Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Sociologia
 
Disciplina: FSL0536 - Turismo, Lazer e Consumo
Tourism, Leisure and Consumption

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016 Desativação:

Objetivos
Este curso pretende discutir as interfaces entre lazer, turismo e consumo a partir de uma abordagem interdisciplinar, tendo como pauta os seguintes aspectos e questões: - a conceituação do chamado tempo livre; - a "invenção", regulamentação e gestão o lazer no Ocidente; - história e categorizações do turismo; - as práticas de consumo, seus rituais e objetos no contexto da viagem e do lazer; - a reflexão sobre o turismo como fonte de novos parâmetros para a discussão dos temas da "autenticidade", "alteridade" e "preservação cultural"; - contribuição da pesquisa qualitativa sobre a prática do turismo para a compreensão de questões relativas à cultura e à identidade no mundo contemporâneo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5707042 - Bianca Stella Pinheiro de Freire Medeiros
 
Programa Resumido
Este curso pretende discutir as interfaces entre lazer, turismo e consumo a partir de uma abordagem interdisciplinar, tendo como pauta os seguintes aspectos e questões: - a conceituação do chamado tempo livre; - a "invenção", regulamentação e gestão o lazer no Ocidente; - história e categorizações do turismo; - as práticas de consumo, seus rituais e objetos no contexto da viagem e do lazer; - a reflexão sobre o turismo como fonte de novos parâmetros para a discussão dos temas da "autenticidade", "alteridade" e "preservação cultural"; - contribuição da pesquisa qualitativa sobre a prática do turismo para a compreensão de questões relativas à cultura e à identidade no mundo contemporâneo.
 
 
 
Programa
Parte I: Os usos do tempo 1. Ócio, Lazer & Trabalho 2. Lazer: Espaços, Agentes e Sociabilidades Parte II: Três contribuições paradigmáticas ao estudo do turismo e do lazer 3. Dean MacCannel e a noção de autenticidade encenada 4. John Urry e o olhar do turista 5. Edward Bruner e o turismo como performance Parte III: Lazer, Turismo e Consumo 6. Consumidores e cenários 7. Objetos de consumo e seus rituais Parte IV: Temas diversos 8. Turismo Étnico: em busca do “Outro” 9. Turismo sexual e as dinâmicas de gênero 10. Turismo, Museus e Patrimônio 11. A pobreza turística 12. Seminário de conclusão Os alunos deverão apresentar o tema de seus trabalhos finais.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e atividades extraclasse (não obrigatórias).
Critério
A cada sessão, cada aluno ficará encarregado de apresentar um texto e preparar o resumo correspondente – de uma página – que iremos acumulando e compartilhando ao longo do curso. Esses trabalhos representarão 30% da nota final. Ao final, deverá ser elaborado um trabalho de 10 a 15 páginas sobre um tema referido ao curso. A avaliação será feita com base nos dois itens acima.
Norma de Recuperação
A recuperação é destinada aos alunos que alcançaram a frequência (70%) e a nota (3,0) mínimas obrigatórias. A nota de recuperação será somada à nota final do período regular e dividida por 2 para a obtenção da média final. Prova individual, sem consulta e dissertativa sobre todo o conteúdo do curso.
 
Bibliografia
     
Bauman, Z. 1998. “Turistas e Vagabundos: heróis e vítimas da pós-modernidade”. In: O Mal-Estar da Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. Graburn, N. 2009. “Antropologia ou Antropologias do Turismo?”. In: Graburn, N., et alli. (orgs.). Turismo e Antropologia: novas abordagens. Campinas: Papirus. Bruner, E. 2005. “Introduction: Travel Stories Told and Retold”. In: Culture on Tour: Ethnographies of Travel. Chicago: The University of Chicago Press.. Corbin, A. “A fadiga, o repouso e a conquista do tempo”. In História dos tempos livres. Teorema, 2001, pp.333-361. Elias, N. & Dunning, E. “O lazer no espectro do tempo livre”. In A busca da excitação. Difel, 1992, pp. 139-186. Freire-Medeiros, B. et al. “Ética, estética e consumos possíveis: Notas etnográficas sobre turismo em uma favela carioca”. Os Urbanitas (São Paulo), v. 5, p. 3, 2008. Freire-Medeiros, B., Castro, C. A Cidade e Seus Souvenires: O Rio de Janeiro para o turista ter. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, v. 1, p. 2, 2007. Freyre, Gilberto. “Tempo, ócio e arte: reflexões de um latino-americano em face do avanço da automação”. 1970. Biblioteca Virtual Gilberto Freyre. Farcy, J.C. . “O tempo livre na aldeia (1830-1930)”. In História dos tempos livres. Teorema, 2001, pp. 273-332. Magnani, José Guilherme. “Os circuitos dos jovens urbanos”. Tempo Social, nov 2005, vol.17, no.2, p.173-205. Mascarenhas de Jesus, Gilmar. “Do espaço colonial ao espaço da modernidade: Os esportes na vida urbana do Rio de Janeiro”. In Scripta Nova Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, nº 45 (7), 1 de agosto de 1999. MacCannel, D. The Tourist: A new theory of the leisure class. University of California Press, 1999. Urry, J. O olhar do turista: Lazer e viagens nas sociedades contemporâneas. Sesc/Studio Nobel, 2001 Morris, Meaghan. “Things to do with shopping-centers”. In During, S. (et al), The cultural studies reader. Routledge, 1993, pp. 295-304. Leal, Rosana. As maneiras de fazer turismo nas classes populares: Astúcia, criatividade e relações de vizinhança. VII RAM, 2007. Mesquita, W. “Um pé no reino e outro no mundo: Consumo e lazer entre pentecostais”. Horizontes Antropológicos, ano 13, n.28, pp. 117-144, jul/dez. 2007 Pigliasco, G. “Lost in Translation: from Omiyage to Souvenir: Beyond Aesthetics of the Japanese Office Ladies’ Gaze in Hawaii”. Journal of Material Culture, Jul 2005; vol. 10: pp. 177 - 196.
 

Clique para consultar os requisitos para FSL0536

Clique para consultar o oferecimento para FSL0536

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP