Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos
 
Disciplinas do Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos
 
Disciplina: IAU0314 - Cultura, Ambiente e Sustentabilidade I
Culture, Envirinment and Sustainability I

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
- discutir as noções de natureza e cultura a partir de disciplinas diversas – economia, antropologia, filosofia, ecologia;
- estudar os impactos ambientais antrópicos ao longo da história da humanidade;
- estudar a história do pensamento conservacionista, suas principais noções e conceitos utilizados no seu estudo;
- levantar, analisar e discutir os diversos aspectos e pontos de vista em relação à questão ambiental contemporânea;
- levantar e analisar os dados históricos, sócio-ambientais e de manejo de unidades de conservação;
- estudar os aspectos sócio-econômicos e político-culturais da noção de sustentabilidade.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
55801 - Carlos Roberto Monteiro de Andrade
 
Programa Resumido
As relações entre natureza e cultura em diversas sociedades e períodos históricos;
A questão ambiental, seus aspectos históricos e teóricos, suas implicações nas sociedades contemporâneas.
O pensamento conservacionista, seu histórico e principais formulações;
Desenvolvimento econômico e impactos ambientais: a noção de sustentabilidade.
 
 
 
Programa
1- Natureza e cultura
- a natureza para sociedades diversas, em culturas nômades e culturas sedentárias;
- a natureza para o homem moderno;
- as novas políticas da natureza no século XX;
- a arte e a construção de um modo de se olhar a natureza;

2- A história da questão ambiental
- desastres ambientais da antiguidade;
- o desflorestamento na história da Europa e das Américas;
- o Movimento Conservacionista na Europa e nos EUA;
- a conservação da natureza no Brasil;
- a emergência da questão ambiental no século XX;
- novos campos disciplinares: da ecologia à história ambiental;

3- A conservação da natureza no Brasil: estudo de unidades de conservação
- Conceito, histórico e legislação;
- Estudo de casos de manejo de unidades de conservação;

4- Economia e política da sustentabilidade
- histórico da noção de sustentabilidade;
- Movimento Conservacionista e Ambientalista no século XX;
- do livro “Primavera Silenciosa” à “Rio + 20”; a “Agenda 21”;
- teorias do desenvolvimento sustentável.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Realização de seminários e visitas a campo; elaboração de resenha de livro.
Critério
Média ponderada das notas nos seminários, monografia, resenha e prova.
Norma de Recuperação
Prova.
 
Bibliografia
     
AA.VV. (2001); Seminário Nacional sobre Desastres Ambientais, Brasília, CONFEA.
AVELAR, W.E.P. et alli (1983); Em busca do conhecimento ecológico: uma introdução à metodologia, São Paulo, Edgar Blücher.
BARROS, Wanderbilt Duarte de (1952); Parques Nacionais do Brasil, Rio de Janeiro, Ministério da Agricultura.
______ (1955); Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro, Serviço de Informação Agrícola.
BOFF, Leonardo (1996); Ecologia. Grito da Terra. Grito dos Pobres. São Paulo, Ed. Ática.
BRITO, Maria Cecília Wey de (2000); Unidades de Conservação: intenções e resultados. São Paulo, Ed. Annablume e FAPESP.
CAPRA, Fritjof (2002); As Conexões Ocultas. Ciência para uma vida sustentável, São Paulo, Ed. Cultrix.
CARSON, Rachel (1964); Primavera Silenciosa, São Paulo, Ed. Melhoramentos.
CROSBY, Alfred W. (1993); Imperialismo Ecológico: a experiência biológica da Europa 900-1900, São Paulo, Ed. Companhia das Letras.
DEAN, Waren (1996); A Ferro e Fogo. A história da devastação da mata atlântica brasileira, São Paulo, Ed. Companhia das Letras.
DEBUS, Allen G. (1978); Man and Nature in the Renaissance, Cambridge, Cambridge University Press.
FOX, Stephen (1981); The American Conservation Movement. John Muir and his legacy, Boston, The University of Wisconsin Press.
GUERRA, Antonio J. T. (2001); Impactos Ambientais Urbanos no Brasil, Rio de Janeiro, Bertrand Brasil.
Guias Philips (1999); Parques Nacionais Brasil, São Paulo, Empresa das Artes, Publifolha.
NOVAES, Washington (2002); A Década do Impasse – da Rio 92 à Rio + 10, São Paulo, Ed. Estação Liberdade.
PÁDUA, José Augusto (2002); Um Sopro de Destruição. Pensamento político e crítica ambiental no Brasil escravista (1786-1888), Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor.
RIBON, Michel (1991); A Arte e a Natureza, Campinas, Papirus Editora.
SACHS, Ignacy (1986); Ecodesenvolvimento: crescer sem destruir, São Paulo, Ed. Vértice.
________ (2000); Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável, Rio de Janeiro, Ed. Garamond.
SANTOS, Margaret Ferreira dos (1996); “A implementação do desenvolvimento sustentável a partir da ótica conservacionista”, In: Cadernos de Arquitetura, FAAC/UNESP, ano 1, n°1, jan-jun, pp.51-9.
________ (1999); Por uma Sociedade Conservacionista: Idéias e expoentes da conservação da natureza no Brasil, São Carlos, EESC/USP, tese de doutorado.
________ (2005); “Manifestações pela conservação da natureza no Brasil (1784-1889)”. In: Revista UNIARA, nº16, pp.15-46.
SCHAMA, Simon (1996); Paisagem e Memória, São Paulo, Ed. Companhia das Letras.
TIEZZI, Enzo (1988); Tempos Históricos, Tempos Biológicos: a Terra ou a morte. Os problemas da nova ecologia, São Paulo, Ed. Nobel.
THOMAS, Keith (1988); O Homem e o Mundo Natural. Mudança de atitude em relação às plantas e aos animais (1500-1800), São Paulo, Ed. Companhia das Letras.
THOMPSON, William Irwin (org.) (1990); Gaia. Uma teoria do conhecimento. São Paulo, Ed. Gaia.
VASCONCELLOS, Gilberto Felisberto e VIDAL, J. W. Bautista (2002); Poder dos Trópicos, São Paulo, Ed. Casa Amarela.
WAINER, Ann Helen (1991); Legislação Ambiental Brasileira. Subsídios para a história do direito ambiental. Rio de Janeiro, Ed. Forense.
Site para consulta: http://lcweb2.loc.gov/ammem/amrvhtml - The Evolution of the Conservation Movement 1850-1920;
 

Clique para consultar os requisitos para IAU0314

Clique para consultar o oferecimento para IAU0314

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP