Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto de Psicologia
 
Psicologia Experimental
 
Disciplina: PSE3351 - Psicoetologia: Temas em Evolução do Comportamento
Psychoethology: Issues in Behavioral Evolution

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 75 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2014 Desativação:

Objetivos
O estudo do comportamento a partir de um enfoque biológico é uma área que se apresenta hoje em franco desenvolvimento, mas também que se tornou cada vez mais especializada ao longo das últimas décadas: Etologia, Etologia Humana, Psicologia evolucionista, Cognição animal, Ecologia comportamental, Evolução do comportamento, Neuroetologia. A especialização teve como preço a redução da comunicação entre as especialidades. A disciplina “Psicoetologia” pretende esclarecer a diferenciação entre as várias especialidades, criar pontes de comunicação promovendo novos insights, contribuir para a ampliação da interlocução entre psicologia e biologia e para ampliação do estudo da evolução do comportamento no contexto da psicologia. Propomos reflexões baseadas no legado dos pioneiros da etologia brasileira.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
77048 - Emma Otta
48622 - Vera Silvia Raad Bussab
 
Programa Resumido
 
 
 
Programa
Abordagens biológicas ao estudo do comportamento
História da Etologia no Brasil
Aprendizagem sob a perspectiva ecológica
Motivação sob a perspectiva ecológica
Cognição sob a perspectiva ecológica
Comunicação e Sinalização
Cooperação e Competição
Comportamento Social e evolução da eusocialidade
Seleção sexual e Seleção social
Sistemas de acasalamento
Cuidado parental e conflito
Evolução humana
 
 
 
Avaliação
     
Método
Leitura de textos obrigatórios
Aulas expositivas
Seminários e discussões em classe
Critério
Verificações semanais de leitura
Relatório do trabalho prático
Duas provas bimestrais
Norma de Recuperação
Prova escrita.
 
Bibliografia
     
Ades, C. (2012). Cucos, formigas, abelhas e a evolução dos instintos. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum., Belém, v. 7, 179-194.
Ades, C. (1985). Motivação animal: da equilibração clássica à perspectiva ecológica. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 1(2), 147-157.
Ades, C. (1986). Uma perspectiva psicoetológica para o estudo do comportamento animal. Boletim de Psicologia, 36(85), 20-30.
Bussab, V. S. R., Ribeiro, F. J. L. & Otta, E. (2004). Inato versus adquirido: a persistência da dicotomia. Revista de Ciências Humanas (CFH/UFSC), Santa Catarina, v. 34, p. 283-311.
Cunha, W. H. de A. (1965). Convite-justificativa para o estudo naturalístico do comportamento animal. Jornal Brasileiro de Psicologia, 1, 37-57.
Cunha, W. H. de A. (2004). On The Panic Reactions of Ants to a Crushed Conspecific: a Contribution to a Psychoethology of Fear. Revista de Etologia, 6, 133-140.
Fuchs, H. (1995). Psicologia Animal no Brasil: O Fundador e a Fundação. Psicologia USP, 6, 15-42.
Izar, P. ; Stone, A. ; Carnegie Sd ; Nakai, E S. (2009). Sexual Selection, Female Choice and Mating Systems. In: A Estrada; P Garber; K Strier; JBicca-Marques; E Heymann. (Org.). South American Primates: Testing new theories in the study of primate behavior, ecology, and conservation. : Springer, v. , p. 157-189.
Japyassú, H. F. (2010). Fenótipos amplificáveis em pequenas cognições. Revista de Etologia Vol.9, N°1, 63-71.
Japyassú, H. F. (2008). Cognições mínimas In Vianna, Beto (ed.). Biologia da libertação: ciência, responsabilidade e diversidade. Belo Horizonte: Mazza, 2008. ps. 97-108.
Lyon, B. E. & Montgomerie, R. (2012). Sexual selection is a form of social selection. Philophical Transactions of the Royal Society, B, 367, 2266–2273
Macedo, R. H. F. (2007). A Cooperação Animal. In: Maria Emilia Yamamoto; Gilson Volpato. (Org.). Comportamento Animal. 1ed.Natal: Ed. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, p. 141-155.
Resende, B. D. & Izar, P. (2011). Cognição Animal. In: M.E. Yamamoto; G.L. O. Volpato. (Org.). Comportamento Animal. 2ed.Natatl: EDUFRN, , v. 1, p. 159-173.
Ribeiro, P. L. (2010). Complexidade coletiva e simplicidade individual. Revista de Etologia, 9, 59-62.
Ribeiro, P. L. (2009). Insetos eusociais e o desafio para a idéia de seleção natural. Revista da Biologia, 3, 6-8. (www.ib.usp.br/revista)
Shettleworth, Sara J. (2006). Cognition, Evolution, and Behavior, 2nd Edition. University of Toronto.
 

Clique para consultar os requisitos para PSE3351

Clique para consultar o oferecimento para PSE3351

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP