Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Economia Administração e Sociologia
 
Disciplina: LES0380 - Agricultura Familiar, Desenvolvimento Rural e Questão Agrária
Family Farming, Rural Development and Agrarian Issue

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
A reflexão e os debates em torno do tema da agricultura familiar ganham terreno no Brasil contemporâneo. De fato, a ideia de favorecer a agricultura familiar teve um peso considerável na modernização da agricultura dos países mais industrializados. Esta disciplina propõe examinar os aspectos que permitiram este fenômeno, em particular considerando o debate e as orientações das políticas agrícolas na França. Por outro lado, convém tomar em conta a diversidade desta forma social de produção agrícola com vistas à reflexão sobre o tema. Nesta perspectiva, pretende-se focalizar a emergência da idéia de fortalecimento da agricultura familiar e suas repercussões nas políticas e nos debates sobre o desenvolvimento rural no Brasil. Nesta linha, serão discutidos os temas que se associam à reflexão atual sobre a agricultura familiar, sob a luz notadamente do debate em torno da multifuncionalidade da agricultura, no que diz respeito à pluriatividade, à segurança alimentar, à sustentabilidade, ao desenvolvimento territorial, à participação social e à reforma agrária. Sobre este último ponto, convém salientar que a questão agrária persiste como fundamental para a reflexão sobre a democracia brasileira. A desigualdade social brasileira se associa profundamente com a estrutura fundiária concentrada do país. Assim, esta disciplina focalizará particularmente este problema, considerando a história da ocupação do território brasileiro, a incorporação da questão agrária no âmbito político, o movimento social por terra, o debate sobre a reforma agrária e os impactos e desafios relativos à implantação dos assentamentos rurais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1261309 - Paulo Eduardo Moruzzi Marques
 
Programa Resumido
No âmbito da disciplina, o resgate do debate clássico sobre o lugar dos camponeses nas modernas sociedades capitalistas e industriais favorecerá uma abordagem sobre os contrastes da modernização da agricultura. A partir desta releitura, o conteúdo da disciplina abordará as recentes reorientações das políticas agrícolas e de desenvolvimento rural em favor do fortalecimento da agricultura familiar no Brasil. Neste quadro, os temas de debate associados à ideia de reforçar a agricultura familiar são examinados, com especial debate à questão agrária.
 
The place of peasants in the capitalist and industrial modern societies and agriculture modernization contrasts; Recent agriculture and development politics for family farming strengthening in Brazil; The family farming importance examination. Debates related to the agrarian issue.
 
 
Programa
1. Conceituações de agricultura familiar 2. O debate clássico: a revolução industrial e o destino dos camponeses 3. Da função industrial da agricultura à multifuncionalidade da atividade agrícola 4. Política agrícola favorável à modernização da agricultura familiar: o exemplo do produtivismo francês 5. A emergência da noção de agricultura familiar no Brasil 6. A diversidade da agricultura familiar brasileira 7. Políticas públicas e o campo de debate em torno do fortalecimento da agricultura familiar 8. Democracia e questão agrária 9. Temas associados à agricultura familiar: a) pluriatividade, b) sustentabilidade; c) segurança e soberania alimentar; d) participação social; e)agroecologia.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Leituras semanais, exercícios escritos, exposições, seminários, tarefas extra sala de aula.
Critério
A nota final será composta das notas obtidas nos itens acima.
Norma de Recuperação
Uma única prova com toda matéria lecionada.
 
Bibliografia
     
ABRAMOVAY, Ricardo (1998), “O admirável mundo novo de Alexander Chayanov”, in Estudos Avançados, n° 32, São Paulo, USP, janeiro/abril, 1998. ANTIER, Clémentine e MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (2011), “Concepções e modelos agrários em concorrência na gestão fundiária na França: questões oportunas para refletir sobre o caso brasileiro”. Revista de Políticas Públicas (UFMA) , v. 1, pp. 13-20. CARNEIRO, Maria José e MALUF, Renato [org.] (2003), Para além da produção: multifuncionalidade e agricultura familiar, Rio de Janeiro: Mauad, 2003. CARNEIRO, Maria José (1997), “Política pública e agricultura familiar: uma leitura do Pronaf”, Estudos Sociedade e Agricultura, n° 8, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ. CARTER, Miguel [Org.] (2010), Combatendo a desigualdade social: o MST e a reforma agrária no Brasil, São Paulo: Editora da Unesp, Centre for Brazilian Studies, University of Oxford e Nead/MDA. CAZELLA, Ademir; BONNAL, Philippe e MALUF, Renato [Org.] (2009), Agricultura familiar, multifuncionalidade e desenvolvimento territorial no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X. DELGADO, Guilherme Costa (2001), “Expansão e modernização do setor agropecuário no pós-guerra: um estudo da reflexão agrária”, Estudos Avançados, 15 (43), São Paulo: USP. DELGADO, Guilherme Costa (2005), “Questão Agrária no Brasil: 1950-2003". In: Luciana Jaccoud (Org.), Questão Social e Políticas Sociais no Brasil Contemporâneo, Brasília DF: IPEA FERNANDES, Bernardo Mançano (2000), A formação do MST no Brasil, Petrópolis: Editora Vozes FERNANDES, Bernardo Mançano (2001), Questão agrária, pesquisa e MST, São Paulo: Cortez Editora. FERRANTE, Vera Lúcia Botta (1997), “Assentamentos rurais: estratégias de recusa ao modelo estatal?”, Raízes, n° 15, Campina Grande: UFCG. FERREIRA Brancolina, SILVEIRA, Fernando Gaiger e GARCIA, Ronaldo Coutinho (2001), « A agricultura familiar e o PRONAF : contexto e perspectivas », in, GASQUES, José Garcia e CONCEIÇÃO, Junia Cristina, Transformações da agricultura e políticas públicas, Brasília:, IPEA, 2001. FERREIRA, Angela Duarte Damasceno (2002), “Processos e sentidos sociais do rural na contemporaneidade: indagações sobre algumas especificidades brasileiras”, Estudos sociedade e agricultura, n° 18, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, pp. 28-46. GERVAIS Michel, JOLLIVET Marcel e TAVERNIER, Yves (1997), “La fin de la France paysanne, depuis 1914” in DUBY Georges et WALLON Armand (dir.), Histoire de la France rurale, tomo 4, Paris: Seuil, 1977. GUANZIROLI, Carlos Enrique e CARDIM, Silvia Elisabeth (coord.) (2000) , Novo retrato da agricultura familiar, o Brasil redescorberto, Brasília, INCRA, Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2000. HEREDIA,B., MEDEIROS, L., PALMEIRA, M., et al. (2002), “ Análise dos impactos regionais da reforma agrária no Brasil”, Estudos Sociedade e Agricultura. Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, 2002. HOLANDA, Sérgio Buarque de (1997), Raízes do Brasil, São Paulo: Companhia das letras. LACERDA, Tatiana Ferreira Nobre e MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (2008), “Agricultura orgânica, representação territorial e reprodução social da agricultura familiar: os agricultores ecologistas da Encosta da Serra Geral em Santa Catarina”. Ruris (Campinas), v. 2, p. 137-158. LACOMBE, Philippe , L’agriculture à la recherche de ses futurs, Paris : L’Aube/Datar, 2002. LAMARCHE, Hugues (1993coord.), A agricultura familiar. Comparação internacional, Campinas: Editora da UNICAMP, 1993. LOURENÇO, Fernando (2001), Agricultura Ilustrada, Campinas: UNICAMP. MARECHAL, Gilles (2008), Les circuits courts alimentaires, Dijon: Educagri édition. MARTINS, José de Souza (2010), O cativeiro da terra, 9 ed., São Paulo: Contexto. MAZOYER, Marcel e ROUDART, Laurence (2010), História das agriculturas do mundo, São Paulo: Editora da UNESP, 2010. MEDEIROS, Leonilde S. de (2002), “’Sem Terra’, ‘assentados’ e ‘agricultores familiares’: considerações sobre conflitos sociais e a organização dos trabalhadores brasileiros”, in: GIARRACCA, Norma, Una nueva ruralidad em América Latina? Buenos Aires: Clacso, pp.103-128 MEDEIROS, Leonilde Servolo de; HEREDIA, Beatriz Maria Alasia de; PALMEIRA, Moacir; LEITE, Sérgio Pereira; CINTRÃO, Rosangela Pezza (2004), Impactos dos assentamentos. Um estudo sobre o meio rural brasileiro. São Paulo: Editora da Unesp e Nead. MEDEIROS, Leonilde Servolo de; LEITE, Sérgio Pereira (2004), Assentamentos rurais. Mudança social e dinâmica regional, Rio de Janeiro: Mauad. MOREIRA, Roberto José (1999), Agricultura familiar: processos sociais e competitividade, CPDA/UFRRJ e Mauad, 1999. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (2003), “Concepções em disputa na formulação das políticas públicas de apoio à agricultura familiar: uma releitura sobre a criação do PRONAF” Raízes, vol. 22, n° 2, Campina Grande: UFCG. , junho a dezembro de 2003 MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (2010), “Embates em torno da segurança e soberania alimentar: estudo de perspectivas concorrentes”, Revista Segurança Alimentar e Nutricional, vol. 17(2), Campinas: Unicamp, pp. 78-87. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (org.) (2010), Política agrícola, desenvolvimento rural e sustentabilidade: diálogo franco-brasileiro no âmbito da cooperação em ciências agrárias e florestais, Série Pesquisa, Piracicaba: LES/ESALQ/USP, 2010. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo e BLEIL, Susana Inez (2000), “A identidade cultural desafia a globalização: o desabafo dos agricultores franceses”, in Estudos sociedade e agricultura, n° 15, Rio de Janeiro, CPDA/UFRRJ, pp. 158-177. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo e FLEXOR, Georges (2007), “Conselhos municipais e políticas públicas de desenvolvimento rural: questões em torno do debate sobre os papéis sociais e ambientais da agricultura”, Cadernos do CEAM (UnB), v.7, pp .45-66 MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo e NAREZI, Gabriela (2010), “O agroturismo familiar em Cananéia, no Vale do Ribeira/SP: multifuncionalidade da agricultura em questão”, Revista Turismo & Desenvolvimento, Campinas (SP), v. 9, n. 1. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo; GASPARI, Luciane Cristina; ALMEIDA, Bruna (2017). “Organização de Controle Social (OCS) e engajamento agroecológico das famílias do assentamento Milton Santos no estado de São Paulo”. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 25, nº 3, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, pp. 545-560. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo; KHATOUNIAN, Carlos Armênio; GASPARI, Luciane Cristina; RETIERE, Morgane (2016), “Justificações em torno de assentamento periurbano da modalidade PDS no estado de São Paulo: uma justiça ecológica em questão”. Retratos de Assentamentos, v. 19, pp. 21-40. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo; LUCAS, Ademir de e GASPARI, Luciane de (2014), “Desenvolvimento territorial em questão: estudo sobre assentamento periurbano no estado de São Paulo”. Retratos de Assentamentos, v. 17, Araraquara: UNIARA, pp. 161-178. MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo; MOAL, Marcos Le; ANDRADE, Ana Gianfrancesco. Freire (2014),. “Programa de aquisição de alimentos (PAA) no estado de São Paulo: agricultura de proximidade em questão”. Ruris v. 8, Campinas: UNICAMP, 2014, pp. 63-89. PLOEG, Jan Douwe Van der (2008), Camponeses e Impérios Alimentares: lutas por autonomia e sustentabilidade na era da globalização, Série Estudos Rurais, Porto Alegre: UFRGS, 2008. RÉMY, Jacques (2005), . “Um caminho sinuoso e semeado de espinhos. Os agricultores franceses: da especialização e intensificação da produção à multifuncionalidade e ao desenvolvimento sustentável”, Estudos Sociedade e Agricultura, vol. 12, fascículo 1, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ,. SABOURIN, Eric (2008), “Reforma agrária no Brasil: considerações sobre os debates atuais”, Estudos Sociedade e Agricultura vol. 16, n. 2, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, pp 151-184. SACCO DOS ANJOS, Flávio (2003), Agricultura familiar, pluriatividade e desenvolvimento rural no Sul do Brasil, Pelotas : Egufpel, 2003. SANTOS, Boaventura Sousa, org. (2002), Produzir para viver, os caminhos da produção não capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. SCHNEIDER, Sergio (2002), “A pluriatividade como estratégia de reprodução social”, in Estudos sociedade e agricultura, n° 16, Rio de Janeiro, CPDA/UFRRJ, pp. 164-184. SCHNEIDER, Sergio (2003), A pluriatividade na agricultura familiar, Série Estudos Rurais, Porto Alegre: UFRGS. SCHNEIDER, Sergio, SILVA, Marcelo K. e MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (org.) (2009), Políticas públicas, participação social no Brasil rural, 2º edição, Série Estudos Rurais, Porto Alegre: Editora da UFRGS. SERVOLIN, Claude (1985), “Les politiques agricoles”, Traité de science politique : les politiques publiques, vol. IV, Paris : PUF. SILVA, José Graziano (2008), O renascimento da agenda agrária, Agência Carta Maior, disponível em < http://www.cartamaior.com.br/> último acesso em 02 de junho de 2010 STÉDILE, João Pedro (1994), A questão agrária hoje, Porto Alegre: Editora da UFRGS VEIGA, José Eli da (1991), O desenvolvimento agrícola : uma visão histórica, São Paulo: Hucitec e Edusp. WANDERLEI, Maria de Nazareth Baudel (2009), O mundo rural como espaço de vida, Série Estudos Rurais, Porto Alegre: UFRGS. WILKINSON, J (2008), . Mercados, Redes e Valores. Série Estudos Rurais, Porto Alegre: UFRGS.
 

Clique para consultar os requisitos para LES0380

Clique para consultar o oferecimento para LES0380

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP