Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Saúde Pública
 
Política, Gestão e Saúde
 
Disciplina: HSP0154 - Fundamentos da Saúde Pública
Public Health Basis

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
Proporcionar aos alunos os conhecimentos básicos para que possam compreender os Fundamentos e Princípios da Saúde Pública, bem como os campos de atuação profissional (Ensino, Pesquisa e Serviços) e compreender a saúde pública como uma política pública e a sua operacionalização atual no Brasil, tendo como referência o SUS.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1597993 - Maria Cristina da Costa Marques
 
Programa Resumido
De abordagem interdisciplinar, o curso apresenta a evolução da Saúde Pública no Brasil, nos diferentes contextos sociopolíticos do século XIX ao século XX. Tomam-se as mudanças sociais que configuraram a sociedade brasileira, situando, aí, a constituição e o desenvolvimento da Saúde Pública. Discute-se a evolução desse campo a partir de fins do século XIX, destacando-se as políticas higienistas, as ações sanitárias dos Serviços de Saúde Pública, a emergência dos setores populares urbanos e a saúde, e o desenvolvimento posterior de configuração da proteção social.
 
 
 
Programa
1)Saúde Pública:- Conceito, objeto e objetivo
2)Cidadania e Saúde Pública.
3)Surgimento da Medicina Social e da Saúde Pública.
4)Higienismo: saber científico e controle político.
5)As várias faces da Saúde Pública. Entre o urbano e o agrário.
6) As várias faces da Saúde Pública. Disputas políticas de modelos de atenção à saúde.
7) Saúde Pública e consolidação do estado nacional.
8) Desenvolvimento e impasses da Saúde Pública no Brasil.
 
 
 
Avaliação
     
Método
- aulas dialogadas
- debates
- pesquisa bibliográfica: com textos
Critério
- participação
- trabalho de conclusão da disciplina
Norma de Recuperação
Prova escrita.
 
Bibliografia
     
BRAGA, José Carlos de Souza e PAULA, Sergio Gomes de. “Gestação e desenvolvimento da medicina prevideniária no Brasil – 1930-1966”. In Saúde e Previdência: estudos de política social. São Paulo: CEBES-Hucitec, pp. 65-71, 1981.
CARVALHO, José Murilo de. “Cidadania, estadania, apatia”. Texto disponível em: http://www.ifcs.ufrj.br/~ppghis/pdf/carvalho_cidadania_estadania.pdf [acesso em 13.02.2012]
COHN, Amélia; NUNES,Edison; JACOBI, Pedro R. e KARSH, Ursula S. “Capítulo I. As heranças da saúde: da política da desigualdade à proposta de equidade”. In (idem) A Saúde como Direito e como Serviço. São Paulo: Cortes Editora-CEDEC, pp. 13-28, 1991.
FERNANDES, Tania Maria. “Do Instituto Vacínico Municipal ao Instituto Vacinogênico Federal. Descentralização x centralização”. In Vacina antivariólica: ciência, técnica e poder dos homens 1808-1920. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, pp. 47-75, 1999.
FONSECA, Cristina M. de Oliveira. “4. Longe do Asfalto e do Ar-Condicionado: a construção e implementação de um modelo de Saúde Pública nacional (1937-1945)”. In Saúde no Governo Vargas (1930-1945). Dualidade Institucional de um bem público. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, pp. 171-255, 2007.
FOUCAULT, Michel. “V. O nascimento da Medicina Social”. In (idem) Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, pp. 79-98, 1979.
LUZ, Madel T. “ 3. As condições de saúde e classe operária na República Velha: a organização da ordem”. In Medicina e Ordem Política Brasileira. Política e instituições de Saúde (1850-1930). Rio de Janeiro: Edições Graal, pp. 53-68, 1982.
LUZ, Madel T. “Capítulo IV. Políticas de Saúde 1968-1974”. In As Instituições Médicas no Brasil. Instituições e Estratégia de Hegemonia. Rio de Janeiro: Edições Graal, pp. 117-150, 1979.
MASSAKO, Iyda. “A força de trabalho e a conexão internacional (1889-1930)”. In Cem Anos de Saúde Pública - a Cidadania Negada. São Paulo: Editora UNESP, pp. 33-53, 1993.
MERHY, Emerson Elias. “Cap 3. A herança no campo da Saúde Pública do pós-30: os sanitaristas e as matizes discursivas de 1920 a 1930” e “item 3. O momento social e político: as questões sociais em disputa e os projetos das distintas correntes e movimentos”. In A Saúde Pública como Política. Um estudo de formuladores de políticas. São Paulo: Editora Hucitec, pp. 67-96 e 123-128, 1992.
ROSEN, George. “IV. O que é Medicina Social? Uma análise genética do conceito”. In Da Polícia Médica à Medicina Social. Rio de Janeiro: Edições Graal, pp. 77-89, 1979.
SCEVICENKO, Nicolau. “Introdução” e “3. O processo de segregação: agonia”. In A Revolta da Vacina. São Paulo: Editora Scipione, pp. 9-35 e 54-68, 2001.
SCHWEICKARDT, Júlio Cesar e LIMA, Nísia Trindade. Os cientistas brasileiros visitam a Amazônia: as viagens científicas de Oswaldo Cruz e Carlos Chagas (1910-1913). História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Rio de Janeiro, v.14, suplemento, p. 15-50, dez. 2007.
SINGER, Paul; CAMPOS, Oswaldo; OLIVEIRA, Elizabeth M. de. “1. Introdução: colocação do problema” e “2. Os Serviços de Saúde: origem e evolução histórica”. In Prevenir e Curar. O Controle Social através dos Serviços de Saúde. Rio de Janeiro: Ed. Forense-Universitária, pp. 9-15 e 16-42, 1978.
 

Clique para consultar os requisitos para HSP0154

Clique para consultar o oferecimento para HSP0154

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP