Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto de Psicologia
 
Psicologia Clínica
 
Disciplina: PSC0198 - Corpo e Sujeito: Contribuições da Psicanálise e da Psicologia para a Prática do Fisioterapeuta
Body and Subject: Contributions of Psychoanalysis and Psychology to Physiotherapy

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2006 Desativação:

Objetivos
Pretende-se que o aluno adquira conhecimentos para: Situar e refletir sobre a questão do corpo no mundo ocidental; Situar e conceituar corpo e sintoma para a Medicina e para a Psicanálise, questionando os modelos utilizados no diagnóstico e no tratamento dos diversos quadros clínicos; Situar e caracterizar as abordagens psiconeurológica, psicogenética e psicanalítica sobre os diversos quadros clínicos; Situar e delimitar o campo de atuação da Psicanálise e a posição relativa das reeducações psicomotoras e/ou psicopedagógicas e dos medicamentos; Situar e refletir sobre o campo de atuação do fisioterapeuta numa equipe de profissionais da saúde.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
90061 - Ivonise Fernandes da Motta
2084015 - Tania Maria Jose Aiello Vaisberg
 
Programa Resumido
 
 
 
Programa
1. Corpo: histórico e concepções no mundo ocidental; 2. Corpo e Sintoma: discurso médico e discurso psicanálitico; 3. Corpo e Sintoma: diagnóstico e tratamento médico; 4. Corpo e Sintoma: diagnóstico e tratamento psicanalítico; 5. Quadros Clínicos: abordagem psiconeurológica; 6. Quadros Clínicos: abordagem psicogenética e o exame psicomotor; 7. Quadros Clínicos: abordagem psicanalítica; 8. Quadros Clínicos e as três Abordagens: transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e dislexia-disortografia (ou distúrbios de aprendizagem); 9. Quadros Clínicos e as três Abordagens: depressão e distúrbios de ansiedade;10. Considerações sobre a noção de imagem corporal;11. Considerações sobre o estádio do espelho em Lacan; 12. Considerações sobre a estruturação edípica em Freud e em Lacan e sobre a importância da linguagem para a Psicanálise; 13. O atendimento de pacientes: contribuições da Psicanálise para a prática do fisioterapeuta;14. A Psicanálise e a posição relativa do tratamento fisioterápico, de outras formas de reeducação e dos medicamentos. 15. O papel do fisioterapeuta numa equipe de profissionais da saúde.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Critério
Frequência e participação nas discussões, elaboração de resenhas dos textos programados, trabalho teórico escrito.
Norma de Recuperação
trabalho teórico escrito
 
Bibliografia
     
Bibliografia Básica: CRESPO,Jj. (1990). A história do corpo. Lisboa: Difel; CUKIERT, M. e PRISZKULNIK, L. (2000). O corpo em Psicanálise: algumas considerações. Psychê, 4 (5), 53-63; DOR, J. (1992). O estádio do espelho e o Édipo. In: Introdução à leitura de Lacan. (pp. 77-88). 3.ed. Porto Alegre: Artes Médicas; FREUD, S. (1972). Tratamento psíquico (ou mental). In: Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (vol.7, pp. 293-327). Rio de Janeiro: Imago. (Texto original publicado em 1905); LACAN, J. (1995). Sobre o complexo de Édipo e sobre o complexo de castração. In: Lacan, J. O Seminário livro 4: a relação de objeto (pp. 203-236). Rio de Janeiro: Zahar. (Texto original publicado em 1994); MANNONI, M. (1977). Psicanálise e reeducação. In: A criança atrasada e a mãe (pp. 195-222). Lisboa: Moraes; PRISZKULNIK, L. (1993). A criança e a Psicanálise: uma (re)leitura da dislexia-disortografia. Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo; PRISZKULNIK, L. (1998). As entrevistas 'diagnósticas' em Psicanálise. Psychê, 2 (2), 17-23; PRISZKULNIK, L. (1999). A criança com distúrbio psicomotor: estudo e tratamento. In: Encontro sobre Psicologia Clínica, 2. São Paulo, 1999. Anais. (pp. 217-220). São Paulo, Universidade Mackenzie; PRISZKULNIK, L. (2000). Clínica(s): diagnóstico e tratamento. Psicologia USP, 11 (1), 11-28. Bibliografia Complementar: CARLINI, E. A. (1995). Medicamentos e Saúde. In: Medicamentos, drogas e saúde. (pp. 109-118). São Paulo: Hucitec/Sobravime; CHAUI, M. (1996). As Ciências. In: Chaui, M. Convite à Filosofia (pp. 247-287). São Paulo: Ática. FOUCAULT, M. (1987). O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Forense-Universitária; FREUD, S. (1976). A questão da análise leiga. In: Edicão Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmundo Freud (vol. 20, pp. 205-293). Rio de Janeiro: Imago. (Texto original publicado em 1926); KOUPERNIK, C. (1978). Desarrolo psicomotor de la primera infancia. Barcelona: Planeta; MANNONI, O. (1994). Freud: uma biografia ilustrada. Rio de Janeiro: Zahar; PRISZKULNIK, L. (2002). A criança que a Psicanálise descortina: Algumas considerações. In: Rose Jr., D. de (org.). Esporte e atividade física na infância e na adolescência (pp. 11-23). Porto Alegre: Artmed; ROUDINESCO, E. (1989). A descoberta da histeria. In: Roudinesco, E. História da Psicanálise na França: A batalha dos cem anos (vol. 1: 1885-1939, pp. 15-44). Rio de Janeiro: Zahar.
 

Clique para consultar os requisitos para PSC0198

Clique para consultar o oferecimento para PSC0198

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP