Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Produção Vegetal
 
Disciplina: LPV0672 - Biologia e Manejo de Plantas Daninhas
Weed Biology and Management

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Fornecer informações sobre a biologia e ecologia das plantas daninhas, relacionando as com a dinâmica populacional e interferência que estas espécies vegetais causam sobre as plantas cultivadas. Assim, estas relações poderão ser utilizadas na racionalização do manejo integrado das plantas daninhas em agroecossistemas, através do emprego dos diversos métodos e tecnologias de controle utilizados na agricultura moderna.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
54394 - Pedro Jacob Christoffoleti
3749501 - Rafael Munhoz Pedroso
69192 - Ricardo Victoria Filho
 
Programa Resumido
1. Origem, evolução e importância da biologia para o manejo das plantas daninhas. 2. Estratégias evolutivas e sucessão ecológica. 3. Classificação das plantas daninhas. 4. Mecanismos de reprodução e dispersão. 5. Dinâmica de populacional das plantas daninhas em agroecossistemas. 6. Banco de sementes de plantas daninhas em áreas agrícolas. 7. Identificação e sistemática das plantas daninhas. 8. Métodos de análise da vegetação daninha 9. Interferência entre plantas daninhas e cultivadas. 10. Medidas preventivas de controle. 12. Controle biológico. 13. Medidas mecânicas de controle. 14. Medidas químicas de controle das plantas daninhas.15. Resistência de plantas daninhas aos herbicidas.16. Ecotoxicologia dos defensivos agrícolas. 17. Culturas geneticamente modificadas resistentes aos herbicidas.
 
Origin, evolution and importance of weed biology for weed management; Evolution strategies and ecological succession; Weed classification, reproduction and dispersion mechanisms; Weed population dynamics in agroecossystems; Weed seed bank in agricultural areas; Weed identification and systematics; Weed vegetation methods of analysis; Interference between weeds and crops; Preventive, biological, mechanical and chemical measures of weed control; Weed herbicide resistance; Pesticide ecotoxicology and genetically modified crops resistant to herbicides.
 
 
Programa
T -Apresentação da disciplina, origem e evolução das plantas daninhas. P -Levantamento de plantas daninhas. T -Dinâmica do banco de sementes de plantas daninhas em agroecossistemas. T -Competição e métodos de estudos de competição entre plantas daninhas e cultivadas. T -Alelopatia na agricultura. T -Controle biológico das plantas daninhas. T -Processos preventivos de manejo das plantas daninhas. T -Métodos mecânicos e não convencionais de controle das plantas daninhas. P -Tecnologia de aplicação de herbicidas. T -Resistência de plantas daninhas aos herbicidas. P -Avaliação de biotipos resistentes de plantas daninhas aos herbicidas inibidores da ALS e ACCase. T -Impacto ambiental do uso de herbicidas. P -Formulação de herbicidas e importância nas aplicações de campo. T -Ecotoxicologia de herbicidas.T -Possibilidades de utilização de plantas geneticamente modificadas resistentes aos herbicidas. T - Manejo integrado de plantas daninhas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Serão realizadas:
- 2 provas teóricas
- revisão bibliográfica
- Trabalho Científico/apresentação
Critério
: provas teóricas terão peso 1 e peso 2; a revisão bibliográfica: peso 1 e o trabalho científico: peso 1
Norma de Recuperação
não há recuperação
 
Bibliografia
     
ALTMAN, J. Pesticides Interactions in Crop Production. Boca Raton, CRC Press, 1993. 350 p. ANDERSEN, R.N. Germination and Establishiment of Weeds for Experimental Purposes. Weed Science Society of America, Urbana. 1967. 236 p. ANDERSON, W.P. Weed Science Principles. West Publishing Company, Minessota, 1993. 655 p. AULD, B.A., K.M. MENZ, C.A. TISDELL. Weed Control Economics. Academic Press. London, 1987, 177 p. BARROSO, G.M. Sistemática das angiospermas no Brasil. Vols. 1, 2 e 3. Rio de Janeiro. Livros Técnicos e Científicos Editora S/A. 1978. COMPÊNDIO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS. Guia Prático de Produtos Fitossanitários para Uso Agrícola. 4a edição, Organização Andrei Editora Ltda., São Paulo, 1993. 448 p. CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA ARQUITETURA E AGRONOMIA. Controle Integrado de Plantas Daninhas. 2a edição, CREA, São Paulo, 1985. 161 p. CORREA, M.P. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. Ministério da Agricultura. Rio de Janeiro, 6 volumes. 1975. DEBACH, P. Control biologico de las Plagas e Insectos e Malas Hierbas. Companhia Editorial Continental, México, 1985. DEUBER, R. Ciência das Plantas Daninhas: Fundamentos. Editora da Unesp, Jaboticabal, Vol. I. 2003. 452 p. FERRI, M.G. Glossário ilustrado de botânica. Editora Nobel, 1981. 197 p. FOY, C.L. Adjuvants for Agrichemicals. Boca Raton, CRC Press, 1992. 220 p. FREIRE, C.V. Chaves analíticas. Piracicaba, ESALQ/USP. 1990. 99p.GARCIA TORRES, L. & C. FERNANDEZ-QUINTANILLA. Fundamentos sobre Malas Hierbas y Herbicidas. Ediciones Mundi-Prensa, Madrid, 1991. 348 p. GODFREY, C.R.A. Agrochemicals from Natural Products. New York, Marcel Dekker, 1995. 420 p. HANCE, R.J. & K. HOLLY. Weed Control Handbook: principles. 8th edition, Blachwell Scientific Publications, British Crop Protection Council, London, 1990. 582 p. KOGAN, M.A.; PEREZ, J.A. Herbicidas - Fundamentos fisiológicos y bioquímicas Del modo de accion. Ediciones Universidad católica de Chile. 2003. 333p. KIRKWOOD, R.C. Target sites for Herbicides Action. New York, Plenum, 1991. 380 p. KROPFF, M.J. & H.H. vanLAAR. Modelling Crop-Weed Interactions. CAB International, Wallingford, 1993. 274 p. LEITÃO FILHO, H.F., BACCHI, O. & C. ARANHA. Plantas invasoras de culturas, vols 1,2 e 3, Ed. da Unicamp, Campinas. 1984. LORENZI, H. Manual de Identificação e Controle de Plantas Daninhas: plantio direto e convencional. 7a edição, Editora Plantarum, Nova Odessa. 2014. LORENZI, H. Plantas Daninhas do Brasil: terrestres, aquáticas, parasitas, tóxicas e medicinais. 2a Edição, Editora Plantarum, Nova Odessa, 1991. 440 p. MATHEWS, G.A. Pesticides Application Methods. 2nd editon, England, Longman Scientific & Technical, 1992. 320 p. RADOSEVISH, S.R.; J. HOLT. GHEPSA, C. Weed Ecology: implications for vegetation management. John Wiley & Sons, Inc., New York, 1997. 589p. RODRIGUES, B.N. & F.S. ALMEIDA. Guia de herbicidas. 6a Edição, IAPAR, Edição dos autores. Londrina 2011. 700 p. RONAN, E.S.; BECKIE, H.; VARGAS, L.; HALL, L.; RIZZARDI, M.A.; WOLF, T.M. Como funcionam os herbicidas – da biologia a aplicação, 2007.158p. ROSS, M.A. & C.A. LEMBI. Applied Weed Science. Macmillan Publishing Company, New York, 1985. 340 p. SILVA, A.A.; SILVA, J.F. Tópicos em manejo de plantas daninhas. Viçosa, UFV. 2007, 367p. SMITH, A.E. Handbook of Weed Management Systems. Marcel Dekker, Inc., New York, 1995. 741 p. TRUELOVE, B. Research Methods in Weed Science. Southern Weed Science Society of America. 1977. 221 p. VARGAS, L.; RONAN, E.S. Manual de Manejo e Controle de Plantas Daninhas. Embrapa Uva e Vinho, 2008.777p. ZAMBOLIN, L.; CONCEIÇÃO, M.Z. da; SANTIAGO. O que os engenheiros agrônomos devem saber para orientar o uso de produtos fitossanitários. 3ª Ed. UFV, 2008. 464p. ZIMDAHL, R.L. Fundamental fo Weed Science. Academic Press Incorporation. California, 1999. 556 p. ZIMDAHL, R.L. Weed - Crop Competition: a review. International Plant Protection Center, Oregon, 1980. 195 p.
 

Clique para consultar os requisitos para LPV0672

Clique para consultar o oferecimento para LPV0672

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP