Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Saúde Pública
 
Política, Gestão e Saúde
 
Disciplina: HSP0155 - Sociologia Política e Saúde
Sociology and Health Policy

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
Esta disciplina apresenta de forma introdutória o campo da Saúde Pública na sua interface com as abordagens sociológicas e de ciência política.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
235983 - Aurea Maria Zöllner Ianni
 
Programa Resumido
A disciplina toma o contexto de constituição das sociedades modernas destacando a emergência da Saúde Pública como política social. Discute o papel da Saúde Pública na constituição dos Estados Nacionais e as principais abordagens sociológicas para o entendimento das relações saúde-sociedade e compreensão dos processos saúde-doença.
O programa se estrutura em três módulos: 1. Estado, sociedade e saúde (Saúde Pública como política social; princípios teóricos da relação Estado-sociedade; Saúde Pública e Estado Nacional no Brasil) 2. Sociologia e saúde (Sociologia e Sociedade; Sociedades Modernas e Saúde; principais abordagens sociológicas; Saúde-Doença como processo social)
3. Alguns marcadores sociais de diferença e situação de saúde (Classe Social, Estratificação Social e Saúde; Culturas, subjetividades e saúde)
 
 
 
Programa
Discussão dos temas: Saúde e Sociedade; Saúde Pública como política social; Teorias do Estado e sociedade civil; Saúde Pública e Estado Nacional no Brasil; Sociologia e Sociedade; Sociedades Modernas e Saúde; Teorias sociológicas; Saúde-Doença como processo social.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Seminário em grupo e trabalho/prova individual.
Critério
Participação nas discussões, presença nos seminários e desempenho no trabalho/prova.
Norma de Recuperação
O aluno que for para recuperação poderá realizar prova/trabalho e a nota final corresponderá à média das notas da primeira avaliação e da recuperação.
 
Bibliografia
     
Abramides, M.B.C. e Cabral, M.doS.R. “Regime de acumulação flexível e saúde do trabalhador”. São Paulo em Perspectiva, 17(1):3-10, 2003.

Briceño-León, R. “Siete tesis sobre la educación sanitária para la participación comunitária”. Cadernos de Saúde Pública, v. 12, n. 1, p. 7-30, 1996.

Caron, E.; Lefèvre, F.; Lefèvre, A.M.C. “Afinal, somos ou não somos uma sociedade de consumo? Consequências para a saúde”. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 1, p. 145-153, 2015.

Castro, A.L. de “Saúde e estética: discursos convergentes”. In _____ Culto ao corpo e sociedade. Mídia, estilos de vida e cultura do consumo. São Paulo: Annablume-Fapesp, p. 67-76, 2009.

Dahrendorf, R. “Sociologia e sociedade industrial”. In Foracchi, M.M. e Martins, J.deS. Sociologia e Sociedade. Leituras de Introdução à Sociologia. Rio de Janeiro: LTC, p. 99-105, 2002.

Durkheim, E. “Suicídio: definição do problema” (texto de 1897). In Rodrigues, J. A. Durkheim. Sociologia. São Paulo: Editora Ática, p. 103-107, 1978.

Elias, N. “Introdução”. In Elias, N. Introdução à Sociologia. Lisboa: Edições 70, p. 13-34, 2011.

Fernandes, F. “A herança intelectual da Sociologia”. In Foracchi, M.M. e Martins, J.deS. Sociologia e Sociedade. Leituras de Introdução à Sociologia. Rio de Janeiro: LTC, p. 9-17, 2002.

Foucault, M. “O Nascimento da Medicina Social”. In ______ Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, p. 79-98, 1993.

Foucault, M. “A Política da Saúde no século XVIII”. In ______ Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, p. 193-207, 1993.

Freund, J. “A compreensão”. In______ Sociologia de Max Weber. Rio de Janeiro-São Paulo: Cia. Editora Forense, p. 73-80, 1970.

Giddens, A. “O desenvolvimento do pensamento sociológico”. In_______ Sociologia. Porto Alegre: ArtMed, p. 27-36, 2005.

Konder, L. “Alienação”, “Valor”, “Mais-valia”, “Mercadoria”. In _____ Marx. Vida e Obra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, p. 43-48, 137-141, 145-149, 150-152, 1976.

Lima, N.T.; Fonseca, C.M.O.; Hochman, G. “A Saúde na construção do Estado Nacional no Brasil: Reforma Sanitária em perspectiva”. In Lima, N.T.; Gerschman, S.; Edler, F.C.; Suárez, J.M. (orgs) Saúde e Democracia. História e Perspectivas do SUS. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz-OPAS, p. 27-58, 2005.

Lukes, S. “Bases para a interpretação de Durkheim”. In Cohn, G. (org) Sociologia. Para ler os clássicos Dukheim – Marx – Weber. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, p. 15-47, 2007.

Montaño, C. e Duriguetto, M.L. “O Estado moderno e a sociedade civil nos clássicos da teoria política” (itens 1; 1.1; 1.2; 2). In ______ Estado, Classe e Movimento Social. São Paulo: Cortez Editora, p. 19-33, 2011.

Monteiro, C.A.; Iunes, R.F.; Torres, A.M. “A evolução do país e suas doenças: síntese, hipóteses e implicações”. In Monteiro, C.A. (org) Velhos e Novos Males da Saúde no Brasil. A Evolução do País e de suas Doenças. São Paulo: Editora Hucitec-Nupens/USP, p. 349-356, 2000.

Nunes, E.D. “A doença como processo social”. In Canesqui, A.M. (org) Ciências Sociais e Saúde para o Ensino Médico. São Paulo: Editora Hucitec-Fapesp, p. 217-229, 2000.

Pereira, J.C.deM. “A psiquiatria como discurso da moralidade”. In______ A Explicação Sociológica na Medicina Social. São Paulo: Editora Unesp, p. 130-135, 2005.

Pereira, J.C.deM. “Assistência médica: uma análise compreensiva”. In______ A Explicação Sociológica na Medicina Social. São Paulo: Editora Unesp, p. 173-178, 2005.

Pereira, J.C.deM. “Saúde e sociedade”. In______ A Explicação Sociológica na Medicina Social. São Paulo: Editora Unesp, p. 248-255, 2005.

Ringer, F. “4. Interpretação e Explicação. Da interpretação à análise causal e Sociologia interpretativa”. In ______ A metodologia de Max Weber. Unificação das ciências culturais e sociais. São Paulo: EDUSP, p. 97-104, p. 105-113, 2004.

Sarti, C.A. “A dor, o indivíduo e a cultura”. Saúde e Sociedade, 10(1):3-13, 2001.

Stavenhagen, R. “Classes sociais e estratificação social”. In Foracchi, M.M. e Martins, J.deS. Sociologia e Sociedade. Leituras de Introdução à Sociologia. Rio de Janeiro: LTC, p.237-249, 2002.

Teixeira Filho, F.S. e Rondini, C.A. “Ideações e tentativas de suicídio em adolescentes com práticas hetero e homoeróticas”. Saúde e Sociedade, v. 21, n. 3, p. 651-667, 2012.

Thalheimer, A. “A concepção materialista da História”. In _____ Introdução ao materialismo dialético. São Paulo: Livraria Editora Ciências Humanas Ltda, p. 103-123, 1979.
 

Clique para consultar os requisitos para HSP0155

Clique para consultar o oferecimento para HSP0155

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP