Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina
 
Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
 
Disciplina: MFT0799 - Processo Saúde - Doença
Health-Disease Process

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2005 Desativação:

Objetivos
1) Propiciar o estudo e a reflexão sobre o processo saúde-doença e suas diferentes concepções procurando compreender a complexidade das ações que revelam e tratam essas duas categorias; 2) Possibilitar o conhecimento inicial e a reflexão sobre a experiência do adoecimento, da deficiência e da diversidade em sua singularidade e complexidade e a relação entre demandas e respostas no contexto das políticas públicas
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
88242 - Elisabete Ferreira Mângia
2089970 - Fatima Correa Oliver
56552 - Maria Fernanda de Silvio Nicacio
 
Programa Resumido
1. O processo saúde-doença e suas explicações no campo da saúde; 2. A doença, o sofrimento e as perturbações: possibilidades de compreensão dos fenômenos no campo da antropologia da saúde; 3. A compreensão da deficiência, incapacidade e desvantagem e das limitações das atividades e da participação; 4. O quadro sanitário no Brasil: perfil epidemiológico dos anos 90 e sua importância para a atenção em saúde;
5. A percepção das pessoas com desabilidades e em situação de desvantagem sobre: o processo saúde-doença e as mudanças nos itinerários de vida, a construção de percursos terapêuticos e as relações entre as necessidades das pessoas e as proposições das políticas públicas, em particular, dos serviços de saúde.
 
 
 
Programa
1. O processo saúde-doença e suas explicações no campo da saúde; 2. A doença, o sofrimento e as perturbações: possibilidades de compreensão dos fenômenos no campo da antropologia da saúde; 3. A compreensão da deficiência, incapacidade e desvantagem e das limitações das atividades e da participação: - normal, patológico, doença, deficiência: a singularidade e a multidimensionalidade de um processo- sujeitos e contextos: discussões sobre o conceito de desabilidade e de handicap - Classificação Internacional de Doenças, Deficiências, Incapacidades e Desvantagens: como classificar a diversidade?; 4. O quadro sanitário no Brasil: perfil epidemiológico dos anos 90 e sua importância para a atenção em saúde; 5. A percepção das pessoas com desabilidades e em situação de desvantagem sobre: o processo saúde-doença e as mudanças nos itinerários de vida, a construção de percursos terapêuticos e as relações entre as necessidades das pessoas e as proposições das políticas públicas, em particular, dos serviços de saúde.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas
Trabalhos de campo
Leitura dirigida de textos
Estudo da bibliografia
Apresentação de trabalhos escritos sobre os temas estudados
Apresentação de relatórios de trabalho de campo
Apresentação de seminários


Critério
Nota mínima 5,0 (cinco) em cada um nos trabalhos escritos, trabalhos de campo e de seminários; Média final 5,0 (cinco) referente à apresentação de trabalhos escritos, trabalhos de campo e de seminários
Norma de Recuperação
Reapresentação de trabalhos escritos sobre os temas estudados
 
Bibliografia
     
ALVES, P. C. & MINAYO, M.C. S. Saúde e doença: um olhar antropológico. Rio de Janeiro, FIOCRUZ, 1994AMIRALIAN, M. L. T.; PINTO, E.B.;GHIRARDI, M.I.G.; LICHTIG, I. MASINI, E.F.S.; PASQUALIN, L. Conceituando deficiência. Rev. Saúde Pública. v.34, n.1 ISSN 0034-8910 versão impressaBERGER, Mirela A Projeção da Deficiência. São Paulo, 1999. Dissertação (mestrado) Antropologia Social da Universidade de São Paulo.CAMARGO JR., Kenneth. Medicina, Medicalização e Produção Simbólica. In: PITTA, Aurea da R. (org.) Saúde & Comunicação: Visibilidades e Silêncios. São Paulo, HUCITEC - ABRASCO, 1995. p. 13-24.CASADO, D. En Busca de una Sistemática para la Discapacidad IN: CASADO, D. & DUNCAN, B. & GARCIA GARCILAZO, H. & KOLUCKI, B. & PUIG DE LA BELLACASA, R. & DEL RIO, P.MINISTÉRIO DE ASUNTOS SOCIALES. Discapacidad e información. España, Real Patronato de Prevención y de Atención a Personas con Minusvalía, 1990 p. 97-124D' ANTINO, Maria Eloisa Famá. Deficiência e a mensagem reveladora da instituição especializada: dimensões imagética e textual. São Paulo, 2001. Tese (doutorado) Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.DUARTE, L.F.D. & LEAL, O. (org) Doença, sofrimento, perturbação: perspectivas etnográficas. Rio de Janeiro, FIOCRUZ, 1998 FOUCAULT, M. O Nascimento da Medicina Social, O Nascimento do Hospital; A Política da Saúde no séc. XVIII, In FOUCAULT, M . Microfísica do Poder. Rio de Janeiro, Graal, 1989.LAURELL, A C. A saúde-doença como processo social In: NUNES, E.D. Medicina Social: aspectos históricos e teóricos, São Paulo, Global ed., 1983 p. 133-158 LEAL, O.F. Sangue, fertilidade e práticas contraceptivas. In ALVES, P. C. & MINAYO, M.C. S. (org.) Saúde e doença: um olhar antropológico. Rio de Janeiro, FIOCRUZ, 1994 LEFÈVRE, F. Mitologia Sanitária. Saúde, Doença, Mídia e Linguagem, São Paulo, EDUSP, 1999.MINAYO, M.C.S. Um antropólogo em Marte ou os paradoxos da saúde-doença. In: Ciência e Saúde Coletiva, v. 1, n. 1, p.157-160, 1996. ABRASCO OLIVEIRA, Vítor Castro. Os Mídias e a Mitificação das Tecnologias em Saúde. In: PITTA, Aurea da R. (org.) Saúde & Comunicação: Visibilidades e Silêncios. São Paulo, HUCITEC - ABRASCO, 1995.p. 25-37.ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Classificação Internacional das Deficiências, Incapacidades e Desvantagens (Handicaps). Um manual de classificação das consequências das doenças. [ International Classification of Impairments, Disabilities, and Handicaps. 1976]. Trad. Secretariado Nacional de Reabilitação Ministério do Emprego e da Segurança Social. Lisboa, 1989. PROST, Antoine A família e o indivíduo In: ARÌES, F. Duby, G.(org.) História da Vida Privada 5. Da primeira Guerra a nossos dias. São Paulo, Companhia das Letras, 1992. PUIG DE LA BELLACASA, R.. Concepciones, Paradigmas y evolución de las Mentalidades sobre la Discapacidad IN: CASADO, D. &DUNCAN, B. & GARCIA GARCILAZO, H. & KOLUCKI, B. & PUIG DE LA BELLACASA, R. & DEL RIO, P.MINISTÉRIO DE ASUNTOS SOCIALES. Discapacidad e información. España, Real Patronato de Prevención y de Atención a Personas con Minusvalía, 1990 p.63-96RABELO, M.; ALVES, P.; SOUZA, I. Experiência de doença e Narrativa, Rio de Janeiro, Editora FIOCRUZ, 1999.REZENDE, A. L. M. Saúde: dialética do pensar e do fazer. São Paulo, Cortez, 1986.RONDELLI, Elizabeth. Mídia e Saúde: os Discursos se entrelaçam. In: PITTA, Aurea da R. (org.) Saúde & Comunicação: Visibilidades e Silêncios. São Paulo, HUCITEC - ABRASCO, 1995.p. 38-48.SACKS, O Um antropólogo em Marte - Sete histórias Paradoxais. São Paulo, Companhia das Letras, 1995. SILVEIRA, M.L. O nervo cala, o nervo fala: a linguagem da doença. Rio de Janeiro, Editora FIOCRUZ, 2000. VÍDEOINSTITUTO PHILIPPE PINEL. TV Pinel. Habitante de lugar nenhum. IPP/ Ministério da Saúde. 1998. 55 min.
 

Clique para consultar os requisitos para MFT0799

Clique para consultar o oferecimento para MFT0799

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP