Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Engenharia de Biossistemas
 
Disciplina: LEB0432 - Máquinas e Implementos Agrícolas
Agricultural Machinery

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
a. Apresentar os principais tipos de máquinas e implementos agrícolas e contextualizar sua utilização e inserção em sistemas de produção de grãos e biomassa. b. Capacitar os alunos para a gestão de recursos mecanizados considerando aspectos técnicos e econômicos. c. Realizar práticas: reconhecimento e justes de máquinas agrícolas; cálculos para estabelecimento de doses, vazões, capacidades, custos.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
86410 - Casimiro Dias Gadanha Junior
59531 - Jose Paulo Molin
2231586 - Leandro Maria Gimenez
75290 - Marcos Milan
2230585 - Thiago Liborio Romanelli
1764359 - Walter Francisco Molina Junior
 
Programa Resumido
Relação entre máquinas e operações agrícolas, cronologia e dependência entre operações. Máquinas para preparo do solo, implantação de culturas, adubação, aplicação de defensivos, colheita e beneficiamento. A mecanização nos principais cultivos: grãos, cereais, perenes, cana-de açúcar e forragens. Automação para controle e aplicações localizadas. Gestão dos recursos para mecanização: qualidade em operações, planejamento, seleção e controle.
 
Machinery for: soil tillage; sowing; fertilizer and lime application; pesticide application; grain harvesting; forage harvesting; sugarcane harvesting; processing agricultural products; Mechanized systems planning, management and control.
 
 
Programa
1) Introdução ao estudo de máquinas e implementos agrícolas: evolução histórica de ferramentas, implementos e máquinas, operações agrícolas, relação entre operações, classificação quanto à forma de acionamento e acoplamento de máquinas e implementos. 2) Máquinas para o preparo do solo: relação entre preparo e sistemas de manejo do solo, propriedades do solo com influência sobre o desempenho, modos de mobilização do solo, noções sobre preparo inicial, preparo periódico, demandada de potência e eficiência em tração. Reconhecimento e ajuste das principais máquinas: arado, grade, escarificador, subsolador, enxada rotativa. 3) Máquinas para aplicação de corretivos e fertilizantes: características da operação de aplicação de fertilizantes e corretivos. Distribuidores de adubos orgânicos sólidos e fluidos: tipos, classificação, estudo orgânico, regulagens. 4) Máquinas para semeadura: relação entre semeadura e sistemas de manejo do solo, adubação no sulco, semeadura em fluxo contínuo, semeadura de precisão, características construtivas: mecanismos para corte de resíduos vegetais, rompimento do solo, dosagem, manutenção da profundidade, fechamento e condicionamento do sulco, ajustes e cálculos. 5) Máquinas para aplicação de defensivos: técnicas de aplicação de defensivos: conceituação sobre veículos, faixa de deposição, tamanho e espectro de gotas. pulverizadores: tipos, constituição, princípios de funcionamento, bicos pulverizadores. atomizadores e nebulizadores: tipos, constituição, princípios de funcionamento. aviação agrícola: princípios de utilização 6) Máquinas no sistema de produção de cana-de-açúcar: Sistemas de colheita: manual, semi mecanizado e mecanizado. Subsistemas: corte, carregamento, transporte e recepção. Condições de campo para colheita mecanizada. Gerenciamento do sistema. Princípio de funcionamento de colhedoras. 7) Máquinas para colheita de forragem: sistemas de colheita de forragem: conceituação sobre corte verde, fenação e ensilagem; características das operações envolvidas. secadoras, condicionadoras e ancinhos enleiradores: tipos, constituição, princípio de funcionamento. colhedoras de forragem: tipos, princípio de funcionamento, carreta forrageira. 8) Máquinas para colheita de cereais: técnicas de colheita de cereais: considerações gerais sobre sistemas semi-mecanizados e motomecanizados. trilhadoras e batedoras: constituição e princípio de funcionamento. colhedoras combinadas: constituição, princípio de funcionamento, principais regulagens. 9) Máquinas para processamento e beneficiamento: conceituação sobre processamento de cereais; importância; operações unitárias. secagem de cereais: tipos de secadores; princípio de funcionamento. limpeza e classificação: processos de separação de impurezas; tipos de equipamentos e princípio de funcionamento. transportadores de grãos: tipos, princípio de funcionamento, critérios de seleção e dimensionamento. estruturas de armazenamento: tipos, constituição, cuidados operacionais. 10) Mecanização em agricultura de precisão: conceituação de Agricultura de Precisão sob a ótica da variabilidade espacial e temporal das lavouras; recursos para o diagnóstico da variabilidade das lavouras; operações mecanizadas e as máquinas envolvidas do diagnóstico às intervenções localizadas. 11) Planejamento e gerenciamento de sistemas mecanizados: função básica da mecanização agrícola; Planejamento da base física e estruturas organizacionais de propriedades agrícolas, formatação de talhões, sistema viário, planejamento com base em planta padrão. Conceitos sobre gestão de processos. Metodologias e critérios para: avaliação de desempenho operacional, estudo de tempos e movimentos, seleção de máquinas agrícolas; Avaliação dos custos de sistemas mecanizados agrícolas: definição e metodologia de cálculo de custos diretos, fixos e variáveis; Custo indireto: pontualidade em operações agrícolas; Conceitos básicos sobre sistemas de informações gerenciais com enfoque no desempenho operacional e econômico de sistemas mecanizados; Ferramentas da qualidade para planejamento e gerenciamento: ciclo PDCA, QFD, FMEA. Conceitos de qualidade aplicados a operações agrícolas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
O método de avaliação poderá ser realizado por meio de um dos métodos a seguir: Método a- aplicação de 2 provas regulares em horário de aulas e 1 prova substitutiva em caso de ausência nas provas regulares. Método b- Média de todas as notas obtidas nas provas semanais, realizadas ao longo do semestre letivo. A nota zero será atribuída em casa de ausência. O Método a ser utilizado será apresentado aos alunos no início das aulas.
Critério
A média final será calculada de forma aritmética, segundo o método utilizado: Método a: Média das notas obtidas em 2 provas regulares e/ou substitutiva. Somente terá direito à prova substitutiva o aluno que, por qualquer motivo, estiver ausente em uma das provas regulares. Método b: Média aritmética as notas obtidas nas provas semanais. Média Final > ou igual 5,0 ....................... Aprovado 3,0 < ou igual Média Final < 5,0 ............... Recuperação Média Final < 3,0 ........................ Reprovado
Norma de Recuperação
Não há recuperação.
 
Bibliografia
     
BALASTREIRE, L.A. Máquinas Agrícolas. Editora Manole Ltda. 1a. Ed. S. Paulo, 1987. 307p. BELARDO, G. C.; CASSIA, M. T.; SILVA, R. P. Processos agrícolas e mecanização da cana-de-açúcar. 1ed.Jaboticabal: SBEA, 2015, v., p. 519-526. BONILLA, J.A. Qualidade total na agricultura: fundamentos e aplicações. Belo Horizonte: Centro de Estudos da Qualidade Total na Agricultura, 1995. 344p. GADANHA JR., C.D.; MOLIN, J.P.; COELHO, J.L.D.; YAHN, C.H.; TOMIMORI, S.M.A.W. Máquinas e implementos agrícolas do Brasil. São Paulo: NSI-MA/CIENTEC, 1991. 468p. HUNT, D. Farm Power and Machinery Management. Iowa State University Press, Ames, 1977. 365p. MIALHE, L.G. Máquinas Agrícolas: ensaios & certificação. Piracicaba, SP: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz. 1996. 772p. MIALHE, L.G. Máquinas agrícolas para plantio. Campinas: Millennium, 2012. 623 p. MOLIN, J. P.; AMARAL, L. R.; COLACO, A. F. Agricultura de precisão. 1. ed. São Paulo: Oficina de Textos. 2015. 238p. ORTIZ CAÑAVATE, J. Las maquinas agricolas y su aplicación. 4ª ed. Madrid: Ediciones Mundi - Prensa, 1993. 467p. PORTELLA, J. A. Semeadoras para Plantio Direto. Viçosa: Editora Aprenda Fácil, 2001. 252p. RIPOLI, T.C.C.; RIPOLI, M.L.C. Biomassa de cana-de-açúcar: colheita, energia e ambiente. Ed. Dos autores. Piracicaba, 2004. 302p. RIPOLI, T.C.C.; RIPOLI, M.L.C. Mecânica e Máquinas Agrícolas 1. Ed. 2006. Piracicaba. ESALQ-USP (1 DVD). RIPOLI, T.C.C.; RIPOLI, M.L.C. Sistemas de Colheita 1, 2, 3 e 5. ESALQ-USP (4 DVD). SRIVASTAVA, A. K.; GOERING, C. E.; ROHRBACH, R. P.; BUCKMASTER, D. R. Engineering principles of agricultural machines. 2 ed. St. Joseph: American Society of Agricultural and Biological Engineers, 2006, 588 p. WITNEY, B. Choosing and using farm machines. Singapore: Longman Singapore Publisher (Pte) Ltd, 1988. 412p.
 

Clique para consultar os requisitos para LEB0432

Clique para consultar o oferecimento para LEB0432

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP