Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0149 - História da Medicina
History of Medicine

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2019 Desativação:

Objetivos
Essa disciplina tem por objetivo proporcionar aos alunos do curso de Medicina uma formação básica nos conteúdos de História da Medicina e Ciências Humanas e Sociais em Saúde, fornecendo-lhes o instrumental teórico necessário para sua boa formação e o bom exercício profissional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3664820 - Antonio Carlos Duarte de Carvalho
85541 - Edson Garcia Soares
 
Programa Resumido
A disciplina objetiva estudar as práticas médicas e os cuidados em relação à Saúde/Doença, numa Perspectiva Histórica, no mundo ocidental e no Brasil.
 
 
 
Programa
1 - Práticas Médicas e Cuidados em relação à Saúde/Doença numa Perspectiva Histórica 2– Medicina Moderna: Medicalização da Sociedade e Disciplinarização dos Corpos 3 – Medicina Contemporânea: Revolução Científica e Tecnificação das Práticas Médicas 4- Medicina e Práticas Medicas no Brasil: Medicina Oficial e Práticas Populares de Medicina MÉTODOS UTILIZADOS A disciplina será desenvolvida por meio de aulas expositivas, trabalhos de campo, projeção de filmes e/ou transparências, seminários, debates. ATIVIDADES DISCENTES Leitura, fichamento e discussão de textos indicados; realização de trabalhos individuais ou em grupo; realização de seminários; participação nos debates em aula; participação em atividades de campo; realização de avaliações orais e/ou escritas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação da aprendizagem será feita mediante a realização de pelo menos duas dentre as seguintes atividades: provas escritas e/ou orais, elaboração de trabalhos escritos individuais ou em grupo, participação em seminários, realização de pesquisa orientada.
Critério
Nota maior ou igual a 5 e frequência mínima de 70%
Norma de Recuperação
Estudantes com média final inferior a 5 (cinco) e superior a 3 (três), desde que tenham presença superior a 70% das atividades, poderão realizar a recuperação. O exame de recuperação avaliará, após período de estudo com a bibliografia indicada, todo o conteúdo ministrado na disciplina ao longo do semestre. A nota final do aluno será a média entre a nota do exame de recuperação e a nota obtida na disciplina.
 
Bibliografia
     
ADAM, P. e HERZLICH, C. Sociologia da Doença e da Medicina. Bauru, Edusc, 2001. BERTOLLI FILHO, C. História da Saúde Pública no Brasil. São Paulo, Ática, 2000. ____________, C. A Gripe $Espanhola em São Paulo, 1918. São Paulo, Paz e Terra, 2003. FIGUEIREDO, B. G. A Arte de Curar: Cirurgiões, médicos, boticários e curandeiros no século XIX em Minas Gerais. Rio de Janeiro, Vício de Leitura, 2002. CARVALHO, A. C. D. Curandeirismo e Medicina – práticas populares e políticas estatais de saúde em São Paulo nas décadas de 1930 e 1940. Londrina: Ed. UEL, 1999. _____________. Feiticeiros, Burlões e Mistificadores – criminalização e mudança das práticas populares de saúde em São Paulo de 1950 a 1980. São Paulo, Editora da UNESP, 2005. CHALHOUB, S e cols. Artes e ofícios de curar no Brasil. Campinas: EUNICAMP, 2003. CHALHOUB, S. Cidade Febril: cortiços e epidemias na Corte Imperial. São Paulo: Cia das Letras, 1996 CANGUILHEM, G. Escritos sobre a Medicina. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 2005. FIGUEIREDO, B.G. Cirurgiões, médicos, boticários e curandeiros no Séc. XIX em Minas Gerais. Rio de Janeiro, Vicio de Leitura, 2002. FOUCAULT, M. O Nascimento da Clínica. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1980. _________________. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro, Graal, 1986. ________________. Vigiar e Punir. História da Violência nas Prisões. Petrópolis, Vozes, 1989. GUIMARÃES, R. (org.). Saúde e Medicina no Brasil. Rio de Janeiro, Edições Graal, 1984. GINZBURG, C. O queijo e os vermes: o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela inquisição. São Paulo: Cia. das Letras; 2006. HERSON, Bella. Cristãos Novos e seus descendentes na medicina brasileira (1500/1850). São Paulo, Edusp, 1996. HOCHMAN, G. A Era do Saneamento. São Paulo, Hucitec, 1998. IBAÑES, N. e MARSIGLIA, R. “Medicina e Saúde: um enfoque histórico”. In: CANESQUI, Ana Maria (org.). Ciências Sociais e Saúde Para o Ensino Médico. São Paulo, Hicitec/Fapesp, 2000. LACAS, CS. Vultos da medicina brasileira. São Paulo: Editora Helicon LTDA, 1963 LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Ed. Unicamp; 1996. LOYOLA, M. A. Médicos e Curandeiros – Conflito social e saúde. São Paulo, Difel, 1983. LUZ, M. Medicina e4 Ordem política Brasileira. Rio de Janeiro, Graal, 1982. MARINHO, MGSMC. Trajetória da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: aspectos históricos da Casa de Arnaldo, São Paulo: Fundação Faculdade de Medicina, 2006. MARQUES, V. R. B. A Medicalização da Raça – médicos, educadores e discurso eugênico. São Paulo, Editora da Unicamp, 1994 MARGOTTA, R. História Ilustrada da medicina. Edited bu Paul Lewis, MRCP, Institute of Neurology London MOTA, A. Tropeços da medicina bandeirante: medicina paulista 1892-1920. São Paulo: EDUSP, 2005. NASCIMENTO, D. R. As Pestes do Séc. XX – tuberculose e Aids no Brasil, uma história comparada. Rio de Janeiro, Fiocruz, 2005 NOGUEIRA RP. Do físico ao médico moderno. São Paulo: EDUNESP; 2007. PEREIRA, Leonardo. As Barricadas da Saúde – Vacina e protesto popular no Rio de Janeiro da primeira República. São Paulo, Editooras Fund. Perseu Abramo, 2001. POSADAS, J. A Medicina Natural na Grécia Clássica – São Paulo, Editora Ciência, Cultura e política, 1988. PORTER, R. História Ilustrada da Medicina. Rio de Janeiro, Revinter, 2001 RABEYRON, P.L.; LAPLATINE, F. Medicinas Paralelas. São Paulo, Brasiliense, 1989 RIBEIRO, M. M. Ciência e Maravilhoso no Cotidiano – discursos e práticas médicas no Brasil setecentista. Dissertação de Mestrado. FFLCH – USP – SP, 1995, 141 p. ROMERO, M. Do Bom Cidadão – as normas médicas em São Paulo 1889 – 1930. Dissertação de Mestrado. FFLCH – USP – SP, 1995, 178p. ROSEN, G. Uma História da Saúde Pública. São Paulo, Unesp/Abrasco, 1994 Salles P. História da medicina no Brasil. Belo Horizonte: Editora G. Holman Ltda., 1971 SAMPAIO, G. R. Nas Tricheiras da Cura – As diferentes medicinas no Rio de Janeiro Imperial. São Paulo, Editora da Unicamp, 2001. Santos Filho, L. História Geral da medicina brasileira. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1991. SCHRITZMEYER, A. L. P. Sortilégio de Saberes – curandeiros e juízes nos tribunais brasileiros (1900 – 1990). Dissertação de Mestrado. FFLCH – USP, SP, 1994, 226 p. SCLIAR, M. Cenas Médicas: pequena introdução à história da medicina. Porto Alegre: UFRGS, 1996 SIGERIST, H. A history of medicine. Oxford: Oxford University Press, 1979. TAMAYO, R.P. El Concepto de Enfermedad – Su evolucion a través de la história. Guadalajara, Fondo de Cultura Econômica, 1988. Vol I e II WEBER, B. As Artes de Curar. São Paulo, EDUSC, 1999.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0149

Clique para consultar o oferecimento para RCG0149

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP