Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0512 - Estágio em Pediatria I
Supervised training in Pediatrics-I

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 14
Carga Horária Total: 450 h ( Estágio: 420 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
Gerais: 1. Capacitar o aluno em técnicas e habilidades no exercício de atos médicos básicos no campo da Puericultura e Pediatria, com ênfase no atendimento em nível primário, secundário e terciário. 2. Oferecer treinamento prático de postura médica baseada nos princípios de responsabilidade e ética. Específicos: 1. Ampliar, integrar e aplicar os conhecimentos adquiridos previamente na área pediátrica; 2. Trabalhar na prevenção de problemas de saúde; 3. Acompanhar o crescimento e o desenvolvimento da criança e do adolescente saudável 4. Identificar níveis de urgência de atendimento e saber indicar internação hospitalar; 5. Diagnosticar clinicamente e conhecer o tratamento das doenças comuns da infância e adolescência. 6. Dispensar adequada assistência ao RN a termo, desde o momento do parto até a sua alta da maternidade 7. Identificar níveis de urgência e reconhecer sinais de gravidade no atendimento em recém-nascidos e saber indicar internação hospitalar.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2097805 - Raphael Del Roio Liberatore Junior
5599154 - Walusa Assad Gonçalves Ferri
 
Programa Resumido
Promover um melhor treinamento em técnicas e habilidades no exercício de atos médicos básicos no campo da Puericultura e da Pediatria, com enfoque predominante no atendimento em nível primário e secundário, de forma a oferecer oportunidades para ampliar, integrar e aplicar os conhecimentos adquiridos nos anos anteriores. No setor terciário, mais especificamente na unidade de terapia intensiva neonatal, os alunos terão a oportunidade de tomar contato com o nível terciário de atenção à saúde e de serem capacitados a reconhecer e diagnosticar sinais de gravidade e risco no paciente neonatal.
 
 
 
Programa
1. Puericultura e Pediatria - saúde do recém-nascido, lactente, pré-escolar, escolar e adolescente: a) Crescimento e desenvolvimento; b) Transição epidemiológica: relação entre saúde perinatal e doenças crônicas não transmissíveis do adulto; c) Aleitamento materno, alimentação no 1° ano de vida e na infância; d) Vacinação; e) Cuidados com a saúde bucal; f) Prevenção de acidentes na infância; g)Combate ao sedentarismo e estímulo à prática de atividades; h)Orientações sobre cuidados gerais e de higiene da criança; i) A relação médico-paciente-família e o papel do pediatra; j) Obesidade: como diagnosticar, como classificar e como tratar; k) Diabetes mellitus: como diagnosticar, como classificar e tratamento inicial. 2. Atenção básica (primária e secundária) às doenças mais comuns em crianças e adolescentes: infecções de vias aéreas, diarréia aguda, desidratação, anemias carenciais, enteroparasitoses, rinite alérgica e asma, doenças dermatológicas, distúrbios nutricionais, alterações comportamentais, síndromes infecciosas, pneumonias, meningites bacterianas. 3. Acompanhamento e tratamento de: a) Recém-nascidos prematuros; b) Recém-nascidos e crianças com infecções congênitas perinatais; c) Crianças e adolescentes com obesidade; d) Crianças e adolescentes com problemas de crescimento; e) Crianças expostas ao HIV; crianças e adolescentes infectados pelo HIV. 4. Assistência ao RN atermo: a) alimentação do RN a termo; b) icterícia neonatal: diagnóstico diferencial e tratamento em especial fototerapia, doença hemolítica no período neonatal: c) diagnóstico, tratamento e profilaxia, distúrbios da coagulação sangüínea no RN, d) infecções congênitas e perinatais, e) distúrbios respiratórios do RN, f) distúrbios metabólicos (Glicose, Ca, Mg), g) vômitos no período neonatal, h) recepção do RN em sala de parto, i) avaliação da idade gestacional e classificação dos recém-nascidos em relação ao peso e idade gestacional. j) convulsões neonatais, k) cuidados de rotina ao RN, l) asfixia perinatal, m) anemia no período neonatal, anemia da prematuridade, n) promoção ao aleitamento, dificuldades e impedimentos à alimentação ao seio, o) orientação e encaminhamento dos cuidados ao recém-nascido após a alta: em relação a alimentação, vestuário, coto umbilical, icterícia fisiológica e triagem para erro inato do metabolismo, p) Distúrbios hemodinâmicos q) Prematuridade 5. Períodos de estudo: a) Cada subturma (4 ou 5 alunos) terá de 5 a 6 períodos (20h a 24h) livres para estudo durante o estágio.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação de habilidades cognitivas, psicomotoras e atitudinais. Atendimento de pacientes em ambulatórios e enfermarias em regime de internato, com supervisão de docentes, nos seguintes serviços: Enfermaria de Moléstias Infecciosas da Unidade de Emergência; Ambulatórios de Pediatria Geral e Especialidades (Moléstias Infecciosas, Prematuridade, Obesidade Infantil, Diabetes Mellitus e Problemas de Crescimento) do HC Campus; Ambulatório do Centro Médico Social de Vila Lobato; ambulatório de alergia respiratória infantil no Centro de Saúde Escola – Sumarezinho e enfermarias do alojamento conjunto do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e do Centro de Referência da Saúde da Mulher de Ribeirão Preto – MATER; centro obstétrico da MATER (para recepção de recém-nascidos). Discussão de casos clínicos. Visita de Enfermarias. Seminários. Prova escrita. É obrigatória a frequência de 100% em todas as atividades práticas programadas.
Critério
Frequência e avaliação das atividades discentes desenvolvidas durante os estágios, levando-se em conta a assiduidade, pontualidade e desempenho dos alunos e realização de uma prova final escrita. Atribuir-se-á peso 8 à média das notas dos estágios e peso 2 à nota da prova escrita. Será considerando aprovado o aluno que obtiver nota média assim ponderada, igual ou superior a 5 (cinco), seguindo o regulamento do internato.
Norma de Recuperação
Prova escrita e/ou de Habilidades Práticas ao estudante que obtiver nota inferior a 5 e maior ou igual a 3 e com frequência de 100% em todas as atividades práticas. Será considerado aprovado o estudante que obtiver média igual ou superior a 5, calculada pela média aritmética entre a nota regular da disciplina e a nota da recuperação.
 
Bibliografia
     
1) Ministério da saúde. Dez passos para uma alimentação saudável. Guia alimentar para crianças menores de 2 anos. Álbum seriado. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Brasília, DF. 2002. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10_passos.pdf 2) Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia. Manual de orientação: alimentação do lactente, alimentação do pré-escolar, alimentação do escolar, alimentação do adolescente, alimentação na escola. São Paulo: Sociedade Brasileira de Pediatria, Departamento de Nutrologia, 2006. 64 p. Disponível em: https://www.sbp.com.br/img/manuais/manual_alim_dc_nutrologia.pdf 3) Cartilha da Saúde Bucal. Disponível em: http://www.pim.saude.rs.gov.br/v2/wp-content/uploads/2014/12/CARTILHA-ODONTOLOGIA-PIM.pdf. 4) Barbieri MA et al. Crescimento e estado nutricional. Avaliação da baixa estatura. In: Santoro JR. Ecologia e desenvolvimento humano. Ribeirão Preto, FUNPEC Editora, 2008. P. 133-183. 5) Bierman CW &Perlamn DS. Allergic diseases from infancy to adulthood. Saunders. 1987. 6) Funayama CAR. Exame neurológico na criança. Ribeirão Preto, FUNPEC Editora, 2004. 7) Pediatria Básica - Tomo I - Pediatria Geral e Neonatal - Ramos, Jos� Lauro Araujo; Costa Vaz, Flávio Adolfo; Okay, Yassuhiko; Marcondes, EduardoEditora: Sarvier, 2002. I.S.B.N.: 8573781203 8) Pediatria Básica - Tomo II - Pediatria Clínica Geral. Costa Vaz, Flávio Adolfo; Ramos, José Lauro Araujo; Okay, Yassuhiko; Marcondes, Eduardo. Editora: Sarvier, 2003. I.S.B.N.: 8573781327 9) Monteiro JP & Camelo Jr JS. Caminhos da Nutrição e Terapia Nutricional - da Concepçao à Adolesc�ência. Editora Guanabara Koogan, RJ, 1ª. edição, 2007. 10) Nathan and Oski’s. Hematology of infancy and childhood. Saunders. 2003. 11) Pernetta C. Diagnóstico diferencial em Pediatria. São Paulo, Sarvier. 3ª. ed. 1987. 12) Woisky JR. Dietética Pediátrica. São Paulo, Atheneu. 4ª. ed. 1994. 13) Di Migueli ECP, Cardim FC, Lucchesi GBM, Ferreira SLM, Almeida ER, Barbosa TNN, Albaladejo AR. Pediatria e Saúde Bucal na Primeira Infância. Rev. Paul Pediatria, 18(3): 125-131, 2000. 14) Ricco RG, Del Ciampo LA, Almeida CAN. Puericultura: Princípios e Práticas. Atenção Integral à Saúde da Criança e do adolescente. Editora Atheneu, 2ª. edição. 2008. 15) Roxo Júnior P. Alergia e Imunodeficiências em Pediatria - Abordagem Prática. Editora Tecmedd, Ribeirão Preto, 2006. 16) Avery's Diseases of the Newborn (Ninth Edition). Christine Gleason; W. Alan Hodson; SherinDevaskar; David Geffen. Elsevier, 2011. ISBN: 978-1-4377-0134-0. 17) Farhat CK. Infectologia Pediátrica. Ed. Atheneu, 3ª. Edição, 2007. Krugman's Infectious Diseases of Children 18) Krugman S & Ward R. Infectious Diseases of Children. Ed. Mosby, 11ª. Edição, 2003. 19) Recomendações para crianças e adolescentes com HIV/AIDS acessar site MS-Brasil: http://www.aids.gov.br/sites/default/files/consenso_pediatrico.pdf ; http://www.aids.gov.br/sites/default/files/consenso_pediatrico_suplemento1.pdf 20) Novas normas vacinação 2011: http://www.cve.saude.sp.gov.br/htm/imuni/pdf/imuni10_suple_norma_rev.pdf http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/web_final_dengue18_01_11.pdf 21) Nelson Textbook of Pediatrics. 20th Edition. 20th Edition. By Robert M. Kliegman, Bonita M.D. Stanton, Joseph St. Geme, Nina F Schor (Authors). Saunders, 2015. ISBN-13: 978-1455775668; ISBN-10: 1455775665 22) Klaus and Fanaroff's Care of the High-Risk Neonate. Saunders; 6 edition, 2012. 23) Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os profissionais de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. - Brasília : Ministério da Saúde, 2011.4 volumes. : il. - (Série A. Normas e Manuais Técnicas) (volume 1. Cuidados gerais. volume 2. Intervenções comuns, icterícia e infecõees. volume 3. Problemas respiratórios, cardiocirculatórios, metabólicos, neurológicos, ortopédicos e dermatológicos. volume 4. Cuidados com o recém-nascido pré-termo). Disponíveis em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/alem_sobrevivencia_praticas_integradas_atencao.pdf http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_recem_nascido_%20guia_profissionais_saude_v1.pdf http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_recem_nascido_%20guia_profissionais_saude_v2.pdf http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_recem_nascido_%20guia_profissionais_saude_v3.pdf http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_recem_nascido_%20guia_profissionais_saude_v4.pdf
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0512

Clique para consultar o oferecimento para RCG0512

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP