Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Museu de Zoologia
 
Museu de Zoologia - Divisão Científica
 
Disciplina: MZC0016 - Entomologia de campo

Créditos Aula: 8
Créditos Trabalho: 4
Carga Horária Total: 240 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2008 Desativação:

Objetivos
1. Dar ao aluno oportunidade de ter contato com as etapas de elaboração e execução e execução de um projeto na área de Entomologia, incluindo o questionamento científico, os métodos de coleta, a identificação taxonômica e as atividades de curadoria (campo e museu). Os alunos serão organizados em duplas e/ou trios, e cada grupo será responsável pela elaboração e execução de um projeto, cuja temática será previamente discutida com os professores. Todos os projetos serão desenvolvidos na Estação Biológica de Boracéia, Salesópolis, SP, sob a supervisão constante dos professores; 2. Observar in loco a biologia e o comportamento dos principais grupos de insetos terrestres e aquáticos, além de compreender suas relações com o meio ambiente e o homem, contribuindo, assim, para um melhor entendimento do sucesso adaptativo desses artrópodes; 3. Estimular debates sobre temas ligados às subáreas da Entomologia; 4. Orientar na preparação de textos científicos e seminários; 5. Colocar os estudantes em contato com bibliografias e especialistas dos principais grupos taxonômicos amostrados durante as atividades de campo.
 
Docente(s) Responsável(eis)
5070551 - Marcelo Duarte da Silva
 
Programa Resumido
Importância e características gerais dos insetos. Evolução e classificação dos insetos. Hábitos e habitats. Metodologia científica e a formulação de perguntas e de hipóteses explicativas. Aspectos gerais dos protocolos de pesquisa em Entomologia, com ênfase em Biologia Comparada e Comportamento Animal. Métodos de coleta (coleta ativa versus coleta passiva). Montagem e preservação. Estudo e identificação dos principais grupos de insetos. Curadoria de coleções entomológicas. Técnicas de amostragem e observação animal. Técnicas de redação científica e apresentação de seminários.
 
Programa
1. Importância e caracteristicas gerais dos insetos; 2. Evolução e classificação dos insetos; 3. Hábitos e habitats; 4. Metodologia científica e a formação de perguntas e de hipóteses explicativas; 5. Aspectos gerais dos protocolos de pesquisa em Entomologia, com ênfase em Biologia Comparada e Comportamento animal; 6. Métodos de coleta (coleta ativa versus coleta passiva); 7. Montagem e preservação de insetos; 8. Estudo e identificação dos principais grupos de insetos terrestres e aquáticos; 9. Técnicas de amostragem e observação animal; 10. Curadoria de coleções entomológicas; 11. Técnicas de redação científica e apresentação de seminários.
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas/expositivas; aulas de campo (teórico-prática); laboratório e seminários.
Critério
Provas teórico-práticas. Avaliação da participação/desempenho do aluno. Avaliação de relatórios e seminários.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito abrangendo conteúdos desenvolvidos durante o curso; tema a ser escolhido pelo aluno dentre três definidos pelos professores.
 
Bibliografia
     
ABRAMSOHN, P. A. 2004. Redação científica. São Paulo, Editora Guanabara-Koogan. 266p.
ALMEIDA, L. M.; RIBEIRO-COSTA, C. S. & MARINONI, L. 1998. Manual de Coleta, Conservação, Montagem e Identificação de Insetos. Ribeirão Preto, Holos Editora. 78p.
CASTRO. A. 2000. Las hipótesis en la investigación científica. Buenos Aires, Universidad Nacional de Lomas de Zamora. 169p.
CHAPMAN, R. F. 1982. The Insects: Structure and Function. 3rd ed. London, Hodder and Stoughton. 919 p.
COSTA, C.; S. IDE & C. E. SIMONKA. 2006. Insetos Imaturos: Metamorfose e Identificação. Ribeirão Preto, Holos Editora. 249p.
CSIRO, 1991. The Insects of Australia. 2nd ed. Carlton, Melbourne University Press. 560 + 600 p.
DEL-CLARO, K. 2004. Comportamento Animal: uma Introdução à Ecologia Comportamental. Jundiaí, Livraria Conceito. 132p.
EVANS, H. E. 1984. Insect Biology: a Textbook of Entomology. Boston, MA, Addinson-Wesley Publishing Company. 436p.
GRIMALDI, D. & M. S. ENGEL, 2005. Evolution of the Insects. New York, NY, Cambridge University Press. 755p.
GULLAN, J.P.& P. S. CRANSTON. 2005. The Insects: an outline of Entomology. Chapman & Hall. 505 p.
LERTZMAN, K. 1995. Notes on writing papers and thesis. Bulletin of the Ecological Society of America 76(2): 86-90.
MAGNUSSON, W. E. 1996. How to write backwards. Bulletin of the Ecological Society of America 77(2): 88.
MEDEIROS, J.B. 1996. Redação científica. 2ª ed. São Paulo, Editora Atlas. 231p.
MORENO-MARIMON, M. 1986. Ciencia y construccion del pensamiento. Ensenãnza de las Ciencias 4(1):57-63.
NAMAKFOROOSH, M. N. 2002. Metodología de la investigación. México D.F., LIMUSA. 525p.
PAPAVERO, N. 1994. Fundamentos práticos de taxonomia zoológica. São Paulo, Editora UNESP. 285 pp.
PIAGET, J. 2000. Biologia e Conhecimento. Petrópolis, Editora Vozes, 472p.
POPPER, K. 1975. Lógica da Pesquisa Científica. São Paulo, Cultrix. 567p.
PRICE, P. W. 1997. Insect Ecology. New York, NY, John Willey & Sons, Inc. 888p.
RAMON y CAJAL, S. 1979. Regras e Conselhos sobre a investigação científica. São Paulo, Queiroz/EDUSP. 176p.
ROSE, C. L.; C. A. HAWKS & H. H. GENOWAYS. 1995. Storage of Natural History Collections: a Preventive Conservation Approach. Volume 1. Iwoa City, Iwoa, Society for the Preservation of Natural History Collection. 448 p.
ROSE, C. L. & A. R. DE TORRES. 1995. Storage of Natural History Collections: Ideas and Practical Solutions. Volume 2. Iwoa City, Iwoa, Society for the Preservation of Natural History Collection. 346 p.
SILVEIRA NETO, S.; NAKANO, O.; BARBIN, D.; VILLA NOVA, N.A. 1976. Manual de Ecologia de Insetos. São Paulo, Ed. Agronômica Ceres. 419p.
STEHR, F. W. 1987. Immature Insects. Volume 1. Dubuque, Iowa, Kendall/Hunt. 754p.
STEHR, F. W. 1991. Immature Insects. Volume 2. Dubuque, Iowa, Kendall/Hunt. 975 p.
TRIPLEHORN, C. A. & N. F. JOHNSON. 2005. Borror and DeLong’s Introduction to the Study of Insects. 7a ed. Belmont, CA, Thomson Brooks/Cole. 864p.
WHEELER, W. C.; M. WHITING; Q. D. WHEELER & J. M. CARPENTER. 2001. The phylogeny of the Extant Hexapod Orders. Cladistics 17: 113-169.

 

Clique para consultar os requisitos para MZC0016

Clique para consultar o oferecimento para MZC0016

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP