Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Saúde Pública
 
Saúde Ambiental
 
Disciplina: HSA0131 - Abordagem qualitativa na interface ambiente e saúde
Qualitative approach to the interface environment-health

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina busca introduzir e discutir elementos teórico-analíticos e experiências empíricas, privilegiando diferentes perspectivas teóricas e metodológicas, para pensar, a partir de uma abordagem qualitativa, questões e aspectos relacionados à interface ambiente e saúde.
 
It seeks to introduce and debate theoretical-analytical elements and empirical experiences, based on different theoretical and methodological perspectives, in order to think, from a qualitative approach, issues and aspects related to the interface environment-health.
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
8698806 - Gabriela Marques di Giulio
2089692 - Rubens de Camargo Ferreira Adorno
 
Programa Resumido
Abordagens qualitativas aplicadas na interface ambiente e saúde.
 
Qualitative approaches applied to the interface environment-health.
 
 
Programa
Riscos e impactos na perspectiva do sofrimento social. Impactos da tecnologia e das políticas públicas na vida social. Vulnerabilidade. Justiça ambiental e desigualdade socioambiental. Percepção de risco. Participação pública nos processos decisórios. Capacidade de adaptação e resiliência.
 
Risks and impacts from social suffering perspective. Impacts of technologies and public policies in the social life. Vulnerability. Environmental justice and socioenvironmental inequalities. Risk perception. Public participation in decision-making processes. Capacity of adaptation and resilience.
 
 
Avaliação
     
Método
O desenvolvimento desta disciplina inclui estratégias de ensino-aprendizagem, que potencializem a autonomia, criatividade, compromisso e cooperação dos educandos. Além da leitura da bibliografia básica, as seguintes estratégias podem ser realizadas: aula expositiva, com a participação dos estudantes; trabalho e discussão em grupo; seminários.
Critério
A avaliação do desempenho do estudante, que tem com foco as diferentes dimensões do processo ensino-aprendizagem (Conhecimento; Habilidades; Atitudes), será realizada pelos seguintes instrumentos: provas; seminários.
Norma de Recuperação
O aluno que for para recuperação poderá realizar prova/trabalho. A nota final será a média (aritmética ou ponderada) das notas final e de recuperação.
 
Bibliografia
     
Biehl, J. Antropologia do devir: psicofármacos – abandono social – desejo. Revista De Antropologia, S. Paulo, USP, 2008, V. 51, Nº 2. Biehl, J. Antropologia no campo da saúde global. Horiz. antropol., Porto Alegre, v. 17, n. 35, p. 227-256, June 2011 . Di Giulio, G.M.; Figueiredo, B. R.; Ferreira, L.C.; Anjos, J.A.S.A. Comunicação e governança do risco: a experiência Brasileira em áreas contaminadas por chumbo. Ambiente e Sociedade (Campinas), v. XIII, p. 283-297, 2010. Di Giulio, G.M.; Vasconcellos, M. P. Contribuições das Ciências Humanas para o debate sobre mudanças ambientais: um olhar sobre São Paulo. Estudos Avançados (USP. Impresso), v. 28, p. 41-63, 2014. Freitas, C.M.; Carvalho, M.L.; Ximenes, E.F.; Arraes, E.F.; Gomes, J.O. Vulnerabilidade socioambiental, redução de riscos de desastres e construção da resiliência – lições do terremoto no Haiti e das chuvas fortes na Região Serrana, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva17.6 (Jun 2012): 1577-1586. Gomes, B.R.; Adorno, R.C.F. Tornar-se “noia”: trajetória e sofrimento social nos “usos de crack” no centro de São Paulo. Etnográfica, vol. 15, n. 3, 2011. Portella, S.L.D.; Nunes, J.A. Populações serranas excluídas, cidades insustentáveis: o enigma da participação pública. Ciência & Saúde Coletiva, 19(10):4223-4228, 2014 Porto, P.S.S.; Porto. M.F.S. Desastres, crise e justiça ambiental: reflexões a partir do contexto brasileiro. O Social em Questão - Ano XVIII - nº 33 - 2015, p. 153-176. Spink, M.J. 2014. Viver em áreas de risco: tensões entre gestão de desastres ambientais e os sentidos de risco no cotidiano. Ciência & Saúde Coletiva, 19(9):3743-3754, 2014. Taddei, R. Ser-estar no sertão: capítulos da vida como filosofia visceral. Interface - Comunicação, Saúde, Educação MUNICAÇÃO SAÚDE EDUCAÇÃO, 2014. 18(50):597-607.
 

Clique para consultar os requisitos para HSA0131

Clique para consultar o oferecimento para HSA0131

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP