Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Ciência do Solo
 
Disciplina: LSO0210 - Geologia Aplicada a Solos
Geology Applied to Soils

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação:

Objetivos
- Apresentar a Geologia ao aluno iniciante em Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal. Fazer entender as relações entre a Geologia e o contexto agronômico e florestal.
- Localizar a Agronomia e as Ciências Florestais no Sistema TERRA
- Conhecer os principais materiais de origem de solo, seus constituintes minerais, processos de alteração das rochas e formação do solo.
- Rochas como matéria prima para corretivos e fertilizantes agrícolas.
- Interpretar mapas geológicos visando conhecer a Geologia do Brasil, do Estado de São Paulo e entender as relações com a distribuição dos principais tipos de solos.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
82131 - Celso Augusto Clemente
 
Programa Resumido
Princípios da Geologia; Sistema Terra. Estrutura e Composição da Terra; Litosfera, Mineralogia e Petrologia; Aspectos Geomorfológicos e Geológicos do Brasil e SP; Relações Geologia, Geomorfologia, Intemperismo e Solos. Minerais secundários da fração argila de solos. Conceito e composição do Solo.
 
Geology principles (historical geology); Earth system: structure and composition, lithosphere, mineralogy and petrology; Geological processes; Geological and geo morphological aspects of Brazil; Geology, geomorphology, weathering and soil relations; Soil concept and composition.
 
 
Programa
1 INTRODUÇÃO
Importância e objetivos da disciplina no contexto agronômico e florestal. Princípios da Geologia Tempo Geológico. Idades relativas e absolutas. Composição e Estrutura da Terra. Interação das diferentes esferas (atmosfera, hidrosfera, pedosfera e litosfera). Litosfera ou Crosta Composição.
2. MINERALOGIA
Estado cristalino. Estrutura cristalina e amorfa. Espécie mineral. Minerais constituintes de rochas e de solos. Principais minerais de cada grupo. Silicatos: estrutura e classificação. Importância no estudo de solos. Propriedades físicas e identificação macroscópica dos minerais mais comuns.
3. PETROLOGIA
Rochas como material de origem de solos. Gênese e classificação dos principais grupos de rochas ígneas, sedimentares e metamórficas. Propriedades macroscópicas e identificação das principais rochas de interesse agronômico.
4. GEOLOGIA DE SÃO PAULO E DO BRASIL
Aspectos Geomorfológicos e Geológicos do Brasil. Bacia do Paraná. Geologia e Geomorfologia do Estado de São Paulo. Estratigrafia. Complexo Cristalino no Estado. Litologia, distribuição espacial e solos relacionados. Principais Grupos e Formações Geológicas da Bacia do Paraná no Estado de São Paulo, sua distribuição espacial, características e solos relacionados. Corte Geológico Esquemático do Estado de São Paulo. Aspectos Geomorfológicos e Geológicos da Quadrícula de Piracicaba. Litologia, distribuição espacial e solos relacionados. Corte Geológico esquemático de região.
5. INTEMPERISMO
Conceitos e divisão. Processos de intemperismo químico, biológico e físico biológico. Fatores que condicionam o intemperismo. Seqüências de intemperismo. Produtos de intemperismo. Minerais primários e secundários. Processos de gênese de argilominerais, óxidos e hidróxidos de ferro, manganês e de alumínio. Formação de solos. Evolução da paisagem (topografia e relevo, relevos esculpidos pela erosão e sedimentação, fatores que controlam a paisagem)
6. MINERAIS SECUNDÁRIOS NO SOLO
Importância agronômica e ecológica. Filossilicatos de Alumínio: estrutura, formação e reatividade. Relação com os materiais de origem. Óxidos de Fe e Al: estrutura, formação e reatividade. Relação com os materiais de origem.
7. INTRODUÇÃO À PEDOLOGIA
Conceito de solo, pedon, perfil e horizontes. Principais tipos de horizontes. Relações rocha/solo/paisagem.
Identificação de horizontes de solo no campo.
AULAS PRÁTICAS (Laboratório e Campo)
Identificação dos principais minerais de interesse agronomico no laboratório;
Identificação de rochas ígneas, sedimentares e metamórficas no laboratório;
Identificação de rochas ígneas, sedimentares e metamórficas no campo;
Relações Geologia, Geomorfologia e Solos.
Reconhecimento de perfil e horizontes de solo no campo e suas principais propriedades
 
 
 
Avaliação
     
Método
2 Provas Teórico-Práticas + Relatórios.
Critério
1ª prova x 4 + 2ª Prova x 6 = Média Final.
Norma de Recuperação
Uma prova teórica.
 
Bibliografia
     
Literatura Básica:
CLEMENTE,C.A. & AZEVEDO, A.C. 2011 – Anotações da Disciplina LSO-210 Geologia Aplicada a Solos. Departamento de Ciência do Solos.ESALQ/USP. 87pg.
LEINZ, V. & AMARAL, S.E. (1978) Geologia Geral. Cia Editora Nacional, 397p.
SUMNER M.E. (Editor) Handbook of Soil Science. CeC Press.2000. Washington 2.148p. Section F. Soil Mineralogy p.F-1 a F-182.
TEIXEIRA W., TOLEDO, M.C.M., FAIRCHILD, T.R., & TAIOLI, F. (2000). Decifrando a Terra. Ed. Oficina de Textos. São Paulo. 557 p.

Literatura Complementar :
PRADO, H. do. Pedologia Fácil. (2008) (2 ed.). Piracicaba. 145p.
OLIVEIRA, J. B. de. Pedologia Aplicada (2008) (3 ed.). FEALQ, Pircacicaba. 592 p.
BRADY, C.N. & WEIL, R.R. (2008) The Nature and Properties of Soils (14th ed.). Prentice Hall, 975p.
PRESS, F. & SIEVER, R. (1998) Understanding Earth (2nd ed.). W. H. Freeman Comp., 682p.
LEPSCH, I.F.19 Lições de Pedologia. São Paulo. Oficina de Textos, 2011 – 456p.
DANA,J.D.Manual de Mineralogia 9ª.Edição.Livros técnicos e científicos editora SP.1984.
PETRI, S. & FULFARO, V.J. 1983. Geologia do Brasil. EDUSP. 631P.
PRÓ-MINÉRIO-PROMOCET/IPT.1981. Mapa Geológico do Estado de São Paulo. Mapa 1:500.000 e Notícia Explicativa. 125P.
 

Clique para consultar os requisitos para LSO0210

Clique para consultar o oferecimento para LSO0210

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP