Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Ciências Biológicas
 
Disciplina: LCB1402 - Ecologia Vegetal
Plant Ecology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2014 Desativação:

Objetivos
Dar aos alunos condições de reconhecer os componentes dos ecossistemas naturais e dos agroecosssitemas, seu funcionamento e dos mecanismos de sua auto-perpetuação. Permitir aos alunos reconhecer as conseqüência das intervenções antrópicas sobre os ecossistemas naturais e os agroecossistemas e os métodos capazes de garantir o planejamento do seu uso, preservação e/ou restauração.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
792922 - Flávio Bertin Gandara Mendes
 
Programa Resumido
Ecossistemas , Agroecossistemas e Desenvolvimento. Conceitos básicos de ecologia e evolução. A Descrição da Vegetação Natural. Aspectos da Fitogeografia do Brasil. A organização de Comunidades Vegetais. A Evolução e Regeneração das Comunidades Vegetais. Agroecologia. Restauração de Áreas Degradadas. Aspectos da Legislação Ambiental. Ecologia Experimental.
 
Ecosystems, agroecosystems and development; Ecology and evolution basic concepts; Natural vegetation description; Brazilian phytogeography aspects; Plant community organization; Plant community regeneration and evolution; Agroecology; Degraded areas restoration; Environmental legislation aspects; Experimental ecology.
 
 
Programa
Ecossistemas, Agroecossistemas e Desenvolvimento: Definições. Fronteira agrícola, a origem dos agroecosssitemas e desenvolvimento. Devastação ambiental, aproveitamento racional e preservação. Conceitos básicos de ecologia e evolução: Habitat, nicho ecológico e ecossitema. Seleção natural, adaptação e especiação. Coevolução. Criação da biodiversidade. A Descrição da Vegetação Natural: Fisionomia. Florística. Fitossociologia. Aspectos da Fitogeografia do Brasil: Principais formações vegetais brasileiras. A Organização de Comunidades Vegetais. Serapilheira, decomposição e alelopatia. Biologia floral e reprodutiva. Biologia da dispersão. Banco de sementes. Ecologia da germinação. Fatores de Perturbação. Manutenção da biodiversidade. Evolução e Regeneração das Comunidades Vegetais. Sucessão ecológica. Sucessão secundária. Sucessão florestal. Regeneração natural. Agroecologia: Definição. Agroecossistemas. Fundamentação ecológica. Modelos. Restauração de Áreas Degradadas. Restauração Ecológica. Métodos de Restauração. Seleção de Métodos. Implantação e Vantagens comparativas. Aspectos da Legislação Ambiental. Filosofia e Conceitos Gerais. Lei de Crimes Ambientais. Código Florestal. Ecologia Experimental. Instalação e análise de experimentos envolvendo processos ecológicos.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Serão realizadas 2 provas teóricas e relatórios de atividades práticas, sendo considerado aprovado aquele aluno que obtiver média 5,0, desde que não tenha obtido zero em nenhuma das provas gerais. Os alunos que por razões variadas perderem uma prova, poderão ao final; do semestre fazer uma prova repositiva, que corresponderá a todo conteúdo do semestre e terá peso equivalente à prova perdida
Critério
Notas de 0 a 10 para provas.
Norma de Recuperação
Esta disciplina não prevê recuperação.
 
Bibliografia
     
ACIESP (1997) Glossário de Ecologia. Publicação ACIESP nº 103, 2ª Ed., 352p.
ALTIERI, M. (1998). Agroecologia: A Dinâmica Produtiva da Agricultura Sustentável. Editora UFRGS. Sintese Universitária nº 54, 110p.
FERNNES, M. (1985) Seed Ecology. Chapman and Hall Ed., 151p.
FERRI, M.G. (1980) Vegetação Brasileira. EDUSP/Livraria Itatiaia Ltda., 156p.
FUTUYMA. D.J. (1995) Biologia Evolutiva. SBG/CNPq, 2ª Ed., 631p.
GLIESSMANN, S.K. (Ed.) (1990) Agroecology: Researching the Ecological Basis for Sustainable. Ecological Studies 78. Springler Verlag, 380p.
IBGE (1993) Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Manuais Técnicos em Geociências 1, 92p.
LECK, M.L.; PARKER, V.T. & SIMPSON, R.L. (1989) Ecology of Soil Seed Bank. Academic Press. Inc., 460p.
LEITÃO FILHO, H.F.(Org.) (1993) Ecologia da Mata Atlântica em Cubatão. Editora d Unesp/ Editora da UNICAMP, 184p.
MARGALEF. R. (1980) Ecologia Ediciones Omega, 952p.
MORELLATO, L.P.(Org.) (1992) História Natural da Serra do Japi: Ecologia e Preservação de uma área de florestal no sudeste do Brasil. Editora da UNICAMP/FAPESP, 322p.
MÜLLER-DAMBOIS, D. & ELLEMBERG, H. (1974) Aims and Methods of Vegetation Ecology. Willey & Sons, 369p.
ODUM, E.P. (1969) Ecologia EDUSP/Livraria Pioneira Ed., 220p.
PEARSON, P. et LOUVEAUX, J. (1989) Pollinisation et Productions Végétales. INRA. 663p.
PIANKA, E.R. (1978) Evolutionary Ecology. Harper &How Publ. 2ª Ed., 397p.
PROCTOR, M.; YEO, P. & LACK, A.(1996) The Natural History of Pollination. Haper Collins Publ.
REMMERT, H.(1982) Ecologia EPU/EDUSP/SPRINGER, 335p.
RICKLEFS, R.E. (1993) A Economia da Natureza. Guanabara/Koogan Ed. 3ª Edição, 470p
GLIESSMAN, S.R. (1998). Agroecology: Ecological Processes in Sustainable Agriculture. Am. Arbor. Press. 357p.
 

Clique para consultar os requisitos para LCB1402

Clique para consultar o oferecimento para LCB1402

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP