Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Genética
 
Disciplina: LGN0335 - Evolução
Evolution and Population Ecology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina Evolução concentra-se nos mecanismos básicos de microevolução e macroevolução, e visa dar ao aluno um enfoque funcional das interações existentes entre os organismos em nível de população e a totalidade dos fatores físicos, biológicos e processos evolutivos que afetam esses organismos. Nesta disciplina, nós damos especial atenção à intersecção entre a Evolução e a Genética de Populações e a Genética da Conservação. Nessa perspectiva, estudam-se as interações dos fatores ambientais com a estrutura genética das populações e sua conservação, e como a abundância e distribuição dos genes variam ao longo do tempo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
60641 - Giancarlo Conde Xavier Oliveira
 
Programa Resumido
História da Teoria Evolutiva. Evidências da evolução. Teoria sintética da Evolução. Estrutura genética de populações. Mecanismos microevolutivos. Mutação. Recombinação. Deriva genética. Migração. Hibridação. Seleção Natural. Mecanismos macroevolutivos. Especiação. Genética da conservação. Filogenia, classificação e evolução. Filogeografia.
 
Introduction to population studies; Population structure; Population dynamics I, II and III; Population interactions; Population distribution; History of the Evolutionary Theory; Evolution evidences; Evolution Synthetic Theory; Population genetic structures; Microevolutionary mechanisms; Mutation; Recombination; Genetic Drift; Migration; Hybridization; Natural Selection; Macroevolutionary mechanisms; Speciation; Phylogeny, classification and evolution.
 
 
Programa
História da Teoria Evolutiva: Precursores de Darwin; Darwin e Wallace; a “Origem das Espécies”, e o papel da seleção natural; o “eclipse” do Darwinismo. Evidências da evolução. Teoria sintética de Evolução: a teoria sintética e sua integração com a Genética de Populações, a Citogenética, a Embriologia, a Anatomia Comparada, a Paleontologia e a Ecologia. Genética de populações: Conceito geral de populações; Panmixia; Frequências alélicas, genotípicas e gaméticas em populações alógamas; Obtenção de frequências alélicas e gaméticas a partir de frequências genotípicas. Parâmetros genéticos no estudo de populações. Estrutura genética de populações. Equilíbrio de Hardy-Weinberg; Fatores que alteram o equilíbrio (seleção, mutação e migração). Seleção contra o homozigoto recessivo. Valor adaptativo. Uso do teste do X2 para verificar a existência do equilíbrio do H.W. Mecanismos microevolutivos: Mutação: bases moleculares da mutação na evolução. Recombinação: controle genético da meiose e da permuta cromossômica. Papel da recombinação na ampliação da variabilidade. Deriva genética: o efeito do tamanho de população: estocasticidade das frequências gênicas e efeito sobre variabilidade intra e interpopulacional e sobre especiação. Migração: dispersão e fluxo gênico. Hibridação: papel da hibridação na formação de novas espécies e na introgressão entre espécies. Seleção Natural: seleção natural vs seleção artificial; tipos de seleção: seleção direcional; seleção disruptiva; seleção estabilizadora; seleção dependente de frequência; seleção dependente de densidade; seleção de grupo; seleção sexual. Mecanismos macroevolutivos: Conceitos de espécies; Mecanismos de isolamento reprodutivo. Especiação: Processos de especiação. Genética da conservação: sistemas reprodutivos e sua influência na preservação de diversidade genética (variação alélica); conservação ex situ e in situ; técnicas de amostragem; unidades de conservação. Filogenia, classificação e evolução: Relações ancestrais entre espécies expressas pela filogenia; conceitos de filogenia; classificação fenética, filogenética e evolutiva. Biogeografia: dispersão e vicariância. Filogeografia.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Os alunos serão avaliados por meio de provas escritas, realizadas em sala de aula; trabalhos de pesquisas bibliográficas e apresentação dos mesmos em forma de seminários; e resolução de questionários e relatórios fora do horário de aula.
Critério
Média ponderada de duas provas escritas, cada uma com peso 2; trabalhos de pesquisa bibliográfica com apresentação de seminários, com peso 1; e questionários, com peso total 0,5.
Norma de Recuperação
Realização de uma prova escrita.
 
Bibliografia
     
Literatura Básica: FREEMAN, S.; HERRON, J.C. (2009) Análise Evolutiva. Porto Alegre: Artmed. 4ª Ed., 848p. FUTUYMA, D.J. (2013). Evolution. 3. Ed. Sinauer Associates, Sunderland, Massachussetts. FUTUYMA, D.J. (2009). Biologia Evolutiva. Ribeirão Preto: Funpec. 3ª Ed. 832p. MEYER, D.; EL-HANI, C.N. (2005). Evolução: O Sentido da Biologia. São Paulo: Editora UNESP. RIDLEY, M. (2006). Evolução. Porto Alegre: Artmed. 752p. STEARNS, S.C.; HOEKSTRA, R.F. (2003) Evolução: Uma Introdução. Neves, W.A. (trad.). São Paulo: Atheneu. Literatura Complementar: FRANKHAM, R.; BALLOU, J.D.; BRISCOE, D.A. (2008) Fundamentos de Genética da Conservação. Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Genética. 2ª Ed. 592p. FUTUYMA, D.J. (2002). Evolução, Ciência e Sociedade. Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Genética. 73p. ZIMMER, C. (2004) O livro de ouro da Evolução: O triunfo de uma idéia. Rio de Janeiro: Ediouro.
 

Clique para consultar os requisitos para LGN0335

Clique para consultar o oferecimento para LGN0335

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP