Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Sociologia
 
Disciplina: FSL0656 - Tópicos Especiais em Sociologia Econômica
Special Topics in Economic Sociology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina visa alcançar dois objetivos, um de ampliar a formação teórica e outro de consolidar a capacitação para a produção de análises. Em primeiro lugar, pretende-se abordar em maior profundidade temas que estejam na ordem do dia da agenda analítica desse campo, sintonizando o conteúdo programático a ser ofertado com a produção mais recente da Sociologia Econômica em nível international. Quatro grandes áreas temáticas inspirarão a escolha dos conteúdos a serem focalizados a cada nova oferta da disciplina. São elas: (i) os modos como se constroem os embricamentos entre as atividades econômicas e as dimensões estruturais, cognitivas, políticas e culturais da vida social; (ii) as institucionalidades que garantem o funcionamento de mercados em meio à incerteza; (iii) os modos pelos quais as teorias e modelos econômicos exercem efeitos de performatividade sobre os agentes no mercado; (iv) os elos entre vida privada, intimidade e atividade econômica. Em segundo lugar, pretende-se desenvolver, entre os que frequentem a disciplina, a habilidade para a pesquisa e produção de conhecimentos nessa área específica do saber, elegendo um objeto empírico pertinente para a realização de um exercício de análise sob a supervisão do docente responsável.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2534396 - Nadya Araujo Guimaraes
 
Programa Resumido
A disciplina visa alcançar dois objetivos, um de ampliar a formação teórica e outro de consolidar a capacitação para a produção de análises. Em primeiro lugar, pretende-se abordar em maior profundidade temas que estejam na ordem do dia da agenda analítica desse campo, sintonizando o conteúdo programático a ser ofertado com a produção mais recente da Sociologia Econômica em nível international. Quatro grandes áreas temáticas inspirarão a escolha dos conteúdos a serem focalizados a cada nova oferta da disciplina. São elas: (i) os modos como se constroem os embricamentos entre as atividades econômicas e as dimensões estruturais, cognitivas, políticas e culturais da vida social; (ii) as institucionalidades que garantem o funcionamento de mercados em meio à incerteza; (iii) os modos pelos quais as teorias e modelos econômicos exercem efeitos de performatividade sobre os agentes no mercado; (iv) os elos entre vida privada, intimidade e atividade econômica. Em segundo lugar, pretende-se desenvolver, entre os que frequentem a disciplina, a habilidade para a pesquisa e produção de conhecimentos nessa área específica do saber, elegendo um objeto empírico pertinente para a realização de um exercício de análise sob a supervisão do docente responsável.
 
 
 
Programa
(Dado o caráter flexível da disciplina de “Tópicos especiais” e o seu alvo de sintonia com os debates mais recentes da agenda internacional do campo, espera-se que a cada semestre o docente focalize e aprofunde um conjunto específico de temas. Alguns são sugeridos nessa indicação abaixo. Os dois primeiros temas têm caráter introdutório, visando atualizar o lastro comum de conhecimento entre os alunos) Parte 1 – A sociologia da vida econômica: trajetória e grandes campos de debate. Breve retomada 1. Os elos entre economia e sociedade à luz do pensamento clássico: troca, mercados e modernidade 2. A reivindicação de uma “nova sociologia econômica”: A virada do pós-1970 Parte II – Os embricamentos estruturais, cognitivos, políticos e culturais da economia 3. O mercado como estrutura social: redes sociais e atividade econômica 4. O mercado como “campo”: explorando as relações de poder e controle 5. Lidando com os significados no estudo das relações econômicas Parte III – Mercados, mercantilização e institucionalidades 6. Mercado e mercantilização 7. Dinheiro, dinheiros e institucionalização das trocas mercantis 8. Os pressupostos institucionais do funcionamento dos mercados: lidando com risco e incerteza Parte IV – A performatividade e os agentes 8. Retomando a noção de agência na vida economica: ator, dispositivos e performatividade 9. Da economia à Economia: as teorias/modelos econômicos e seus efeitos de performatividade Parte V – A economia na intimidade 10. As relações econômicas na intimidade 11. Gênero e atividade econômica 12. As várias formas do dinheiro sob distintas relações sociais
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas apresentarão os debates teóricos recentes da literatura internacional na primeira parte de cada aula (créditos teóricos) Seminários discutirão textos empíricos contemporâneos que sejam exemplares no tema abordado na segunda parte de cada aula (créditos teóricos) Montagem e desenvolvimento de trabalho empírico sob a supervisão do professor explorará tema de interesse do aluno (créditos práticos)
Critério
20% da nota: preparação de seminario com textos contemporâneos exemplares em um dos temas teóricos do curso 20% da nota: comentários escritos a textos levados a seminario 60% da nota: monografia final envolvendo trabalho empírico a ser desenvolvido ao longo do curso em tema pertinente ao programa semestral
Norma de Recuperação
Prova recobrindo o conteúdo da disciplina e critéro de aprovação segue a norma aprovada pelo Departamento de Sociologia. A recuperação é destinada aos alunos que alcançarem a freqüência (70%) e a nota (3,0) mínimas obrigatórias. A nota da recuperação será somada à nota final do período regular e dividida por 2 para a obtenção da média final.
 
Bibliografia
     
APPADURAI, Arjun (ed.). The Social life of Things: commodities in cultural perspective. New York: Cambridge University Press, 1986. BECKERT, Jens; ASPERS, Patrick (eds.). The Worth of Goods. Oxford: Oxford University Press, 2011. ASPERS, Patrick; DODD, Nigel (eds.) Re-Imagining Economic Sociology. Oxford: Oxford University Press, cap. 2, 2015. BOURDIEU, Pierre. Les Structures Sociales de L’Economie. Paris: Seuil, 2000. CALLON, Michel (ed.) The Laws of the Markets. Oxford: Blackwell, 1998, p. 1-57. CALLON, Michel; MILLO, Yuval; MUNIESA, Fabian. Market Devices. Oxford: Blackwell, 2007. ÇALISKAN, Koray; CALLON, Michel. Economization, part 1: shifting attention from the economy towards processes of economization. Economy and Society 38(3), p. 369-398, 2009. FLIGSTEIN, Neil. The Architecture of Markets: An Economic Sociology of Twenty-First- Century Capitalist Societies. Princeton: Princeton University Press, 2002. FOURCADE, Marion. Cents and Sensibility: Economic Valuation and the Nature of “Nature”. American Journal of Sociology, 116(6): 1721-1777, 2011. GRANOVETTER, Mark. Economic action and social structure: The problem of embeddedness. American Journal of Sociology, 91(3): 481-510, 1985. KARPIK, Lucien. Valuing the Unique: The Economics of Singularities. Princeton, NJ: Princeton University Press, 2010. MAUSS, Marcel. The Gift: the form and reason for exchange in archaic societies. London: Routledge, 2005[1923-4]. MACKENZIE, Donald; MUNIESA, Fabian; SIU, Lucia (eds.). Do Economists Make Markets? On the Performativity of Economics. Princeton: Princeton University Press, 2008. NEIBURG, Federico. Os Sentidos Sociais da Economia. In: DUARTE, Luiz Fernando Dias (org.) Horizontes das Ciências Sociais no Brasil – Antropologia. São Paulo: ANPOCS/Barcarolla/ Discurso Editorial, p. 225-258, 2010. POLANYI, Karl. The Economy as Instituted Process. In: POLANYI, Karl; ARENSBERG, Conrad; PEARSON, Harry. Trade and Market in the Early Empires. Glencoe, IL: Free Press, 1957, p. 243-269. SMELSER, Neil J.; SWEDBERG, Richard. (eds.), The Handbook of Economic Sociology. 2a ed. Princeton, Oxford e New York: Princeton University Press e Russell Sage Foundation, 2005. STEINER, Phillipe. L'École Durkheimienne et l’Économie: Sociologie, Religion et Connaissance. Paris: Librairie Droz, 2005a. SWEDBERG, Richard. Max Weber and the Idea of Economic Sociology. Princeton, NJ: Princeton University Press, 2000. WHITE, Harrison C. Markets from Networks: Socioeconomic Models of Production. Princeton, NJ: Princeton University Press, 2002. ZELIZER, Viviana. The Social Meaning of Money: Pin Money, Paychecks, Poor Relief, and Other Currencies. New York: Basic Books, 1994.
 

Clique para consultar os requisitos para FSL0656

Clique para consultar o oferecimento para FSL0656

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP