Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Economia Administração e Sociologia
 
Disciplina: LES0237 - Sociedade, Cultura e Natureza
Society, Culture and Nature

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2009 Desativação:

Objetivos
As relações entre a sociedade, cultura e natureza constituem o foco temático das reflexões desta disciplina, cujas referências se encontram nos conceitos e debates da Sociologia e da Antropologia. De maneira privilegiada, os temas em pauta serão tratados no âmbito das modernas sociedades ocidentais, procurando familiarizar os estudantes com as contribuições das ciências sociais para o debate e a reflexão densa e crítica sobre questões contemporâneas, como aquelas em torno da degradação ambiental, da globalização, da desigualdade social ou do lugar da mídia no cotidiano humano.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1261309 - Paulo Eduardo Moruzzi Marques
 
Programa Resumido
O conteúdo programático procura familiarizar os estudantes com noções, conceitos, temas e debates da Antropologia e da Sociologia. Nesta perspectiva, discutem-se a história cultural da civilização ocidental e características da sociedade capitalista. Trata-se notadamente de procurar reconhecer dinâmicas socioambientais particulares da sociedade e da época contemporânea, bem como organizadores simbólicos e fundamentos das nossas formas de pensar o mundo. Junto à abordagem antropológica e sociológica, são enfocados debates e pistas referentes a mudanças nos paradigmas do conhecimento na Modernidade Ocidental.
 
Anthropology and sociology notions, concepts, topics and debates; The cultural history of Western civilization and capitalist society characteristics; Socio environment dynamics related to society and the contemporary era; Symbolic organization and principles on our ways of thinking about the world; The anthropological and sociological approach; Changes in the knowledge paradigms in western modernity.
 
 
Programa
1. O Homem, ser social e cultural: uma abordagem a partir da história dos debates e do desenvolvimento dos domínios do conhecimento científico voltados para o estudo da sociedade e da cultura, a sociologia e a antropologia. 2. A civilização ocidental: considerações sobre o “processo civilizador”. 3. Fundamentos para o estudo da cultura e da ideologia: debates e controvérsias em torno dos conceitos de cultura e ideologia. 4. Globalização, mercados, cultura e ambiente: reflexões sobre o fenômeno da globalização; a propagação das economias de mercado; resistências culturais; a questão ambiental e seu caráter global. 5. Ambiente e sociedade, paradigmas do conhecimento: ciências e capitalismo diante das questões ambientais; transições paradigmáticas e o lugar da interdisciplinaridade.
 
 
 
Avaliação
     
Método
O aluno é avaliado através de trabalhos escritos (notadamente exercícios dissertativos), o que equivale a 85% da nota final. Ademais, trabalhos apresentados oralmente e preparados em grupo compõem esta avaliação, com peso aqui de 15%. A participação em sala de aula e a colaboração com o professor podem permitir uma melhora na nota final.
Critério
Média ponderada das notas atribuídas a cada um dos itens mencionados no item acima.
Norma de Recuperação
Uma prova com toda a matéria dada.
 
Bibliografia
     
ALMEIDA, Jalcione et al. (2004) “Pesquisa interdisciplinar na pós-graduação: (des)caminhos de uma experiência em andamento”. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília: CAPES.
BERGER, Peter L. e LUCKMANN, Thomas (1985), A construção social da realidade, Petrópolis: Editora Vozes.
BLEIL, Susana Inez (1998), “O Padrão Alimentar Ocidental: considerações sobre a mudança de hábitos no Brasil”, Revista Cadernos de Debate, Campinas: UNICAMP.
BOLTANSKI, Luc e CHIAPELLO, Ève (2009), O novo espírito do capitalismo, São Paulo: Martins Fonte.
BOLTANSKI, Luc e THEVENOT, Laurent (1991), De la justification: les économies de la grandeur, Paris: Gallimard.
BOURDIEU, Pierre (2001), Langage et pouvoir symbolique, Paris : éditions du Seuil.
CASTELLS, Manuel (2010), A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra.
CORCUFF, Philippe (2001), As novas sociologias: construções da realidade social, Bauru: EDUSC.
DAMATTA, Roberto (1987), Relativizando, uma introdução à antropologia social, Rio de Janeiro: Rocco.
DAMATTA, Roberto (1994), Conta de mentiroso: sete ensaios de Antropologia brasileira. Rio de Janeiro: Rocco.
DIEGUES, Antônio Carlos (1996), O mito moderno da natureza intocada, São Paulo: Hucitec.
ELIAS, Norbert (1994), A sociedade dos indivíduos, São Paulo: Jorge Zahar.
ELIAS, Norbert (1994), O processo civilizador. Formação do Estado e civilização, volume 2, São Paulo: Jorge Zahar.
ELIAS, Norbert (1995), O processo civilizador. Uma história dos costumes, volume 1, São Paulo: Jorge Zahar.
HEINICH, Nathalie (2001), A sociologia de Norbert Elias, Bauru : EDUSC.
JOLY, Marc (2012), Devenir Nobert Elias. Paris: Fayard.
LAHIRE, Bernard (2012), Monde pluriel. Paris: Seuil.
LÖWY, Michael (1994), As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen, São Paulo: Cortez Editora.
MORAIS, Regis (1992), Estudos de filosofia da cultura, São Paulo: Edições Loyola.
MOREIRA, Roberto José (2000). “Críticas ambientalistas à Revolução verde”. Estudos sociedade e agricultura, n° 15, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, pp. 39-52.
MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (2010), “Embates em torno da segurança e soberania alimentar: estudo de perspectivas concorrentes”, Revista Segurança Alimentar e Nutricional, vol. 17(2), Campinas: Unicamp, pp. 78-87
MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo e BLEIL, Susana Inez (2000), “A identidade cultural desafia a globalização : o desabafo dos agricultores franceses”, in Estudos sociedade e agricultura, n° 15, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, 2000, pp. 158-177.
MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo e OLIVEIRA, Kleber Andolfato (2012), "Áreas de proteção ambiental e desenvolvimento territorial: perspectivas em torno do conselho gestor da APA Corumbataí em São Paulo", Revista Raízes, Campina Grande: UFCG.
POLANY, Karl (2000), A grande transformação: as origens de nossa época, São Paulo: Campus.
RIST, Gilbert (2001), Le développement : histoire d’une croyance occidentale, Paris: Presses de la Fondation nationale des sciences politiques.
SACHS, Ignacy (1997), L’écodéveloppement, Paris, Syros/Alternatives économiques.
SANTOS, Boaventura de Sousa (2005), Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade, São Paulo: Cortez Editora.
SANTOS, Boaventura de Sousa (2007), “Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia dos saberes”, Novos Estudos, São Paulo: CEBRAP, pp. 71-94
SCHOR, Tatiana (1999), “O automóvel e o desgaste social”, São Paulo em Perspectivas, v. 13 nº 3.
SOUZA, Jessé (2004), A construção social da sub-cidadania, Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2004.
THOMPSON, John (1995), Ideologia e cultura moderna, Petrópolis: Editora Vozes.
WARNIER, Jean-Pierre (2008), La mondialisation de la culture, Paris: La découverte, 2008.
 

Clique para consultar os requisitos para LES0237

Clique para consultar o oferecimento para LES0237

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP