Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Agroindústria Alimentos e Nutrição
 
Disciplina: LAN0685 - Tecnologia do Álcool
Ethanol Technology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
a) capacitar o profissional para exercer controle de produção e de qualidade na produção de etanol b) Capacitar o futuro profissional a participar do desenvolvimento técnico da indústria. c) Formação de senso crítico sobre os principais problemas das indústrias produtoras de álcool e de aguardente de cana.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2524269 - Antonio Sampaio Baptista
 
Programa Resumido
Fluxograma de produção de etanol. Matérias-primas agroindustriais. Tratamento de caldo. Mosto. Microrganismos. fermentação alcoólica. Processos industriais. Destilação, retificação e desidratação. Aspectos gerais de controle de produção e de qualidade. Subprodutos, resíduos e efluentes.
 
Ethanol production flowcharts; Agro-industrial raw materials; Treatment of broth; Must; Microorganisms; Alcoholic fermentation; Industrial processes; Distillation, rectification and dehydration; General aspects of production and quality control; Subproducts, residues and effluents.
 
 
Programa
Cenário Nacional e Internacional da Produção de etanol. Introdução: (Propriedades físicas e químicas do etanol). Fluxograma de produção de etanol por fermentação. Matérias-primas: cana-de-açúcar, cana energia, milho, material lignocelulósico, melaço e xarope. Aspectos da qualidade da matéria-prima para fabricação do álcool. Hidrólise de material amiláceo e de material lignocelulósico. Pagamento de cana-de-açúcar pela qualidade tecnológica. Processos de tratamento de caldo de cana-de-açúcar: peneiragem, aquecimento, caleagem, decantação, evaporação. Mosto: caracteres gerais do meio de fermentação. Microrganismos: leveduras e bactérias. Cinética da fermentação: efeito Pasteur, efeito Crabtree. Leveduras floculantes. Preparo do levedo: laboratório e industrial. Fermentação alcoólica industrial em processos intermitentes e contínuos: fermentos individuais, cortes, decantação, Melle-Boinot, Melle-Boinot-Almeida, único estágio, torre, sob vácuo, Biostil e múltiplos estágios. Condução dos processos fermentativos. Contaminações e infecções dos processos. Rendimento e eficiência. Destilação: considerações teóricas. Condução industrial da destilação. Retificação. Desidratação. Aspectos gerais de controle de produção e de qualidade. Subprodutos, resíduos e efluentes. Visitas técnicas a destilarias da região.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Serão realizadas 3 provas
Critério
N= P1+P2+P3/3
Norma de Recuperação
Será realizada 1 (uma) prova de recuperação dentro do prazo estabelecido pela Comissão de Graduação da ESALQ, respeitada a Resolução COG-3583. A nota final será a média da nota (N) obtida pelo aluno no semestre e a nota da prova de recuperação.
 
Bibliografia
     
BIBLIOGRAFIA BÁSICA: ALEXANDER, A.G. The Energy Cane Alternative. Elsevier. Amsterdam. The Netherlands, 1985. BUCKERIDGE, M.S.; GOLDMAN, G.H. Routes to Cellulosic Ethanol. New York, Springer, 2011. 270 p. Bioetanol de cana-de-açúcar : energia para o desenvolvimento sustentável / organização BNDES e CGEE. – Rio de Janeiro : BNDES, 2008. 316 p. Bioetanol de cana-de-açúcar: P&D para produtividade e sustentabilidade/Luiz Augusto Barbosa Cortez, coordenador. – São Paulo: Edgar Blücher, 2010. 954p. LIMA, U.A.; AQUARONE, E.; BORZANI, W.; SCHMIDELL, W. Processos fermentativos e enzimáticos. São Paulo: Edgar Blücher, v.3, 573p, 2001. COPERSUCAR. Centro de Tecnologia. Divisão Industrial – Fermentações, 434 p., 1987. COPERSUCAR. Centro de Tecnologia. Divisão Industrial – Destilação, 507 p., 1987. DEAK, T.; BEUCHAT, L.A. Food spoilage yeasts. Boca Raton, CRC Press, 1996, 210p. DINARDO-MIRANDA, L.L.; VASCONCELLOS, A.C.M.; LANDELL, M.G.A. Cana-de-açúca. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. 882 p. GOLDEMBERG, J.; NIGRO, F.E.B.; COELHO, S. T. Bioenergia no Estado de São Paulo: situação atual, perspectivas, barreiras e propostas. São Paulo : Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2008. 152p. GOLDSTEIN, W.E. The Science Ethanol. CRC Press. Taylor & Francis Group, Boca Raton, USA. 2017. MILANEZ, A. Y. et al. A produção de etanol integrada do milho safrinha às usinas de cana-de-açúcar: avaliação ambiental, econômica e sugestões políticas. Revista do BNDES, v.41, n.6, p147-208, 2014. MORAES, M. A. F.D.; ZILBERMAN, D. Production of ethanol from sugar cane in Brazil. Springer Science & Business media, 2014. 221 p. PANDEY, A. Handbook of plant-based biofuels. Boca Raton, CRC Press, 2008. 297 p. WALKER, G. Yeast physiology and biotechnology. New York: John Wiley & Sons Ltd, 1998. 350p. INGLEDEW, W.M., KELSALL, D.R., AUSTIN, G.D., KLUHSPEIS, C. The Alcohol Textbook. 5a Ed. , Nottingham: Nottingham University press, 2009. 541p. INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS - CARLOS AUGUSTO DE CAMARGO - Coord. Conservação de Energia na Indústria do Açúcar e do Álcool. São Paulo, IPT Publicação, 1990, 796p. MARQUES, M.O; MUTTON, M.A.; NOGUEIRA, T.A.R.; TASSO JUNIOR, L.C.; NOGUEIRA, G.A.; BERNADI, J.H. Tecnologia na Agroindústria Canavieira. Jaboticabal:FCAV, 2008. 399p. PERRY, R. Perry s chemical engineer s handbook (8ª ED.). New York, McGraw-Hill, 2007. 2400p ROSE, A.H. & HARRISON, J.S. The yeasts. 2 nd ed. Academic Press, London, 1987, vol. 2 nd. 309 p. The yeasts: Academic Press, London, 1993, v.5, 620 p. BUCKERIDGE, M.S.; GOLDMAN, G.H. Routes to Cellulosic Ethanol. New York, Springer, 2011. 270 p. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: GENTIL, L;V. 202 Perguntas e respostas sobre biocombustíveis. Brasília, SENAC, 2011. 324 p. LUCCHESI, A.A. Processos fisiológicos da cultura da cana-de-açúcar (Saccharum spp). Boletim Técnico no 7, Piracicaba, ESALQ/CENA, 1995, 50p. WARD, O.P. Biotecnologia de la fermentacion. Zaragoza, Acribia, 1991, 274p. http://www.apta.sp.gov.br/cana/workshops.php. http://www.unica.com.br http://www.consecana.com.br http://www.usda.gov REIN, P. CANE SUGAR ENGINEERING. BARTENS, 2009. 789 P. HALÁSZ, A.; LASZTITY, R. Use of yeast biomass in food production. Boca Raton, CRC Press, 1991. 312p. HOUGH, J.S. Biotecnologia de la cerveza y de la malta. Zaragoza: Editorial Acribia, 1990. 194p. HUGOT, E. Manual de Engenharia Açucareira. Mestre Ju, São Paulo, 1969, 2v. 698p. MEADE, C.P.; CHEN, J.C.P. Cane Sugar Handbook. John Wiley & Sons, New York, 1977. STANBURY, P.F.; WHITAKER, A. Principles of fermentation technology. Oxford, Pergamon Press, 1986. 255p. TREVAN, M.D.; BOFFEY, S.; GOULDING, K.H.; STANBURY, P. Biotechnology: the biological principles. New York, Taylor & Francis, 1987. 256p. WARD, O.P. Biotecnologia de la fermentación. Zaragoza, Acribia, 1991, 274p. YU, P.L. ed. Fermentation technologies: industrial applications. London, Elsevier Applied Science, 1990. 444p. ZUURBIER, P.; VOOREN, J.V. Sugarcane ethanol: Contributions to climate change mitigation and the enviroment. The Netherlands, Wageningen Academic Publishers, 2008. 255 p.
 

Clique para consultar os requisitos para LAN0685

Clique para consultar o oferecimento para LAN0685

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP