Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Pró-Reitoria de Graduação - Cursos Interunidades
 
Pró-Reitoria de Graduação
 
Disciplina: PRG0003 - Divulgação Científica: Importância e Princípios Básicos
Outreach on Science - Importance and Basic Principles

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2019 Desativação:

Objetivos
O aluno USP não recebe na Instituição um discurso único e oficial sobre a importância das atividades acadêmicas e de sua divulgação para a sociedade em geral. A disciplina tem como objetivo primordial introduzir os alunos USP, independentemente das carreiras cursadas, no universo da pesquisa, mostrando sua importância no desenvolvimento social e os conceitos básicos que norteiam a divulgação científica. Pretende assim, transmitir aos alunos de graduação, a importância da Ciência na sociedade, destacando sua função social e econômica e a necessidade de sua divulgação para os vários segmentos sociais. A disciplina objetiva inserir o aluno na dinâmica da divulgação dos trabalhos realizados na Academia, usando para isso uma vertente descendente da Divulgação Científica, ou seja, colocando-o como emissor da Comunicação das experiências acadêmicas Uspianas, para alunos do ensino médio público, traduzindo resultados de pesquisas para o universo linguístico dos ainda não universitários. Tenciona-se dessa forma, fornecer informações para capacitar os alunos à divulgação eficaz, que envolve tanto o rigor científico como a codificação acessível e motivadora para os públicos-alvo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
85562 - Arlindo Ornelas Figueira Neto
71383 - Enos Picazzio
155469 - Ewout Ter Haar
 
Programa Resumido
A Economia da Ciência, Fomento das atividades científicas, Divulgação científica, Patentes, Comunicação como base da transmissão do conhecimento e da valorização das atividades acadêmicas, Princípios básicos da Comunicação, o compromisso com a verdade e a necessidade de persuasão, Comunicação e diálogo social, O universo da Mídia, Periódicos Científicos e Veículos divulgadores de Ciência, Elementos básicos de criação de conteúdo aplicados à Divulgação Científica, A Divulgação Científica por eventos, A política de ciência, tecnologia e de divulgação do conhecimento científico no Brasil.
 
 
 
Programa
A disciplina é constituída por uma Parte Teórica e por uma Parte Prática. Na Parte Teórica, a série de temas relacionados no programa resumido será tratada em videoaulas por docentes especialistas da Universidade e, eventualmente, de outras instituições renomadas. Na Parte Prática, os alunos produzirão textos de divulgação científica que serão organizadamente compartilhados entre pares de estudantes da disciplina, que deverão atuar em um sistema de revisão da forma, conteúdo, estilo e, sobretudo, do uso da língua portuguesa, em especial em suas principais dificuldades sintáticas, tais como concordâncias verbal e nominal, regências verbal e nominal etc., sob a supervisão dos docentes e monitores da disciplina. Ao final da disciplina, os melhores textos poderão compor uma publicação de divulgação científica.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação constará de um conjunto de atividades presenciais e à distância: questionários sobre as videoaulas, fórum temático, participação em seminários e palestras de conteúdos relacionados aos da disciplina, elaboração de texto de divulgação científica, revisão dos textos produzidos pelos colegas de turma (avaliação paritária), elaboração de recursos voltados à difusão de conhecimentos (Apps, Vídeos, Podcast, Redes sociais, Wikipédia e outros). A programação das atividades avaliativas será divulgada aos alunos no início da disciplina.
Critério
A nota final será a soma das notas ponderadas das diversas atividades avaliativas com nota. A frequência será controlada pelos acessos às videoaulas e questionários avaliativos, assim como pela participação em fóruns, seminários e palestras e na revisão dos textos por pares.
Norma de Recuperação
Não há recuperação.
 
Bibliografia
     
BACCEGA, Maria Aparecida. Conhecimento, informação e tecnologia. Comunicação & Educação n.11. São Paulo: CCA-ECA-USP; Moderna, jan/abr de 1998. p.7-16. BRANDÃO, Helena Nagamine. Enunciação e construção do sentido. In: FIGARO, R.(org.) Comunicação e Análise do Discurso. São Paulo: Contexto, 2012. BURKETT, Warren. Jornalismo Científico: como escrever sobre ciência, medicina e alta tecnologia para os meios de comunicação. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1990.CITELLI. Palavras, meios de comunicação e educação. São Paulo: Cortez, 2006. CALDAS, Graça. Divulgação científica e relações de poder. In Revista Informação & Informação, DOI: 10.5433/1981-8920.2010v15nesp.p31. Vol. 23, no. 1.Londrina: UEL, 2018. Disponível em http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/index . CALDAS, Graça. Mídia e políticas públicas para a comunicação da ciência. In, Diálogos entre ciência e divulgação científica - SciELO Livros. Disponivel em: books.scielo.org/id/y7fvr/pdf/porto-9788523211813.pdf . RAPINI, Márcia Siqueira, SILVA, Leandro Alves e DA MOTTA E ALBUQUERQUE, Eduardo. Economia da Ciência, Tecnologia e Inovação - Fundamentos teóricos e a economia global. Curitiba: Prisma, 2017.
 

Clique para consultar os requisitos para PRG0003

Clique para consultar o oferecimento para PRG0003

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP