escritas individuais.
Norma de Recuperação
As atividades de recuperação estão previstas para se realizarem no mês seguinte ao do término das aulas e terão como base toda a matéria ministrada. Constarão de trabalhos programados e de prova escrita. A data e horário serão divulgados pelo professor.
 
Bibliografia
     
Ítens de 1 a 4:

PEREIRA, L.C.B. - Seis interpretações sobre o Brasil, Dados, 25,3.

PREBISCH, R. - Hacia una dinâmica del desarollo econômico, Revista brasileira de Ciências Sociais,. III, 1.

FURTADO, C. - Desarrollo y estancamiento en América Latina - enfoque estruturalista, Desarrollo Economico, 22/23e.

FURTADO, C. - Análise do "modelo"brasileiro, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1972, cap. 2.

FURTADO, C. - Formação econômica do Brasil , Rio de Janeiro, 1959, cap. 33-36.

Ítens 4 a 6:

PRADO Jr., C. - Livre iniciativa econômica e iniciativa estatal, Revista Brasiliense, 9.

CARDOSO, F. H. - Desenvolvimento econômico e nacionalismo, Revista brasiliense, 12.

PEREIRA, O. D. - O ISEB. O desenvolvimento e as reformas de base, Revista Brasiliense, 47.

PRADO JR., C. - Um discurso marca época, Revista Brasiliense, 46.

CARDOSO, F.H. - Empresário industrial e desenvolvimento econômico, São Paulo, 1964, cap. 5 e Conclusões.

FURTADO, C. - Operação Nordeste, Rio de Janeiro, ISEB, 1959, p. 10-36. Reproduzido em C. Furtado: Economia, São Paulo, Ática, 1983.

FURTADO, C. A pré-revolução brasileira, Rio de Janeiro, Fundo de cultura, 1962, cap. 1 e 2. Reproduzido em C. Furtado: Economia, São Paulo, Ática, 1083.

CARDOSO, F.H. e REYNA, J. L. - Industrialização, estrutura ocupacional e estratificação na América Latina, Dados, 2/3.

Ítens 7 a 10:

ECHEVARRIA, J. M. - Consideraciones sociológicas sobre el desarolo economico, Buenos Aires, Solar/Hachette, 1964.

COSTA PINTO, L. A. - La sociologia del cambio y el cambio de la sociologia, Buenos Aires, Universitária, 1963, cap. 3 e 5.

FERNANDES, F. - Mudanças sociais no Brasil, São Paulo, Difel, 1969, cap. 1 e 10.

FERNANDES, F. et al. - A revolução burguesa no Brasil. Encontros com a Civilização brasileira, 4.

MORSE, R. M. - A economia de Manchester e a sociologia paulista, Dados, 18.
 

Clique para consultar os requisitos para FSL0512

Clique para consultar o oferecimento para FSL0512

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP