Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto Oceanográfico
 
Oceanografia Biológica
 
Disciplina: IOB0145 - Fundamentos de Ictiologia Marinha
Marine Ichthyology Fundaments

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2020 Desativação:

Objetivos
Proporcionar subsídios teóricos e práticos que os alunos possam construir os conhecimentos e ampliar a visão sobre questões relacionadas à ictiologia marinha. Contribuir no desenvolvimento de habilidades, e na construção da capacidade crítico reflexiva e criativa do aluno sobre temas de ictiologia marinha.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
888032 - June Ferraz Dias
 
Programa Resumido
Caracterização dos principais grupos de peixes marinhos atuais. Morfologia interna e externa. Diversidade, características e adaptações dos peixes aos ecossistemas marinhos, com ênfase na ictiofauna do litoral paulista. Métodos e técnicas de estudo.
 
 
 
Programa
Introdução aos peixes marinhos atuais. Caracterização e taxonomia de peixes basais (Myxiniformes e Petromyzontiformes) os cartilaginosos (chondrichthyes), os ósseos  (Actinopterygii e Actnistia). Morfologia interna e externa dos peixes. Características e adaptações dos peixes aos distintos ecossistemas marinhos costeiros e Aceânicos. Diversidade da ictiofauna dos ecossistemas do litoral paulista. Identificação e avaliação de táxona relevantes na pesca, aquariofilia, piscicultura e nos acervos  museológicos. Elaboração e implementação de projetos. Métodos e técnicas de estudo e práticas de amostragens e tratamento de dados. Atividade práticas com saídas de campo/mar.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas, estudos dirigidos, seminários, exercícios e práticas de laboratório e campo/mar.
Critério
Participação em aula, apresentação de seminários, exercícios, trabalhos escritos e provas escritas.
Norma de Recuperação
prova escrita e ou oral, síntese de leitura ou trabalho escrito sobre o conteúdo da disciplina.
 
Bibliografia
     
Advanced Search Report (ITIS). World Wide Web Eletronic publication: http://www.itis.gov/advanced_search.html (last acess at 07/05/2014)
Barbanti, B.; Caires, R.; Marceniuk, A.P. 2013. A ictiofauna do Canal de Bertioga, São Paulo, Brasil. Biota Neotrop., 13(1) http://www. biotaneotropica.org.br/v13n1/em/abstract/inventoru+bn02913012013.
Carrier, J.C., Musik, J.A. & Heithaus, M.R. 2012. Biology of Sharks and Their Relatives. 2nd Edition. CRC Marine Biology Series. CRC Presss.
Catalog of Fishes http://researcharchive.calacademy.org/research/Ichthyology/catalog/fishcatmain.asp (last acess at 07/05/2014).
Figueiredo, J.L. & Menezes, N.A., 1978. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. II. Teleostei (1). São Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, 110p.
Figueiredo, J.L. & Menezes, N.A., 1990. Manual de peixes marinhos do sudoeste do Brasil III. Teleostei (2). São Paulo, Museus de Zoologia da Universidade de São Paulo, 90p.
Figueiredo, J.L. & Menezes, N.A., 2000. Manual de peixes marinhos do sudoeste do Brasil. VI. Teleostei (5). São Paulo, Museus de Zoologia da Universidade de São Paulo/FAPESP, 116p.
FISHBASE. http://www.fishbase.org/home.html (last acess at 07/05/2014).
Freman, S. 2011. Biological Science. 4a. ed., Boston, Benjamin Cummings, 1027p. + apêndices.
Gomes. U.L.; Signori, C.N.; Gadig, O.B.F. & Santos, H.R.S. 2010. Guia para identificação de tubarões e raias do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Technical Books Ed. 234p.
Helfman, G.S.; Collette, B.B.; Facay, D.E. & Bowen, B.W. 2010. The Diversity of Fishes. Biology, Evolution, and Ecology. Wiley-Blackwell, Oxford. 720p.
Jefferson, T.A. ; Leatherwoods, S. & Webber, M.A., 1993 FAO species identification guide. Marine mammals of the world. Roma, FAO, 320p.
Lalli, C.M. & Parsons, T.R. Biological Oceanography: an Introduction. Butterwoeth-Heinemann Ltd., Oxford. 301p., 1995.
Lowe-McConnell, R. H. 1999. Estudos ecológicos de comunidades de peixes tropicais. São Paulo, EDUSP, 534p.
Menezes, N.A. & Figueiredo, J.L., 1980. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. IV. Teleostei (3). São Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, 96p.
Menezes, N.A. & Figueiredo, J.L., 1985. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. V. Teleostei (4). São Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, 105p.
Menezes, N.A.; Buckup, P. A.; Figueiredo, J.L. de & Moura, R. L. de. ed., 2003.
Catálogo das espécies de peixes marinhos do Brasil. São Paulo, Museus de Zoologia da Universidade de São Paulo, 160p.
Morrissey, J.F.& Sumich, J.L. 2012. Introduction to the Biology of marine Life.
Moyle, P.B. & Cech, J.J.2003. Fishes: An Introduction to Ichthyology. 5a. Ed.
Nelson, J.S. 2006. Fishes of the world 4a ed. John Wiley & Sons, Inc. 601p.
Sparre, P. & Venema, S.C. 1997. Introdução à avaliação de mananciais de peixes tropicais. Parte1. Manual. FAO Doc. Téc. sobre as Pescas. 306(1): 404p. (versão eletrônica no site da FAO: www.fao.org
Sumich, J.L. 1998.Biology of Marine Life. Dubuque, Wm. C. Brown Publ., 434p.
Steele, J.H.; Thorpe, S.A.; Turekian, K.K. 2009. Marine Biology. Elsevier-Academic Press, Boston, 632p.
Trujillo, P.A. & Thurman, H.V. Essentials of Oceanography. 9 a ed., Pearson Pretence Hall, Upper Saddle River, 534p., 2008.
Vazzoler, A.E. A. de M. 1981. Manual de métodos para estudos biológicos de populações de peixes: reprodução e cescimento. Brasilia, CNPq, Programa nacional de Zoologia, 108p.
Vazzoler, A.E.A. de M. 1996. Biologia da reprodução de peixes teleósteos: teoria e prática. Maringá, EDUEM/SBI/Nupelia, 169p.
World Register Of Marine Species (WorMS). World Wide Web eletronic publication. http://www.marinespecies.org (07.05.2014).
 

Clique para consultar os requisitos para IOB0145

Clique para consultar o oferecimento para IOB0145

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2023 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP