Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Saúde Pública
 
Saúde Ambiental
 
Disciplina: HSA0118 - Gestão de Saúde Ambiental em Situações de Emergências
Environmental Health Management in Emergencies

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
Introduzir conceitos e conhecimentos básicos sobre emergências decorrentes de desastres naturais e tecnológicos, em especial no que se relaciona aos aspectos de saúde pública e ambiental.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
529420 - Adelaide Cassia Nardocci
47805 - Arlindo Philippi Junior
8698806 - Gabriela Marques di Giulio
 
Programa Resumido
Conceitos básicos: perigo, risco, vulnerabilidade, acidentes, emergências, desastres naturais e tecnológicos. Histórico. Classificação dos desastres. Fases da Gestão do Desastre. Impactos diretos e indiretos à saúde humana. Serviços essenciais: abastecimento de água, gestão de resíduos, alimentação, gestão de abrigos, controle de doenças infecciosas. Vigilância epidemiológica em situações de emergência. Gestão de informações e comunicação em situações emergenciais. A gestão de desastres no Brasil. Análise e discussão de casos.
 
 
 
Programa
Conceitos básicos: perigo, risco, vulnerabilidade, acidentes, emergências, desastres naturais e tecnológicos. Histórico: os desastres ao longo da História, desastres no Mundo e no Brasil. Classificação dos desastres: naturais, tecnológicos, natechs (naturais-tecnológicos), emergências complexas (guerras, campos de refugiados, entre outros) Fases da Gestão do Desastre: antes-durante-depois. Impactos diretos e indiretos à saúde humana. Serviços essenciais: abastecimento de água, gestão de resíduos, alimentação, gestão de abrigos, controle de doenças infecciosas. Vigilância epidemiológica em situações de emergência, atenção aos grupos vulneráveis. Gestão de informações e comunicação em situações emergenciais. A gestão de desastres no Brasil. Análise e discussão de casos. Atividades práticas como visitas técnicas, participação em exercícios simulados, visitas a áreas de riscos para reconhecimento das características e vulnerabilidades e identificação de ações necessárias.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Prova e Trabalho escrito
Critério
50% Nota da Prova e 50 % Nota do Trabalho
Norma de Recuperação
Media aritmética da nota anterior e da nota de uma nova prova.
 
Bibliografia
     
Di Giulio, G.M.; Figueiredo, B R.; Ferreira, L.C. Avaliação, comunicação e percepção de riscos associados a desastres naturais: uma contribuição aos estudos ambientais. Ciência e Cultura, v. 65, p. 54-57, 2013.
Guimarães, S.T.L.; Carpi Jr, S.; Berríos, M.B.R.; Tavares, A.C. 2012. Gestão de áreas de riscos e desastres ambientais. Rio Claro: IGCE/UNESP.
Philippi Jr. A, Editor, Saneamento, Saúde e Ambiente – Fundamentos para um desenvolvimento sustentável, Universidade de São Paulo-FSP-NISAN e Editora Manole, 2005.
Luiz R.A.F., Nardocci, A. C., Planejamento Territorial como Instrumento do gerenciamento de riscos de acidentes industrais maiores. In. Philippi Jr, A, Roméro, MA e Bruna GC. Curso de Gestão Ambiental. 2ª Ed., Barueri: Manoel, 2014.
Noji EK, Editor. Impacto de los desastres en la salud publica. Washington DC: Organización Panamericana de la Salud. 2000.
Marcelino EV, Desastres Naturais e Geotecnologias – Conceitos básicos– Caderno Didático No 1. INPE, 2008.
Saito SM, Desastres Naturais e Geotecnologias – Vulnerabilidade – Caderno Didático No 6. INPE, 2011.
Freitas CM, Porto MFS, Machado JMH. Acidentes industriais ampliados: desafios e perspectivas para o controle e prevenção.Ed. da Fiocruz. Rio de Janeiro, 2000.
OPAS. Emergencias Y desastres em sistemas de água potable y saneamento: Guia para uma resposta eficaz. OPAS:Washington, 2004.
WHO. Communicable diseases following natural disasters. Risk assessment and priority interventions. WHO:Geneva, 2006.
Tominaga et al. (org). 2009. Desastres naturais: conhecer para prevenir. São Paulo: Instituto Geológico, 196 p.
Valencio, N.; Siena, M.; Marchezini, V.; Costa, J. (org). 2009. Sociologia dos desastres – construção, interfaces e perspectivas no Brasil. RiMa Editora, São Carlos.
 

Clique para consultar os requisitos para HSA0118

Clique para consultar o oferecimento para HSA0118

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP