Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0504 - Estágio em Saúde da Mulher I
Supervised training in Women's Health I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 10
Carga Horária Total: 360 h ( Estágio: 390 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
•• •Sedimentar os conceitos, as habilidades e as atitudes desenvolvidas no eixo saúde da mulher que são considerados fundamentais para a formação generalista do médico. Este aprendizado se dará em cenários de atenção primária e secundária. ••• Manter a integração de teoria e prática da Ginecologia e Obstetrícia, estimulando a participação ativa do estudante, a aprendizagem em pequenos grupos e o trabalho em equipe. •• Proporcionar aprendizado prático em Ginecologia e Obstetrícia, frente ao paciente, sob supervisão. • Estimular o desenvolvimento do espírito crítico na interpretação de exames complementares e na formulação de diagnóstico em Ginecologia e Obstetrícia.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
4871604 - Elaine Christine Dantas Moisés
1548570 - Oméro Benedicto Poli Nétto
 
Programa Resumido
Atividades práticas: Os alunos farão um rodízio de 8 seis semanas entre os seguintes cenários (descritos abaixo): Centro de Referência da Saúde da Mulher de Ribeirão Preto-Mater (CRSMRP-MATER) e cenário de unidades básicas do distrito oeste, especificamente o Centro de Saúde Escola - Sumarezinho (CSE-Cuiabá), Unidade Saúde da Família César Augusto Arita (Paulo Gomes Romeo) e Centro Médico Social e Comunitário da Vila Lobato (CMSC-Vila Lobato Eventualmente, haverá atividades educativas / assistenciais em outras unidades de ensino descentralizado, a depender de convênios estabelecidos. CRSMRP-MATER: Os alunos passarão nos seguintes estágios: Centro Obstétrico, Ambulatório de Obstetrícia, Ambulatório de Ginecologia Cirúrgica, Ambulatório de Mastologia, Centro Cirúrgico (ginecologia e mastologia) e Alojamento conjunto Dentre as atividades também inclui-se plantões noturnos e em finais de semana no centro obstétrico e alojamento conjunto no CRSMRP-MATER. Unidade Básicas de Saúde e Unidade Secundária de Saúde da Distrital Oeste de Ribeirão Preto: Nestes locais, os alunos passarão pelas três unidades de saúde que terão enfoque em atenção primária e secundária em saúde da mulher. Atividades não-práticas: haverá discussões de casos clínicos baseadas nas vídeo-aulas disponibilizadas para os alunos segundo escala que será distribuída.
 
 
 
Programa
1) Cenários de atuação Os alunos farão um rodízio de seis semanas entre os seguintes cenários (descritos abaixo): Centro de Referência da Saúde da Mulher de Ribeirão Preto – Mater (CRSMRP-MATER) e cenários de unidades básicas do distrito oeste, especificamente o Centro de Saúde Escola - Sumarezinho (CSE-Cuiabá), Unidade Saúde da Família César Augusto Arita (Paulo Gomes Romeo) e Centro Médico Social e Comunitário da Vila Lobato (CMSC-Vila Lobato). Eventualmente, haverá atividades educativas / assistenciais em outras unidades de ensino descentralizado, a depender de convênios estabelecidos. CRSMRP-MATER: Os alunos passarão nos seguintes estágios: Centro Obstétrico, Ambulatório de Obstetrícia, Ambulatório de Ginecologia Cirúrgica, Ambulatório de Mastologia, Centro Cirúrgico (ginecologia e mastologia) e Alojamento Conjunto. Dentre as atividades também inclui-se plantões noturnos e em finais de semana no centro obstétrico e alojamento conjunto no CRSMRP-MATER. Neste cenário, os alunos entrarão em contato com urgências/emergências obstétricas, como sangramento do primeiro trimestre. Unidade Básicas de Saúde e Unidade Secundária de Saúde da Distrital Oeste de Ribeirão Preto: Nestes locais, os alunos passarão pelas três unidades de saúde que terão enfoque em atenção primária e secundária em saúde da mulher. 2) Métodos de ensinagem (conteúdos): Os alunos terão acesso às vídeo-aulas dos conteúdos cognitivos a serem abordados presencialmente no formato de discussão de casos clínicos. O material didático será constituído de textos, vídeos e vídeo-aulas disponibilizados na Plataforma Moodle/Stoa: http://disciplinas.stoa.usp.br/ (Disciplina: RCG0504 – Estágio Saúde da Mulher I). a) Obstetrícia • Princípios básicos organização serviço de saúde assistência à mulher no ciclo grávido puerperal • Assistência à saúde da Mulher no contexto do SUS • Avaliação pré-concepcional • Conceitos e estatísticas fundamentais no ciclo gravídico puerperal • Princípios éticos e morais na assistência obstétrica • Direitos da Mulher durante o ciclo grávido puerperal • Humanização da assistência ao ciclo grávido puerperal • Iniciativa Hospital Amigo da Criança • Estratégias para melhorar a qualidade de vida da mulher • Estratégias para melhorar a qualidade da assistência ao ciclo grávido puerperal • Urgências Obstétricas • Assistência ao pré-natal de baixo risco • Assistência ao trabalho de parto e parto • Assistência ao puerpério • Assistência e estímulo ao aleitamento materno b) Ginecologia: • Abordagem da saúde da mulher da adolescência ao climatério • Rastreamentos em ginecologia • Sangramento Uterino Anormal de causa orgânica • Sangramento Uterino Anormal de causa não-orgânica • Anticoncepção Hormonal e não Hormonal • DST/ doença inflamatória pélvica (incluindo HPV e lesões pré-neoplásicas) • Sexualidade normal e principais disfunções • Patologia mamária benigna • Dor pélvica
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação de habilidades cognitivas, psicomotoras e atitudinais. Habilidades Cognitivas: Prova teórica (Nota 1 ou N1): será realizada ao final do estágio conforme escala e será coordenada pelos coordenadores. Os assuntos a serem abordados na prova serão os pertinentes à Disciplina e descritos na cartilha do curso. Habilidades Psicomotoras e Atitudinais: Avaliação prática (Nota 2 ou N2): será realizada durante as atividades descritas anteriormente, no período de estágio. Consiste na avaliação de habilidades clínicas com enfoque na relação médico-paciente onde os avaliadores acompanharão o aluno durante o atendimento e, após, darão o feedback sobre pontos negativos e positivos. Este tipo de avaliação é denominada mini exercício clínico ou MiniCex e será realizada QUATRO vezes por cada aluno, em QUATRO cenários diferentes, por QUATRO avaliadores diferentes. Os cenários são: ambulatório de pré-natal (CRSMRP-MATER); Alojamento conjunto (CRSMRP-MATER) e Centro Obstétrico (CRSMRP-MATER), Unidade Paulo Gomes Romeo, Centro de Saúde Escola - Sumarezinho e CMSC-Vila Lobato. Os avaliadores incluem professores e médicos assistentes. Ao final do estágio, até o dia da prova final, o aluno deverá entregar os QUATRO impressos de avaliação prática. Pode-se acrescentar nesta nota avaliação de portfólio e avaliação pelo paciente. Assim, a N2 poderá envolver apenas o Mini-Cex como também ser um conjunto de avaliações envolvendo Mini-Cex, portfólio e avaliação pelo paciente. A cartilha irá deixar claro quais avaliações compõe a nota 2 em cada ano. Avaliação atitudinal e cognitiva (Nota 3 ou N3): Será realizada avaliação por meio de questões pré DCC (pré-teste) que abordarão o conteúdo gravado, além da análise relativa à participação nas Discussões de Casos Clínicos (DCC), considerando os itens interesse, participação e conhecimento.
Critério
Será aprovado o estudante que obtiver nota igual ou superior a 5,0 (cinco) nas três áreas avaliadas e frequência de 100% em todas as atividades práticas, conforme o regulamento para o Internato do Curso de Medicina da FMRP-USP. Assim, para ser aprovado, o aluno deve ser pelo menos 50% em cada uma das notas (N1, N2 e N3). A nota final será obtida por média: Nota Final = [(N1) + (N2) + (N3)]/3.
Norma de Recuperação
Poderá realizar recuperação, o aluno que tirar nota inferior a inferior a 5,0 (cinco) e superior a 3,0 (três) em qualquer uma das habilidades avaliadas ou inferior a 5,0 (cinco) e superior a 3,0 (três) na média da nota final, desde a frequência do estudante seja de 100% em todas as atividades práticas. Será aprovado o estudante que obtiver média igual ou superior a 5,0 (cinco) na recuperação.
 
Bibliografia
     
FERRIANI RA, VIEIRA CS, BRITO LGO. Rotinas em Ginecologia. São Paulo: Atheneu, 2015, 363p. ZUGAIB M, FRANCISCO RPV. Zugaib Obstetrícia. 3ª ed. Ed Manole, 2016.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0504

Clique para consultar o oferecimento para RCG0504

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP