Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0431 - Pediatria
Pediatrics

Créditos Aula: 9
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 135 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2017 Desativação:

Objetivos
Introduzir conceitos, habilidades e atitudes a serem desenvolvidos no campo da Puericultura e Pediatria, com ênfase no atendimento em nível primário. Promover aprendizado baseado na integração da teoria e da prática, por meio de: - Participação ativa do aluno nos atendimentos pediátricos; - Discussão de temas baseados em casos clínicos; - Trabalho em equipe; - Treinamento prático de postura médica baseada nos princípios éticos e de responsabilidade.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
847119 - Ivan Savioli Ferraz
3454663 - Viviane Cunha Cardoso
 
Programa Resumido
Capacitar o aluno a: realizar puericultura adequadamente; reconhecer, diagnosticar e tratar as doenças que mais frequentemente afetam o recém-nascido, o lactante, o pré-escolar, escolar e o adolescente, por meio de atividades teórico-práticas em diferentes cenários.
 
 
 
Programa
1) PUERICULTURA E PEDIATRIA: alimentação no 1° ano de vida e na infância; crescimento e desenvolvimento; transição epidemiológica: relação entre saúde perinatal e doenças crônicas não transmissíveis do adulto; vacinação; cuidados com a saúde bucal; prevenção de acidentes na infância; a relação médico-paciente-família e o papel do pediatra. 2) ATENÇÃO BÁSICA (PRIMÁRIA) ÀS DOENÇAS MAIS COMUNS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES: obesidade; infecções de vias aéreas, diarreia aguda e desidratação; anemias carenciais; parasitoses; constipação intestinal; infecções de trato urinário; alergias respiratórias; doenças exantemáticas; diabetes e genitália ambígua. 3) ATENÇÃO EM NEONATOLOGIA: alimentação do RN a termo; icterícia neonatal; infecções congênitas e sepse neonatal; distúrbios metabólicos; hipoglicemia; vômitos no período neonatal; asfixia neonatal.
 
 
 
Avaliação
     
Método
1) Avaliação das atividades PRÁTICAS: Ao final de cada um dos estágios de atividades práticas o aluno receberá uma nota (AP1, AP2 e AP3) que poderá variar de 0 (zero) a 10 (dez). A média dessas notas, que terá peso 1 (um), será utilizada para o cálculo da nota final. Esta avaliação (NOTA PRÁTICA) levará em conta frequência, pontualidade e participação dos alunos nas atividades práticas e seminários. 2) Avaliação TEÓRICA: Ao final do curso será aplicada uma prova teórica contemplando temas referentes às aulas teóricas, às discussões de casos clínicos, seminários e às atividades práticas. Essa nota (NOTA TEÓRICA) poderá variar entre 0 (zero) e 10 (dez) e terá peso 1 (um) para efeito da obtenção da nota final. 3) NOTA FINAL: NOTA PRÁTICA mais NOTA TEÓRICA, dividida por 2.
Critério
Será considerado aprovado o estudante que obtiver ambas as NOTAS PRÁTICA e TEÓRICA ≥ 5 (cinco) e presença ≥ 70% nas atividades práticas e ≥70% nas atividades teóricas.
Norma de Recuperação
Estudantes com média final inferior a 5 (cinco) e superior a 3 (três), desde que tenham presença ≥70% nas atividades teóricas e ≥70% nas atividades práticas, poderão realizar a recuperação, que constará de uma nova prova teórica. MÉDIA FINAL: nota da prova de recuperação mais a nota final do curso regular, dividida por 2. Para aprovação o estudante deverá obter nota igual ou superior a 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
- Nutrição e Dietética em Pediatria. J.R. WOISKI. 4ª Edição, Ed. Atheneu, 1994. - Peso ao nascer e crescimento físico do lactente. BARROS FILHO, A. A. et al. Revista Medicina, Ribeirão Preto, 29: 258-268, abr./set. 1996. -Peso e volume de diversas medidas na orientação em Puericultura: uma proposta de padronização. MONTEIRO LAG et al. Revista Medicina, Ribeirão Preto, 24(1): 10-14, jan/mar 1991. - Alimentação do lactente: a propósito da introdução de alimentos não lácteos. MONTEIRO LAG et. al. Revista Medicina, Ribeirão Preto, 23 (3): 209-18, jul./set. 1990. - Pediatria Básica. MARCONDES E. 9ª Edição, São Paulo: Sarvier, Tomos I e II, 2002. - Care of the High-Risk Neonate. KLAUSS & FANAROFF. 5th Edition, Saunders Company, 2001. - Problemas de Crescimento. BARBIERI MA. In: 56º Curso Nestlé de Atualização em Pediatria, p. 180-4, 1999. - Obesidade. MARTINELLI-JUNIOR CE, SALES DS. In Ricco RG, Del Ciampo LA, Almeida CAN – Puericultura: Princípios e Práticas. Atenção Integral à Saúde da Criança, Editora Atheneu, São Paulo, 2000, p. 99-106. - Puericultura: Princípios e Práticas. Atenção Integral à Saúde da Criança e do adolescente. RICCO RG, DEL CIAMPO LA, ALMEIDA CAN. Editora Atheneu. 2008. - Aleitamento materno. Passagens e transferências mãe-filho. DEL CIAMPO LA, RICCO RG, ALMEIDA CAN. São Paulo: Atheneu, 2004. - Acompanhamento do crescimento. ZEFERINO AMB, BARROS-FILHO AA, BETTIOL H, BARBIERI MA. Jornal de Pediatria (Rio J), 79 (Supl 1): S23-S32, 2003. - ROXO JÚNIOR, P. Alergia e Imunodeficiências em Pediatria – Abordagem Prática. Editora Tecmedd, Ribeirão Preto, 2006. - Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde: http://www.saude.gov.br/bvs.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0431

Clique para consultar o oferecimento para RCG0431

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP