Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de Lorena
 
Engenharia Química
 
Disciplina: LOQ4023 - Processos Químicos Industriais II
Industrial Chemical Processes II

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação:

Objetivos
Fornecer uma visão atual dos processos industriais que utilizam a conversão química ou bioquímica como rota de transformação da matéria prima em produto.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5840855 - Heizir Ferreira de Castro
 
Programa Resumido
Indústria de Papel e Celulose Indústria Sucroalcooleira; Indústrias Biotecnológicas; Tecnologia de Óleos e Gorduras; Indústria de Sabões e Detergentes; Visitas Técnicas.
 
 
 
Programa
Indústrias de papel e celulose. Matérias-primas lignocelulósicas. Métodos de separação dos componentes das matérias-primas lignocelulósicas (físico, químico e biotecnológico). Aproveitamento das diversas frações (celulose, hemicelulose, lignina). Descrição do setor industrial de papel e celulose. Processo Kraft. Branqueamento da celulose. Manufatura de papel. Tendências do setor. Indústria açucareira. Terminologia. Produção e consumo do açúcar. Composição da cana de açúcar. Fases do processo de transformação da matéria-prima em açúcar não refinado. Refinação do açúcar. Subprodutos. Aproveitamento global da cana de açúcar. Indústria Alcooleira. Matérias primas para produção de álcool industrial. Fluxograma de obtenção do álcool. Detalhamento das etapas de fermentação e recuperação do produto. Processos industriais de obtenção de álcool. Diferenças entre usinas autônomas e anexa. Aproveitamento dos sub-produtos Indústrias Biotecnológicas. Definição. Terminologia. Áreas de pesquisas em biotecnologia industrial. Classificação dos produtos. Etapas de desenvolvimento de um processo biotecnológico.Exemplos de processos (detalhamento). Tecnologia de óleos e gorduras. Definição, denominação, classificação. Emprego e economia. Propriedades físicas. Extração de óleos vegetais (algodão e soja). Refino de óleos brutos. Aproveitamento de sub-produtos. Modificação de óleos e gorduras por enzimas. Manufatura de sabões e detergentes. Conceitos sobre tensoativos. Tensoativos sintéticos (classificação). Formulação de detergentes. Emprego de enzimas na formulação de detergentes. Fabricação de sabões e sabonetes. Visita Técnica.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Serão oferecidas duas provas (0,0-10,0 pontos). A média final será a média aritmética das notas
Critério
Média final maior que 5,0 - aprovado; - Média final menor que 5,0 e maior que 3,0 - recuperação; - Média final menor que 3,0 - reprovado;
Norma de Recuperação
Prova escrita (0,0 - 10,0) para alunos que tenham média final maior ou igual a 3,0 e inferior a 5,0. A nota final será a média aritmética entre a média final e a prova escrita.
 
Bibliografia
     
1. SHREVE, R.N. & BRINK, J.A. Indústrias de Processos Químicos, Editora Guanabara Dois, 1980. 2. CONSIDINE, D. M. (editor-in-chief). Chemical and Process Technology Encyclopedia McGraw-Hill, 1974. 3. D ALMEIDA, M. L. O. Celulose e Papel., Vol 1 e 2 (Tecnologia de fabricação da pasta celulósica e Tecnologia de fabricação de papel), Editado pelo ITP/SP, 1989. 4. BAYRNA, C. Tecnologia do Açúcar (II). Coleção Canavieira Nº 15. 5.FERNANDES, H. Açúcar e Álcool, Coleção Canavieira Nº 4. 6. Manual Econômico da Indústria Química, Editado pelo CEPED/ SPCT/ Governo do Estado da Bahia, 1985. 7.URGEL DE ALMEIDA LIMA, U. A.; AQUARONE, E.; BORZANI, W. Biotecnologia: Tecnologia das Fermentações, Editora Edgard Blucher Ltda, 1975.
 

Clique para consultar os requisitos para LOQ4023

Clique para consultar o oferecimento para LOQ4023

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP