Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina
 
Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
 
Disciplina: MFT0800 - Terapia Ocupacional em Geriatria e Gerontologia
Occupational Therapy in Geriatrics and Gerontology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
1. Formar profissionais capazes de atuar nas áreas de Gerontologia e Geriatria compreendendo e respondendo de forma crítica e criativa às situações que se apresentam no âmbito da prática profissional.2. Oferecer conhecimentos básicos de Gerontologia/ Geriatria.3. Promover reflexão teórico-crítica acerca de questões inerentes ao curso de vida no contexto social brasileiro: processo saúde-doença, morte, velhice e sociedade, velhice e trabalho, processos de exclusão social, sociabilidade na esfera sócio-familiar.4. Apresentar a rede de atenção e apoio ao envelhecimento em diferentes campos (saúde, cultura, lazer, entre outros), bem como os direitos sociais assegurados ao idoso na sociedade brasileira.5. Promover a compreensão de fundamentos conceituais que sustentam o desempenho do papel profissional em Gerontologia e Geriatria.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1373516 - Maria Helena Morgani de Almeida
 
Programa Resumido
Conceitos: geriatria - gerontologia social - velhice como período de desenvolvimento - envelhecimento. Velhice e cultura. Envelhecer na sociedade brasileira: dados e análises sob diferentes perspectivas. Dinâmica e transição de regime demográfico. Políticas de atenção ao envelhecimento. A velhice, a família e os cuidadores de idosos. Trabalho, lazer e cultura na velhice. Atuação da Terapia Ocupacional em diferentes modalidades de atenção ao idoso. Terapia Ocupacional e a cidadania do idoso: base para a prática profissional. Propostas da Terapia Ocupacional na prática comunitária. Atuação da Terapia Ocupacional nas condições crônicas e incapacitantes prevalentes no envelhecimento.
 
 
 
Programa
Conceitos: geriatria - gerontologia social - velho - velhice como período de desenvolvimento - envelhecimento - A idade biológica, cronológica e social.
Dinâmica e transição de regime demográfico. Padrões e valores culturais - mitos e realidades da velhice. O idoso na Sociedade brasileira de hoje. Perspectivas para política de envelhecimento. Tendências da Terapia Ocupacional no atendimento ao idoso. O desempenho ocupacional no processo de envelhecimento. A institucionalização do velho. Dinâmica de grupo. Propostas da Terapia Ocupacional na prática comunitária. Formação e treinamento de cuidadores de idosos. Reabilitação em Geriatria - Deficiências sensoriais do velho - Parkison - A.V.C. - Demências - Demência tipo Alzheimer - Suporte familiar - O lazer e ocupação do tempo livre na velhice - Trabalho domiciliar com idosos e a cidadania.
 
 
 
Avaliação
     
Método
1. Aulas expositivas dialogadas, 2. Discussão de textos, 3. Estudos de caso. 4. Visitas a serviços de atenção a idosos, 5. Experimentação de instrumentos de avaliação para uso em clinica e pesquisa no campo de terapia ocupacional em geriatria e gerontologia, 6. Seminários.
Critério
- Participação em seminários, discussões de textos, realização de entrevistas, análise e apresentação do estudo de caso, relatório de visitas a entidades; análise de instrumentos de avaliação.
- Frequências às aulas.
Norma de Recuperação
Realização de prova escrita
 
Bibliografia
     
1. Almeida MHM. C.I.C.Ac: Instrumento para Classificação de Idosos quanto à Capacidade para o Autocuidado. São Paulo; 1997. [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo].
2. Almeida MHM. Validação do C.I.C.Ac: Instrumento para Classificação de Idosos quanto à Capacidade para o Autocuidado. São Paulo; 2003. [Tese de Doutorado - Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo].
3. Batista MPP, Almeida MHM, Lancman S. Políticas públicas para a população idosa: uma revisão com ênfase nas ações de saúde. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo. 2011;22(3):200-07.
4. Bevoir, S - A velhice. São Paulo: Difel, 1976 - 1° e 2° volumes.
5. Bosi E - Memória e sociedade: Lembranças de velhos. São Paulo: T.A. Queiroz, 1979.
6. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no 2.528 de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Brasilia; 2006a.
7. Camarano AA, organizadora. Cuidados de longa duração para a população idosa: um novo risco social a ser assumido?. Rio de Janeiro: Ipea; 2010.
8. Debert, G.G. Envelhecimento e representação da velhice. Ciência Hoje. 8(44): 61-68. São Paulo, 1988.
9. Duarte YAO. Manual dos formadores de cuidadores de pessoas idosas. São Paulo: Fundação Padre Anchieta; 2009
10. Ferrari MAC. - Geriatria: Aspectos educacionais e de Terapia Ocupacional. São Paulo: 1975 [Dissertação de mestrado apresentada a Faculdade de Saúde Pública da USP].
11. Ferrígno JC. Co-educação entre gerações. São Paulo: SESC, 2003.
12. Freitas EV, Py L e col. Tratado de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
13. Gwyther LP. Cuidados com portadores da doença de Alzheimer: um manual para cuidadores e casas especializadas. Trad. Lilian Alicke. Rio de Janeiro: Ed. Científica Nacional. 1995.
14. Haddad EGM. A ideologia da velhice. São Paulo: Cortez, 1986.
15. Hayflick L. Como e porque envelhecemos. Rio de Janeiro: Campus, 1996.
16. Hopkins HL, Smith HD. Terapia ocupacional Willard/Spackmann. 8 ed. Madrid: Panamericana, 1998.
17. Jordão Netto A. Gerontologia Básica. São Paulo: Lemos Editorial, 1997.
18. Lessing D. - O diário de uma boa vizinha. Rio de Janeiro: Record, 1984.
19. Lessing D. - Se os velhos pudessem. Rio de Janeiro: Record, 1984.
20. Litvoc J e Brito FC. Envelhecimento, prevenção e promoção da saúde. São Paulo: Atheneu, 2004.
21. Neri AL. Cuidar de idosos no contexto da família: questões psicológicas e sociais. Campinas: Alínea, 2002.
22. Neri AL. Palavras Chaves em Gerontologia. Campinas: Alínea, 2001.
23. Neri, AL (org). Qualidade de vida e Idade madura. Campinas: Papirus, 1993. (Coleção Viva Idade)
24. Organização Mundial da Saúde. Envelhecimento Ativo: uma Política de saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; 2005.
25. Papaléo Netto, M. Gerontologia. São Paulo: Atheneu, 1996.
26. Política Nacional do Idoso – Perspectiva governamental. Brasília, MPAS, SAS, 1996.
27. Rowe, JW, Kahn RL. Successful aging. New York: Dell Publishing, 1998.
28. Skinner BF e Vaughan ME. Viva bem a velhice: Aprendendo a programar a sua vida. Trad. Anita Liberalesso Neri. São Paulo: Summus,. 1985.
29. Veras RP. et.al. Terceira Idade: um envelhecimento digno para o cidadão do futuro. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.
30. Wilson B. - Clinical manangement of memory problems - Singular Publiching Group, INC San Diego: California, 1992.

Periódicos
- The American Journal of Occupational Therapy.
- Phsycal & Occupational Therapy Geriatric - The Hawort Press Inc. 28 East Street, NY 10010.
- Activities, Adaptation & Aging - The Hawort Press Inc. 28 East Street, NY 10010.
- Revista de terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo
- A terceira idade. Publicação técnica editada pelo SESC São Paulo.
- Revista de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.
 

Clique para consultar os requisitos para MFT0800

Clique para consultar o oferecimento para MFT0800

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP