Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Discipinas Interdepartamentais de Ciências Biológicas da FMRP
 
Disciplina: RCB0106 - Estrutura e Função dos Sistemas Biológicos
Structure and Function of Biological Systems

Créditos Aula: 20
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 300 h
Tipo: Anual
Ativação: 01/01/2014 Desativação:

Objetivos
Prover ao estudante conteúdo sobre o desenvolvimento, estrutura e função dos diferentes sistemas do organismo.
Ao final da disciplina o estudante deverá ser capaz de:
- Compreender os aspectos embriológicos, anatômicos, histológicos e fisiológicos dos diferentes sistemas do organismo.
- Correlacionar os aspectos de desenvolvimento, estrutura e função de cada sistema.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
8873350 - Mariana Kiomy Osako
3676261 - Rafael Simone Saia
 
Programa Resumido
Princípios e noções básicas de biofísica de membranas.
Estrutura e função dos diferentes sistemas: locomotor, digestivo, respiratório, cardiovascular, renal, imune, reprodutor, endócrino e nervoso, de maneira integrada em diferentes condições fisiológicas e adaptativas.
 
 
 
Programa
1) Eixo Biofísica de Membranas
Introdução ao curso: estruturação; justificação; pensamento filosófico.
Transporte de substâncias em meio homogêneo: Bases Físico-Químicas
Movimentação de partículas em solução
Forças e fluxos
Força fenomenológica (química) e de campo
Interconversão de energia: gradiente-químico/elétrico
Conceito de energia livre: equilíbrio e estado estacionário.
Potencial químico e eletroquímico.
Difusão: mobilidade e coeficiente de difusão.
Fluxos através de membranas
Conceito de fluxo: unidirecional e resultante
Equação de Nernst-Planck
Coeficiente de partição
Casos particulares da Equação de Nernst-Planck
Difusão: Lei de Fick, Permeabilidade
Migração Iônica
Vias de permeação através de Membranas Biológicas: Canais, Carregadores e Bombas
Transporte de água
Osmose e pressão osmótica
Osmolaridade
Coeficiente de reflexão
Ions e Potencial de Membrana
Mecanismo básico: Separação e reunificação de cargas (mobilidade iônica).
Lei de Ohm é central: definição de corrente elétrica, potencial elétrico e condutância (resistência).
Introduzindo o número de Faraday: ions em solução carregam corrente.
Gradientes iônicos e diferença de potencial elétrico (interconversão de energia) - Potenciais elétricos de junção - papel da mobilidade iônica.
Eletroneutralidade de soluções iônicas: o número de cations é igual ao número de anions.
Diferença de Potencial elétrico através de uma membrana.
situação de equilíbrio: A equação de Nernst.
situação de fluxo: A equação de Goldman, Hodgkin e Katz.
Metodologia Eletrofisiológica
Introdução a circuitos equivalentes: forças eletromotrizes, D.P. de membrana e condutância. Curvas I-V: Potencial de reversão e seletividade.
Origem e manutenção do potencial de repouso em células (célula muscular esquelética como exemplo)
Observações Experimentais: propriedades elétricas passivas da membrana: resistência e capacitância. - Passando corrente através da membrana celular: polarização; despolarização; hiperpolarização; repolarização- circuitos equivalentes.
Atividades iônicas intra e extracelular - análise das diferenças de composição entre os dois meios, quantificação das concentrações, manutenção dos gradientes iônicos, manutenção do volume celular.
O meio interno e a importância de sua manutenção para a sobrevida celular
Ions equilibrados e desequilibrados - A ATPase Na/K
Diferenças de permeabilidade como condição para existência da DP de repouso.
Equilíbrio de Donnan - uma situação terminal para as células.
Vias de permeação iônica nas membranas celulares
Canais iônicos - conceito, detecção eletrofisiológica, papel fisiológico, tipos e famílias, estruturas moleculares
Propriedades Elétricas Passivas da Membrana Celular
observações básicas – condutância e capacitância da membrana
o axônio como cabo – propriedades dependentes de tempo e espaço.
transmissão passiva da informação elétrica.
Bases Iônicas do Potencial de Ação
Potenciais de nervo (extracelulares)
Potencial de ação numa célula – medida intracelular (microeletrodos)
Excitabilidade dependendente de voltagem
Limiar de disparo e tudo ou nada.
Períodos refratários
Correntes iônicas envolvidas no potencial de ação – dissecção farmacológica
Condutâncias dependentes de voltagem- a técnica de “voltage clamp”.
Canais iônicos dependentes de voltagem – ativação e inativação
Condução do impulso nervoso – axônios mielinizados e amielínicos.
Tipos de potenciais de ação
Comunicação Entre Células
Transmissão Sináptica – a junção neuromuscular como exemplo
Eventos elétricos no processo de transmissão – PIPS e PEPS
Correntes de Placa Motora – tipos
Ativação Sináptica
Somação.
Transmissão célula a célula – gap junctions: evidenciação, tipos e ocorrência, características elétricas básicas, conexinas
Contração muscular e Acoplamento Excitação-Contração
Fenomenologia da contração muscular – aspectos estruturais básicos
Modelo das pontes cruzadas
Bioquímica da contração muscular – proteínas contráteis
Túbulos T e potencial de membrana
A triade – transmissão do impulso elétrico ao retículo sarcoplasmático, receptor de dihidropiridina
O receptor de rianodina e a liberação de cálcio do retículo sarcoplasmático.
2- Sistema nervoso
- Desenvolvimento e diferenciação do sistema nervoso
- Morfologia macro e microscópica do sistema nervoso central e periférico
- Organização funcional geral do sistema nervoso
- Princípios da transdução sensorial
- Sensibilidade somestésica, proprioceptiva e interoceptiva.
- Sentidos especiais: visão, olfação, gustação e audição
- Organização morfo-funcional dos sistemas efetores somático e visceral
- Sistema neurovegetativo/contração e excitabilidade do músculo liso
3. Sistema locomotor
- Mesoderma paraxial e sistema esquelético: desenvolvimento dos membros.
- Morfologia macroscópica do sistema locomotor
- Organização funcional do sistema locomotor: contração e excitabilidade do músculo esquelético; controle de postura e de movimento /mecanismos segmentares e suprasegmentares
4. Sistema cardiovascular
- Mesoderma lateral: desenvolvimento do sistema cardiovascular e linfático – coração, angiogênese, hematopoisese, sistema linfático: ciclo cardíaco; hemodinâmica; contratilidade do músculo cardíaco; eletrofisiologia cardíaca; circulação arterial e venosa; microcirculação
- Morfologia macro e microscópica do sistema cardiovascular e linfático
- Organização funcional do sistema cardiovascular e linfático
5. Sistema imune
- Organização funcional do sistema imune: amígdalas, timo, linfonodos, baço e vasos linfáticos.
6. Sistema respiratório
- Endoderma: desenvolvimento do sistema respiratório.
- Desenvolvimento da faringe e seus derivados
- Morfologia macro e microscópica do sistema respiratório
- Organização funcional do sistema respiratório: mecânica respiratória; transporte de O2 e CO2; trocas gasosas
7. Sistema digestório
- Endoderma: desenvolvimento do sistema digestório e glândulas anexas.
- Morfologia macro e microscópica do sistema digestório
- Organização funcional do sistema digestório: motilidade e secreções do trato gastrointestinal; digestão e absorção
8. Sistema urogenital
- Mesoderma intermediário: o desenvolvimento do sistema urogenital.
- Morfologia macro e microscópica do sistema urogenital.
- Organização funcional do sistema renal: mecanismos de formação da urina
- Função reprodutiva: diferenciação sexual genética, gonadal e genital; gametogênese; fertilização
9. Sistema endócrino
- Desenvolvimento diversificado do sistema endócrino.
- Morfologia macro e microscópica do sistema endócrino
- Organização do sistema endócrino e características gerais dos hormônios
- Biossintese, mecanismo de ação e ações fisiológicas dos hormônios
 
 
 
Avaliação
     
Método
- Relatórios individuais
- Prova escrita/ Prova prática/Prova oral
- Avaliação de seminários
Critério
- Será aprovado o estudante que obtiver e freqüência mínima de 70% e média final igual ou superior a 5 (cinco), calculada com bases nas atividades e competências em laboratório adquiridas, apresentação de seminários e desempenho em provas teóricas e práticas.
Norma de Recuperação
- Estudantes com média final inferior a 5 (cinco) e superior a 3 (três), desde que tenham presença superior a 70% das atividades, poderão realizar a recuperação, que constará de prova de avaliação. A nota final da aprovação corresponderá a nota desta prova mais a nota do curso regular, dividida por 2, que deverá se igual ou superior 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
- LARSEN. Embriologia Humana (Schoenwolf et al Eds) 4a Edição 2009. Elsevier
- GILBERT SF. Developmental Biology 9a Edição (2010) Sinauer Associates
- MOORE & PERSAUD. Embriologia Básica 7a edição (2008)
- MELLO AIRES M. Fisiologia. Guanabara Koogan, 3a edição, 2008.
- ROBERT M BERNE, MATTHEW N LEVY, BRUCE M KOEPPEN, BRUCE A STANTON. Fisiologia. Elsevier. 6a edição, 2009.
- ARTHUR GUYTON & JOHN E HALL. Tratado de Fisiologia Médica.. Saunders Elservier. 11ª edição, 2006.
- BA HOUSSAY. Fisiologia Humana. 7ª. Edição, 2004. Artmed.
- BRUCE ALBERTS & ALEXANDER JOHNSON. Biologia Molecular da Célula. Artmed. 4ª Edição. 2004.
- JUNQUEIRA E CARNEIRO. Histologia Básica, Texto/Atlas. 2008. Guanabara Koogan
- ROSS M H & WOJCIECH. Histologia. Texto e Atlas. 2008
- KIERSZENBAUM AL. Histologia e Biologia Celular. Uma Introdução à Patologia. 2008
- GARTNER & HIATT. Atlas Colorido de Histologia. 2007. Guarnabara Koogan
- GARTNER & HIATT. Tratado de Histologia em Cores. 2007. Guarnabara Koogan
- LÜLLMANN-RAUCH. Histologia. 2006. Guanabara Koogan Lyola University (LUMEN):
http://www.meddean.luc.edu/LUMEN/MedEd/Histo/frames/histo_frames.html
- Atlas digital de Histologia: http://www. fmrp.usp.br/rbp/ Graduação
- SOBOTTA J. Atlas de Anatomia Humana, Guanabara Koogan, Rio de Janeiro. 2006, 22ª. Ed.
- MOORE KL. Anatomia Orientada para a Clínica, Guanabara Koogan, Rio de Janeiro. 2007, 5ª. ed.
- DRAKE RL, VOGL W, MITCHELL AWM. Gray’s Anatomia para Estudantes. Elsevier, Rio de Janeiro (2005).
- STANDRING S. Gray's Anatomy. 39ª. ed., Elsevier, Amsterdam (2005).
- NETTER FH. Atlas de Anatomia Humana. 3ª. ed. Artmed, Porto Alegre (2004).
- SHÜNKE M, SCHULTE E, SCHUMACKER U. Prometheus Atlas de Anatomia. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro (2007).
- MARTIN JH - Neuroanatomia. Texto e Atlas. Artes Médicas, Porto Alegre (1998).
- NOBACK CR.; STROMINGER, NL. DEMAREST RJ. - Neuroanatomia - Estrutura e Função do Sistema Nervoso Humano. Editorial Premier, São Paulo (1999).
- SNELL, RS - Neuroanatomia Clínica para Estudantes de Medicina, 5ª edição. Editora Guanabara Koogan SA, Rio de Janeiro (2003).
 

Clique para consultar os requisitos para RCB0106

Clique para consultar o oferecimento para RCB0106

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP