Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Ciências Biológicas
 
Disciplina: LCB1204 - Botânica Sistemática
Systematic Botany

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Fornecer subsídios para a caracterização morfo-taxonômica de angiospermas; Permitir o reconhecimento através de descrições e o uso de chaves analíticas das famílias botânicas envolvidas com os sistemas agrícolas e florestais, utilizando a morfologia externa de suas principais espécies; Capacitar os alunos para um melhor aproveitamento nas demais disciplinas do curso de Engenharia Agronômica; Capacitar o futuro agrônomo a reconhecer espécies vegetais cultivadas, invasoras e tóxicas, bem como oferecer-lhes conhecimento morfológico vegetal para que ele possa entender e explicar, botanicamente, padrões de produtividade vegetal.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2692712 - Lindolpho Capellari Junior
 
Programa Resumido
Botânica Sistemática; Sistemas Filogenéticos Principais (Engler, Cronquist, Gifford & Foster, A.P.G. III); Nomenclatura Botânica; Unidades de um Sistema de Classificação; Caracterização de Famílias e Espécies Vegetais de Interesse Econômico.
 
Systematic Botany; Main Phylogenetic Systems (Engler, Cronquist, Gifford & Foster, APG III); Botanical Nomenclature; Units of a classification system; Characterization of plants families and species of economic interest.
 
 
Programa
4.1. Parte Teórica: a parte teórica consta de conceitos e definições relativos à Botânica e caracterização morfológica das principais famílias vegetais de maior interesse agronômico; Introdução à Botânica Sistemática; Sistemas de Classificação: Engler (1964), Cronquist (1981), Gifford & Foster (1998); APG. III (2008); Nomenclatura Botânica; Chaves Analíticas Dicotômicas para Identificação de Famílias; Sistemática e terminologia específica de Plantas Olerícolas, Frutíferas, Ornamentais, Fibrosas, Latescentes, Estimulantes, Leguminosas e Gramíneas. 4.2. Parte Prática: as aulas práticas constam de determinação das famílias das principais espécies de plantas relacionadas com as práticas agrícolas, através do uso de Chaves Analíticas, utilizando-se material botânico recém-colhido e/ou previamente fixado, além do exame de flores em lupas e suas respectivas esquematizações (corte longitudinal, diagrama floral e fórmula floral). 4.2.1. Morfologia e Sistemática: análise morfológica, esquematização floral e utilização de chaves analíticas dicotômicas para identificação das seguintes famílias: Amaryllidaceae, Brassicaceae (= Cruciferae), Anacardiaceae, Lauraceae, Rutaceae, Myrtaceae, Cucurbitaceae, Vitaceae, Rubiaceae, Solanaceae, Malvaceae, Euphorbiaceae, Arecaceae (= Palmae), Musaceae, Fabaceae (= Leguminosae), Poaceae (= Gramineae), Cyperaceae (apenas noções desta família), Fabaceae (= Leguminosae) e Asteraceae (= Compositae). 4.2.2. Trabalho: coleta de material vegetal e confecção de exsicatas (unidades de herbário).
 
 
 
Avaliação
     
Método
Duas provas teóricas, duas provas práticas bimestrais e uma coleção de exsicatas (herbário).
Critério
Notas de 0 (zero) a 10 para provas e (trabalho, que abrangerão os assuntos discutidos em sala de aula). Serão feitas médias parciais aritméticas teóricas e práticas; a média final será ponderada sobre as médias parciais e a nota do trabalho prático (herbário).
Norma de Recuperação
A recuperação será feita pelos alunos que não atingiram a média suficiente para a aprovação, porém ficaram com média igual ou maior que a nota mínima exigida (média final entre 3,0 e 4,9) e frequência às aulas do mínimo 70% do total de aulas ministradas. Após o término do período letivo, os alunos que forem reprovados com média entre 3,0 - 4,9 farão uma prova com questões sobre todo o programa lecionado, através de uma prova teórica.
 
Bibliografia
     
BARROSO, G.M.; GUIMARÃES, E.F.; ICHASO, C.L.F.; COSTA, C.G.; PEIXOTO, A.L. 1978. Sistemática de Angiospermas do Brasil. vol. 1, 2 e 3. Rio de Janeiro. Livros Técnicos e Científicos. Editora S/A. CAPELLARI JR., L.; RODRIGUES, R.R. & ROCHELLE, L.A. 2007. Botânica Sistemática. Apostila. Departamento de Ciências Biológicas/ESALQ-USP, Piracicaba/SP. 76pp. CRONQUIST, A. 1981. An integrated system of classification of flowering plants. New York, Columbia Univ. Press. 1262 pp. JOLY, A.B. 1977. Botânica: Introdução à Taxonomia Vegetal. Ed. São Paulo. Cia Ed. Nacional. 777pp. THE ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP. 2003. An update Agiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APGII. The Linnean Society of London, Botanical Journal of the Linnean Society, n. 141, p. 399-436. LORENZI, H. 1992. Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 368p. LORENZI, H. 1998. Árvores Brasileiras II: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. 3a ed. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 1120p. LORENZI, H. 2003. Árvores Exóticas no Brasil. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 425p. LORENZI, H. 2008. Plantas Daninhas do Brasil. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 671p. LORENZI, H.; BACHER, L.; LACERDA, M.; SARTORI, S. 2006. Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP. LORENZI, H.; KINUPP, V.F. 2014. Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc) no Brasil. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP. 2768 p. LORENZI, H.; MATOS, F.J.A. 2008. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. 2ª ed., Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 512p. LORENZI, H.; MOREIRA, H. 2001. Plantas Ornamentais no Brasil: Arbustivas, Herbáceas e Trepadeiras. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 736p. MATOS, F.J.A.; LORENZI, H.; SANTOS, L.F.L.; MATOS, M.E.O.; SILVA, M.G.V.; SOUSA, M.P. 2011. Plantas Tóxicas – Estudo de Fitoxicologia Química de Plantas Brasileiras. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 425p. SOUZA, V.C.; LORENZI, H. 2012. Botânica Sistemática – Guia Ilustrado para Identificação das Famílias de Angiospermas da Flora Brasileira, Baseado em APG III. 3ª ed. Editora Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP, 768p. SOUZA, V.C.; LORENZI, H.; LUPO, R. 2014. Chave de Identificação: Para as Principais Famílias de Angiospermas e Gimnospermas Nativas e Cultivadas do Brasil. 3ª ed. Ed. Plantarum de Estudos da Flora Ltda., Nova Odessa, SP. 32p. il.
 

Clique para consultar os requisitos para LCB1204

Clique para consultar o oferecimento para LCB1204

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP