Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Saúde Pública
 
Política, Gestão e Saúde
 
Disciplina: HSP0163 - Gestão Pública e Privada
Public and Private Management in Health

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
A disciplina deverá possibilitar ao aluno compreender os atuais desafios na relação do sistema púbico e privado de saúde; distinguir processos administrativos e gerenciais próprios das organizações estatais e das organizações particulares e conhecer as diferentes modalidades de organizações prestadoras de serviços e de cuidados de saúde e de saúde pública.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
7491742 - Adriane Lopes Medeiros Simone
56232 - Gonzalo Vecina Neto
5057761 - Marilia Cristina Prado Louvison
 
Programa Resumido
A disciplina propiciará ao aluno entender o novo papel do Estado na prestação de serviços de saúde. Permitirá ao aluno identificar as particularidades e singularidades da administração e planejamento de serviços e sistemas de saúde, a relação público/privada, tanto do ponto de vista da eficiência, como da compreensão ampliada do SUS e sua interface com o sistema de saúde suplementar. Para tanto será propiciado ao aluno um conhecimento básico sobre as distintas formas de gestão de serviços e sistemas de saúde seja do nível municipal ou de regiões de saúde, em particular como a gestão pública e privada de saúde, com seus distintos interesses se organiza e disputa nesses espaços.
 
 
 
Programa
1) Estado, regulação e gestão: o público e o privado no setor saúde
2) O Sistema de Saúde suplementar no Brasil
3) Teoria administrativa e administração pública;
4) Administração direta e modalidades de administração indireta em saúde
5) Parcerias público privadas no SUS
6) Organizações de saúde pública e privada: características, estrutura e tipologias
7) Gestão hospitalar e seus desafios na gestão pública e privada
8) Gestão de materiais e custos hospitalares
9) Gestão de pessoas nas organizações
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalho de Conclusão de Disciplina (TCD)
Critério
Freqüência, participação.
Norma de Recuperação
a) apresentar a segunda versão do TCD na data prevista para a recuperação;
b) solucionar deficiências da primeira versão do TCD; e,
c) obter nota igual ou superior a 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
) Aragão CV. Burocracia, eficiência e modelos de gestão pública: um ensaio. Revista do Serviço Público 1997;48(3):104-132.
2) Barbosa PR. Gestão de Hospitais Públicos: maior autonomia gerencial, melhor perfomance organizacional com apoio em contratos de gestão. Revista do Serviço Público 1996;47(2): 67-97.
3) Barreto-Junior IF, Silva ZP. Reforma do sistema de saúde e as novas atribuições do gestor estadual. São Paulo em Perspectiva 2004;18(3):47-56.
4) Bresser-Pereira LC, Grau NC (orgs). O Público Não-Estatal na Reforma do Estado. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas; 1999.
5) Campos GWS. O anti-Taylor: sobre a invenção de um método para co-governar instituições de saúde produzindo liberdade e compromisso. Cadernos de Saúde Pública 1998;14(4):863-70.
6) Carneiro-Junior N, Elias PEA. A reforma do Estado no Brasil: as organizações sociais de saúde. Revista de Administração Pública 2003; 37(2): 201-226.
7) Carneiro-Junior N, Elias PE. Controle público e eqüidade no acesso a hospitais sob gestão pública não estatal. Revista de Saúde Pública 2006;40(5):914-20.
8) Eibenschutz C. Política de saúde: o público e o privado. 1996
9) Cherchiglia ML, Dallari SG. A reforma do Estado e o setor público de saúde: governança e eficiência. Revista de Administração Pública 1999;33(5):65-84.
Heimann LS, Ibanhez LC e Barboza R. O público e o privado na saúde. HUCITEC. 2005.
10) Hortale VA, Conill EM, Pedroza M. Desafios na construção de um modelo para análise comparada da organização de serviços de saúde. Cadernos de Saúde Pública 1999;15(1):79-88.
11) Martins HF. Em busca de uma teoria da burocracia pública não-estatal: política e administração no terceiro setor. RAC 1998;2(3):109-28.
Menicucci TMG. Público e privado na política de Assistência a Saúde no Brasil. FIOCRUZ. 2007
12) Modesto P. Reforma administrativa e marco legal das organizações sociais no Brasil. Revista do Serviço Público 1997;48(2):27-58.
13) Oliveira JAP. Desafios do planejamento em políticas públicas: diferentes visões e práticas. RAP 2006;40(1):273-88.
14) Puccini PT. As unidades de assistência médica ambulatorial (AMA) do Município de São Paulo, Brasil: condições de funcionamento e repercussões sobre a atenção básica no Sistema Único de Saúde, 2006. Cad. Saúde Pública 2008;24(12):2755-66.
15) Ramos MM. Contratos de gestão: instrumentos de ligação entre os setores do aparelho do Estado. Revista do Serviço Público 1997;48(2):80-99.
16) Rivera FJU, Artmann E. Planejamento e gestão em saúde: flexibilidade metodológica e agir comunicativo. Ciência & Saúde Coletiva 1999;4(2):355-65.
Santos NR e Amarante PDC .Gestão pública e relação público privada na saúde. CEBES. 2011
17) Vecina Neto G e Malik Ana Maria.Gestão em saúde. Guanabara Koogan. 2011
18) Vecina Neto G, Reinhardt Filho W. Gestão de Recursos Materiais e de Medicamentos, volume 12 . FSP 1998 (Série Saúde & Cidadania).
 

Clique para consultar os requisitos para HSP0163

Clique para consultar o oferecimento para HSP0163

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP