Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0476 - Reprodução Humana
Human Reproduction

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação:

Objetivos
Os objetivos gerais do estágio são prover cenários que possibilitem ao estudante:
• Aprimorar a comunicação com pacientes e a relação médico-paciente.
• Obter e redigir, de forma clara, uma história clínica ginecológica, contemplando as queixas apresentadas pela paciente, a evolução de sua doença, seus antecedentes pessoais, familiares, ginecológicos e obstétricos, bem como uma descrição de seus hábitos e de suas reações à doença.
• Revisar e praticar as diversas etapas do exame mamário e do exame ginecológico.
• Participar de procedimentos básicos de laboratório de reprodução de reprodução assistida (análise e preparo de sêmen humano e avaliação oocitária, utilizando modelo experimentalbovino).
• Aplicação prática dos conceitos de Reprodução Humana adquiridos na disciplina obrigatória de Saúde da Mulher do 4o ano de Medicina.
• Aprofundamento dos conhecimentos específicos em Reprodução Assistida.

Os objetivos específicos do estágio são capacitar o estudante de medicina a:
• Compreender a fisiologia menstrual, definir o padrão normal de sangramento menstrual e o conceito de sangramento uterino anormal, bem como a terminologia das alterações menstruais.
• Propiciar a habilidade de atender a mulher em suas diversas fases da vida: adolescência, menacme e climatério.
• Propor, com base na interpretação da história clínica e do exame físico, um diagnóstico provável e indicar, quando necessário, exames complementares para confirmar a sua hipótese diagnóstica, considerando as condições de maior prevalência relativas à saúde da mulher em ginecologia endócrina e infertilidade.
• Reavaliar as hipóteses diagnósticas formuladas em função dos resultados de exames complementares realizados.
• Compreender as indicações dos exames complementares mais comumente solicitados para as pacientes atendidas no setor de Reprodução Humana
• Reconhecer que o planejamento familiar inclui medidas relativas à contracepção e abordagem da infertilidade.
• Recomendar métodos contraceptivos hormonais e não hormonais.
• Reconhecer as causas de infertilidade conjugal.
• Compreender os princípios utilizados atualmente para o diagnóstico e tratamento de casais com infertilidade.
• Compreender a fisiopatologia do climatério e os princípios utilizados atualmente para a propedêutica e terapêutica hormonal e não hormonal das pacientes nesta fase da vida.
• Discutir as afecções mais comumente avaliadas em ginecologia infanto-puberal, revisando os aspectos da evolução puberal normal.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3454962 - Ana Carolina Japur de Sá Rosa e Silva
1447779 - Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
1960042 - Rosana Maria dos Reis
82792 - Rui Alberto Ferriani
 
Programa Resumido
• Teórica: 3h de revisão mínima de fisiologia do ciclo menstrual e propedêutica em ginecologia endócrina e infertilidade
• Prática: 6 períodos de 4 horas cada envolvendo a participação em ambulatórios do setor de Reprodução Humana (Climatério, Infertilidade, Infanto-Puberal, Contracepção, Endocrinologia Ginecológica). Além disto, há duas práticas no laboratório de Ginecologia e Obstetrícia voltadas para procedimentos de Reprodução Assistida [Realização de espermograma e preparo de sêmen (3h); Avaliação oocitária em gametas bovinos (4h)].
 
 
 
Programa
Ambulatórios - Perfil:
Após o curso obrigatório de Saúde da Mulher do 4o ano de Medicina, o aluno poderá integrar os conhecimentos adquiridos com a prática nos seguintes cenários, nos quais haverá a problematização de casos clínicos específicos para alunos da disciplina optativa. Esta atividade terá a duração de 4 horas em cada ambulatório a seguir descrito:
• Ambulatório de Climatério do Centro de Saúde Escola Sumarezinho: climatério de normal e associado a doenças diversas
• AEST (ambulatório de esterilidade): casais com diagnóstico de infertilidade de causas diversas, com indicação de tratamento de baixa (monitorização de ciclo natural ou induzido) ou de alta complexidade (FIV/ ICSI/ Transferência de embriões congelados, doação de sêmen e de oócitos e maturação de in vitro de oócitos para Reprodução assistida).
• AECG (ambulatório de endocrinologia ginecológica): pacientes com distúrbios endócrinos relacionados à anovulação crônica, amenorréia primária, malformações müllerianas e estados intersexuais.
• AGIP (ambulatório de ginecologia infato-puberal): perfil semelhante ao do AECG para pacientes de até 19 anos e ginecologia geral da infância
• AACG (ambulatório de anticoncepção): orientação de métodos hormonais e não-hormonais

Práticas no laboratório de Ginecologia e Obstetrícia
A fim de ampliar o conhecimento em Reprodução assistida, haverá duas práticas:
• Realização de espermograma e preparo de sêmen: acompanhamento e realização de um dos exames principais da investigação do casal infértil. Os alunos irão ter noções de espermograma normal e alterado. Esta prática terá duração de 3 horas.
• Gametas bovinos: para aprender os parâmetros utilizados para avaliação de qualidade oocitária, bem como o preparo dos óvulos, serão utilizados gametas bovinos. Esta prática terá duração de 4 horas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Serão aplicadas metodologias ativas de ensino-aprendizagem com destaque para a problematização de casos clínicos nas atividades práticas ambulatoriais
Critério
Conceito de participação na disciplina envolvendo análise global de habilidades atitudinais, cognitivas e psicomotoras. Será atribuído 1 (um) ponto na nota final caso o aluno tenha 100% de frequencia.
Norma de Recuperação
Estudantes com média final inferior a 5 (cinco) e superior a 3 (três), desde que tenham presença superior a 70% das atividades, poderão realizar a recuperação, que constará de prova de avaliação. A nota final da aprovação corresponderá a nota desta prova mais a nota do curso regular, dividida por 2, que deverá se igual ou superior 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
Speroff L, Fritz MA. Clinical Gynecologic Endocrinology and Infertility. Lippincott Williams & Wilkins. 8th Edition, September 2010.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0476

Clique para consultar o oferecimento para RCG0476

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP