Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto Oceanográfico
 
Oceanografia Biológica
 
Disciplina: IOB0165 - Biologia da Conservação do Boto-cinza
Conservation biology of the Guiana dolphin

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
O objetivo é proporcionar uma base sólida de conhecimentos sobre o grupo-alvo de
cetáceos estudado, e com uma visão integrada e crítica sobre estratégias para
engajamento em pesquisa com a espécie e seu uso como instrumento para investir em
esforços de conservação da zona costeira onde ocorre.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1459550 - Marcos César de Oliveira Santos
 
Programa Resumido
A disciplina será integralmente realizada no município de Cananeia, na base de pesquisas “João de Paiva Carvalho” sob administração e gerenciamento do Instituto Oceanográfico da USP. A referida base de pesquisas apresenta a estrutura adequada para a realização de aulas teóricas (duas salas disponíveis), aulas práticas (dois laboratórios disponíveis) e saídas em campo com uso de embarcação (cinco embarcações disponíveis). Serão 60 horas de curso integrando atividades teóricas, práticas e leituras de textos pelos alunos para uma sessão de aulas invertidas. Serão tratados os seguintes tópicos: hipóteses de origem da espécie, sua caracterização morfológica, distribuição, hábitos alimentares, aspectos reprodutivos, papéis ecológicos, principais ameaçãs aos estoques populacionais, estado da arte do conhecimento e categorização nas listas de proteção de espécies. Haverá três aulas práticas em laboratório, sendo uma delas voltada a apresentar material biológico relacionado aos aspectos de história de vida, outra para exercícios de fotoidentificação e estimativa de idade por meio de histologia de dentes, e outra para simular um exercício de estimativa de abundância com o uso da técnica de captura-recaptura. Serão quatro saídas com embarcação para apresentação dos alunos à espécie e compatilhamento de aspectos da influência dos fatores ecológicos em sua rotina, para apresentação de um fenômeno raro de captura de presas que a população local executa praticamente diariamente em dois pontos da região, e duas saídas para realizar um simulado de como se realizam trabalhos de pesquisa em campo com a espécie. Haverá tempo para que individualmente os alunos tenham contato com literatura de temas específicos que sejam trabalhadas e apresentadas sob a forma de aula invertida. Em paralelo, esses conteúdos serão ajustados e formatados para haver compartilhamento em canais usualmente utilizados para alcançar uma audiência mais ampla como as redes sociais, wikipedia, páginas web, dentre outros.
 
 
 
Programa
A disciplina será integralmente realizada no município de Cananeia, na base de pesquisas “João de Paiva Carvalho” sob administração e gerenciamento do Instituto Oceanográfico da USP. A referida base de pesquisas apresenta a estrutura adequada para a realização de aulas teóricas (duas salas disponíveis), aulas práticas (dois laboratórios disponíveis) e saídas em campo com uso de embarcação (cinco embarcações disponíveis). Serão 60 horas de curso integrando atividades teóricas, práticas e leituras de textos pelos alunos para uma sessão de aulas invertidas. Serão tratados os seguintes tópicos: hipóteses de origem da espécie, sua caracterização morfológica, distribuição, hábitos alimentares, aspectos reprodutivos, papéis ecológicos, principais ameaçãs aos estoques populacionais, estado da arte do conhecimento e categorização nas listas de proteção de espécies. Haverá três aulas práticas em laboratório, sendo uma delas voltada a apresentar material biológico relacionado aos aspectos de história de vida, outra para exercícios de fotoidentificação e estimativa de idade por meio de histologia de dentes, e outra para simular um exercício de estimativa de abundância com o uso da técnica de captura-recaptura. Serão quatro saídas com embarcação para apresentação dos alunos à espécie e compatilhamento de aspectos da influência dos fatores ecológicos em sua rotina, para apresentação de um fenômeno raro de captura de presas que a população local executa praticamente diariamente em dois pontos da região, e duas saídas para realizar um simulado de como se realizam trabalhos de pesquisa em campo com a espécie. Haverá tempo para que individualmente os alunos tenham contato com literatura de temas específicos que sejam trabalhadas e apresentadas sob a forma de aula invertida. Em paralelo, esses conteúdos serão ajustados e formatados para haver compartilhamento em canais usualmente utilizados para alcançar uma audiência mais ampla como as redes sociais, wikipedia, páginas web, dentre outros.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Será avaliada a participação individual de cada aluno nas aulas teóricas e práticas, as aulas invertidas individualmente, incluindo a a participação nas aulas de seus pares, e os produtos finais gerados por cada aluno. Serão três notas e a média final será a média desses cômputos.
Critério
Será avaliada a participação individual de cada aluno nas aulas teóricas e práticas, as aulas invertidas individualmente, incluindo a a participação nas aulas de seus pares, e os produtos finais gerados por cada aluno. Serão três notas e a média final será a média desses cômputos.
Norma de Recuperação
Prova com 10 questões discursivas valendo de 0 a 10 cada uma e abrangendo todo o conteúdo programático.
 
Bibliografia
     
Berta, A., Sumich, J.L. & Kovacs, K.M. (EDS). 2006. Marine Mammals Evolutionary Biology. 2nd Edition. Academic Press. 
Boyd, I.L.; Bowen, W.D. & Iverson, S.J. 2010. Marine Mammal Ecology and Conservation: A Handbook of Techniques. Techniques in Ecology and Conservation Series, W.J. Sutherland (Ed.). Oxford University Press.
Estes, J.A., Demaster, D.P., Doak, D.F., Williams, T.M. & Brownell Jr., R.L. (EDS). 2006. Whales, Whaling and Ocean Ecosystems. University of California Press.
Hoelzel, A. R. (Ed.) 2002. Marine Mammal Biology: An Evolutionary Approach. Blackwell Publishing.
Jefferson, T.A., Webber, M.A. & Pitman, R.L. (EDS). 2008. Marine Mammals of the World. Academic Press. 
Mann, J., Connor, R.C., Tyack, P.L. & Whitehead, H. (EDS). 2000. Cetacean Societies. The University of Chicago Press 
Perrin, W.F., Würsig B. & Thewissen J. G.M. (EDS). 2009. Encyclopedia of Marine Mammals. Academic Press.
Primack, R.B. & Rodrigues, E. (EDS.). 2002. Biologia da Conservação. 1ª Edição. Editora Planta.
Reynolds III, J.E. & Rommel, S.A. (EDS). 1999. Biology of Marine Mammals. Smithsonian Institution Press.
Ridgway, S.H. & Harrisson, R. (EDS.). Handbook of Marine Mammals volume 3. Academic Press.
Santos, M.C. de O., Olavarría, C., Borobia, M., Caballero, S., Secchi, E.R., Siciliano, S., Palacios, D.M. 2010. Special volume on the biology and conservation of Neotropical dolphins of the genus Sotalia. Latin American Journal of Aquatic Mammals, Vol 8, Nums 1-2. 192 pp. (Acessível por https://lajamjournal.org)
Shirihai. H. & Jarrett, B. (EDS.). 2006. Whales, Dolphins and Seals. A & C Black London Press.
Sutherland, W.J. (ED.). 2006. The Conservation Handbook. 2ª Edição. Blackwell Science.
Twiss Jr., J.R. & Reeves, R.R. (EDS). 1999. Conservation and Management of Marine Mammals. Smithsonian Institution Press. 
 

Clique para consultar os requisitos para IOB0165

Clique para consultar o oferecimento para IOB0165

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2023 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP