Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina
 
Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
 
Disciplina: MFT0251 - Iniciação à Pesquisa II - Campo: as Atividades, Os Recursos Terapêuticos e Os Processos Criativos em Terapia Ocupacional
Introduction to Scientific Research II - Activities, Therapeutic Resources and Creative Processes in Occupational Therapy

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 75 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2005 Desativação:

Objetivos
Possibilitar a iniciação à pesquisa, considerando a natureza do trabalho científico como utilização de instrumentos de coleta e análise de dados e visando permitir ao aluno o estudo em maior profundidade de temáticas mais próximas a seu interesse, com orientação de docentes que desenvolvem estudos na mesma área.
Desenvolver o projeto de pesquisa delineado no semestre anterior sobre uma das temáticas abaixo relacionadas:
- As atividades e os recursos terapêuticos utilizados em Terapia Ocupacional;
- Processos criativos e Terapia Ocupacional;
- Atividades Humanas e Produção de subjetividade;
-Terapia Ocupacional, a construção de linguagens e as atividades culturais;
- O corpo, o desenvolvimento da corporeidade, as abordagens corporais, as artes do corpo e as articulações com o campo da Terapia Ocupacional;
- A arte, as atividades expressivas e artísticas, a produção artística e o campo da Terapia Ocupacional;
- Terapia Ocupacional e ações na interface arte e saúde: história, tendências, fundamentação e práticas;
- Acompanhamento terapêutico, prática clínica e ações territoriais em Terapia Ocupacional: estudo teórico ou estudo de casos;
- Intervenção junto a pessoas em situação de desvantagem social no âmbito da Terapia Ocupacional: a construção e o acompanhamento em redes de sustentação.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
93832 - Elizabeth Maria Freire de Araujo Lima
325889 - Erika Alvarez Inforsato
 
Programa Resumido
1. Estudo da bibliografia específica;
2. Realização da pesquisa proposta no semestre anterior;
Redação final de monografia ou artigo para apresentação em Revista.
 
 
 
Programa
1.O trabalho de campo ou a organização de revisões bibliográficas
2.Como elaborar e tentar cumprir um cronograma de atividades de pesquisa
3. Organização de diários e registros de trabalho de campo
4. A análise de dados
5. Trabalhando os dados a partir de referenciais teóricos relativos ao tema de interesse
6. Orientações básicas para redação de monografia ou artigo para apresentação na disciplina, segundo as normas estabelecidas para a Revista de Terapia Ocupacional da USP.
 
 
 
Avaliação
     
Método
1. Cada aluno desenvolverá suas atividades de campo ou de revisão bibliográfica segundo temática de interesse apresentada no projeto de pesquisa
2. Cada docente se responsabilizará por orientação de no máximo 2 (quatro) alunos
3. Será organizado cronograma de orientação com encontros semanais ou quinzenais compatível com o desenvolvimento do conteúdo programático.
Critério
- apreensão dos conteúdos teórico-práticos desenvolvidos verificada a partir da apresentação de artigo ou monografia sobre o desenvolvimento de projeto de pesquisa, conforme as normas adotadas na disciplina
- postura de aluno adequada ao desenvolvimento do papel profissional e de atividades de pesquisa verificada através da observação da pontualidade, assiduidade e desenvolvimento das atividades solicitadas nos prazos acordados na disciplina
- o aluno deverá ter frequência igual ou superior a 70% e nota igual ou maior que 5,0.
Norma de Recuperação
Reapresentação de artigo ou monografia sobre a pesquisa em data a ser acordada entre alunos e professores, em semestre posterior ao desenvolvimento da disciplina.
 
Bibliografia
     
GIL, A . C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. S. P., Atlas, 1991.
________ . Como elaborar Projetos de Pesquisa. S. P. Atlas, 1993.
HAGUETTE, T.M.F. Metodologia qualitativa na sociologia. Petrópolis, Ed. Vozes, 1990.
MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo- Rio de Janeiro, Hucitec-ABRASCO, 1993.
THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-Ação. SP: Cortez – Autores Associados, 1988.
VASCONCELOS, E.M. Complexidade e pesquisa interdisciplinar. Epistemologia e metodologia operativa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

BIBLIOGRAFIA TEMÁTICA:
BARRETO, K.D. Ética e Técnica no Acompanhamento Terapêutico. São Paulo, Unimarco., 1998.
BARROS, D.D.; GHIRARDI, M.I.G.; LOPES, R.E. (1999) Terapia Ocupacional e sociedade. Rev. de Terapia Ocupacional da USP, v.10, n 2-3, p.69-74.
BRUNELLO,M.I.B.; CASTRO,E.D.; LIMA, E.M.F.A. Atividades Humanas e Terapia Ocupacional in BARTALOTTI, C.C.; DE CARLO, M.M.R.P. (orgs). Terapia Ocupacional no Brasil – fundamentos e perspectivas. São Paulo, Plexus, 2001
CASTRO, E. D. Atividades Artísticas e Terapia Ocupacional – construção de linguagens e inclusão social. (tese) Comunicações e Artes da ECA-USP, São Paulo, 2001.
_________ Habitando campos da Arte e da Terapia Ocupacional: percursos teóricos e reflexões. Rev. de T.O. da USP, V.13, N.1, P.1-8, jan/abr, 2002.
_________. Arte, Corpo e Terapia Ocupacional: aproximações, intersecções e desdobramentos. Rev. de Terapia Ocupacional da USP, v.11, n.1, pp.7-12, 2000.
FERRARI, S.M.L.Terapia Ocupacional espaço da narrativa entre forma e imagem. São Paulo, Rev. CETO, ano 4, n. 4 pp. 06-10, 1999.
FRAYZE-PEREIRA, J.A. O olho d’água: Arte e Loucura em Exposição. São Paulo, Escuta, 1995. GUATTARI, Félix. Caosmose: um novo paradigma estético. Rio de Janeiro, Ed. 34, 1992. (Cap.: “Práticas analíticas e práticas sociais”).
LIMA, E.M.F.A. A utilização de atividades na clínica da psicose: contribuições da Terapia Ocupacional. Rev. Perfil, Assis, v. 12, 1999, pp. 9-27.
______. Clínica e criação: a utilização de atividades em Instituições de Saúde Mental. São Paulo: PUC-SP, 1997. Dissertação de mestrado.
OLIVER, F.C.; TISSI, M.C.; AOKI, M; GHIRARDI, M.I.G.. reabilitação no território: construindo a participação na vida social. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, V. 12, n. 1/3, p. 15-22, jan./dez., 2001
PELBART, P. P. Vida capital: ensaios de biopolítica. São Paulo: Iluminuras, 2003.
RIGHETTI, D. O Limiar da Arte. Rasegna Médica e Cultural, 1970, VIII(4), 44-53.
ROLNIK, Suely. À sombra da cidadania: alteridade, homem da ética e reinvenção da democracia. In: MAGALHÃES, M. C. R. Na sombra da cidade. São Paulo: Escuta, 1995.
SAFRA, G. Face Estética do Self – teoria e clínica. São Paulo, Unimarco, 1999
________. Momentos mutativos em Psicanálise – uma visão winnicottiana. Casa do Psicólogo, 1995. SANT’ANNA, D.B. Corpos de Passagem. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.
WINNICOTT, D.W. O brincar e a realidade. Rio de Janeiro, Imago, 1975.
 

Clique para consultar os requisitos para MFT0251

Clique para consultar o oferecimento para MFT0251

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP