Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Saúde Pública
 
Saúde Materno-infantil
 
Disciplina: HSM0130 - Ciclos de Vida II
Lifecycles: Adult and Elderly

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação: 31/12/2016

Objetivos
Conhecer os aspectos biopsicossociais das fases do curso da vida: juventude, vida adulta e envelhecimento. Conhecer as políticas e programas de atenção integral à saúde para jovens, adultos e idosos. Reconhecer a inserção do nutricionista dentro destas políticas e programas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
89931 - Alberto Olavo Advincula Reis
931833 - Ivan Franca Junior
 
Programa Resumido
Principais características biopsicossociais de jovens, adultos e idosos e as principais políticas dirigidas a estes grupos.
 
 
 
Programa
- Saúde e Ciclos de Vida - Carga Global das doenças - Nutrição e ciclos de vida - Adolescência e Principais problemas de saúde na puberdade História Conceitos Características - Sexualidade na juventude e na vida adulta: prazeres e poderes - Nutrição e Saúde da mulher - Saúde Mental e Nutrição - O envelhecimento hoje. Principais questões de saúde - Nutrição e Saúde do idoso - Seminários de apresentação dos trabalhos dos alunos
 
 
 
Avaliação
     
Método
Estratégias de ensino: O desenvolvimento desta disciplina inclui estratégias de ensino, que potencializem a autonomia, criatividade, cientificidade, raciocínio clínico, auto-aperfeiçoamento, compromisso e cooperação dos educandos. Além da leitura da bibliografia básica, as seguintes estratégias podem ser realizadas: aula expositiva, com a participação dos estudantes; aulas práticas; estudo dirigido; trabalho em grupo Instrumentos de avaliação: A avaliação do desempenho do estudante, que tem com foco as diferentes dimensões do processo ensino-aprendizagem (Conhecimento; Habilidades; Atitudes), será realizada pelos seguintes instrumentos: provas; exercícios; produção de textos e apresentação de trabalhos.
Critério
Os critérios têm como parâmetros estruturantes os objetivos de aprendizagem da disciplina e as diretrizes do PPP. A avaliação tomará como critérios básicos: Uso apropriado de conceitos na problematização e análise de determinado caso ou situação (simulada ou real); Capacidade de avaliar, analisar e tomar decisão fundamentada em evidências científicas; Articulação da resposta com as correntes teóricas analisadas e a bibliografia indicada/pertinente; Opinião pessoal com argumentação; Desempenho que evidencie postura crítica e/ou humanista e/ou ética e/ou acolhedora e/ou respeitosa no desenvolvimento de atividades práticas e/ou frente à determinada situação ou estudo de caso; Participação com contribuições de debate. Média Final igual ou superior a 5,0, aluno aprovado; Média Final entre 3,0 e 4,9 leva o aluno frequente à Prova de Recuperação; Média Final abaixo de 3,0, reprovação.
Norma de Recuperação
O aluno que for para recuperação poderá realizar prova/trabalho. A nota final será a média (aritmética ou ponderada) das notas final e de recuperação.
 
Bibliografia
     
1.Aldrighi JM, Buchalla CM, Cardoso MRA. Epidemiologia dos agravos à saúde da mulher. São Paulo: Atheneu; 2005. 2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Manual de atenção à mulher no climatério/menopausa. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2008. 3. Brasil. Ministério da Saúde. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 84p (destaco páginas 25 a 30). Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_alimentacao_nutricao.pdf 4. Brasil. Ministério da Saúde. Núcleo de Apoio à Saúde da Família – Volume 1: Ferramentas para a gestão e para o trabalho cotidiano. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 116p (Cadernos de Atenção Básica, no 39). (Destaco páginas 15 a 24). Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/caderno_39.pdf 5. Oliveira, AF et al. Global burden of disease attributable to diabetes mellitus in Brazil. Cad. Saúde Pública. 2009, vol.25, n.6 [cited 2015-03-11], pp. 1234-1244 . Available from: . http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009000600006. 6.Buss PM. Promoção da saúde e qualidade de vida. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2000; 5 (1): 163-177. 7.Domingues MA, Lemos ND, organizadores. Gerontologia: os desafios nos diversos cenários da atenção. Barueri: Manole; 2010. 8.Lebrão ML, Duarte YAO. SABE: Saúde, Bem-estar e Envelhecimento; o projeto SABE no município de São Paulo, uma abordagem inicial. Brasília, DF: OPAS; 2003. 9.Vitolo MR. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Rubio; 2008. 10. “Gênero, Sexualidade e Saúde”. In: Saúde, Sexualidade e Reprodução – compartilhando responsabilidades. Rio de Janeiro: Editora da UERJ, 1997, p. 101-110. 11. Bibliografia disponibilizada no, via Moodle, durante o transcorre da disciplina
 

Clique para consultar os requisitos para HSM0130

Clique para consultar o oferecimento para HSM0130

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP