Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG0602 - Estágio em Medicina Interna II
Supervised training in Internal Medicine II

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 7
Carga Horária Total: 255 h ( Estágio: 210 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
Proporcionar ao estudante de medicina do sexto ano (internato médico) oportunidades de aprendizagem na prática clínica supervisionada (treinamento em serviço) na enfermaria de Moléstias Infecciosas e nos ambulatórios de Clínica Médica no HCRP e do Centro de Saúde Escola da FMRP-USP (Distrito Oeste de Ribeirão Preto).
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5539768 - Rodrigo de Carvalho Santana
1921545 - Valdes Roberto Bollela
 
Programa Resumido
- O estágio consta de atividades práticas de enfermaria de clínica médica (Moléstias Infecciosas) incluindo a evolução dos pacientes, discussão e prescrição provisória dos casos sob a responsabilidade dos estudantes com supervisão docente e dos médicos assistentes da enfermaria. Evolução e prescrição de pacientes da enfermaria nos finais de semana e feriados.
- Atendimento de pacientes nos ambulatórios de Clínica Médica no HCFMRP (moléstias infecciosas, cardiologia, gastrenterologia, hematologia, diabetes, pneumologia, nefrologia, endocrinologia)
Ambulatórios de Clínica Médica no CSE FMRP-USP: Moléstias Infecciosas e outros ambulatórios de clínica médica (nível secundário)
- Seminários Teórico-práticos sobre temas relativos ao estágio.
- Reuniões clínicas, anátomo clínicas das divisões do Departamento de Clínica Médica conforme escala anual disponibilizada aos estudantes.
- Áreas verdes para estudo.
 
 
 
Programa
Por ser um estágio eminentemente prático o internato de clínica médica vai além de conteúdos teóricos tendo seu ponto forte nas atividades práticas. Ao final das quatro semanas de estágio de Medicina Interna na enfermaria de moléstias Infecciosas e nos ambulatórios de clínica médica do HCFMRP-USP e CSE da FMRP-USP o estudante deverá ser capaz de desenvolver as seguintes competências:
Atenção e Cuidado à Saúde (Conhecimento e Habilidades Médicas)
• Capacidade para obter informações, indicar exames complementares, interpretá-los, fazer avaliações e formular diagnósticos diferenciais, manejar terapêuticas para pacientes, e trabalhar em equipe para prover um cuidado focado na necessidade do paciente
• Capacidade de manejo das condições de saúde/doença relativas a área de atuação da Medicina Interna que são mais prevalentes em nosso meio.
• Capacidade para a realizar ações de prevenção, promoção, proteção, e reabilitação da saúde, tanto no nível individual quanto coletivo.
• Demonstrar conhecimento sobre ciências biomédicas básicas e clínicas, epidemiologia e ciências sociais e sua aplicação no cuidado ao paciente e às comunidades.
• Habilidade para a realização dos procedimentos necessários ao cuidado do adulto, do idoso e da mulher que demandem cuidado, dentro da àrea de atuação da Medicina Interna.
• Capacidade para realizar seu trabalho dentro dos mais altos padrões de qualidade, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde.
Educação Permanente e Aprendizagem baseda na Prática
• Capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas.
• Capacidade para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas, aplicando-as ao cuidado do paciente e da comunidade.
• Reconhecer a necessidade de aprender continuamente, tanto na formação quanto na prática profissional futura.
• Capacidade de avaliar o próprio desempenho (auto-avaliação) no cuidado dos pacientes.
Comunicação interpessoal
• Demonstrar habilidades de comunicação interpessoal que resulta na efetiva troca de informações e na construção da relação médico-paciente, com familiares e outros profissionais.
• Valer-se de recursos de comunicação efetiva para trabalhar efetivamente como membro da equipe

• Reconhecer-se como membro de uma equipe de trabalho multiprofissional
Profissionalismo
• Demonstrar compromisso de assumir responsabilidades condizentes com a prática profissional, com adesão incondicional aos princípios éticos.
• Agir no melhor interesse do paciente.
• Manter uma conduta e aparência condizente com a sua atuação profissional
 
 
 
Avaliação
     
Método
• Avaliação holística que é realizada pelos docentes e preceptores do estágio e que segue critérios definidos:
o Adequação das atitudes em relação ao ambiente de trabalho, aos colegas, bem como aos demais membros da equipe de saúde.
o Relacionamento e atenção à pessoa do doente e dos familiares e afinco e dedicação na realização de tarefas.
o Conhecimento demonstrado sobre a observação clínica, evolução, exames subsidiários na condução dos pacientes assistidos.
o Raciocínio diagnóstico e análise crítica sobre a indicação de exames subsidiários para elucidação do caso.
o Interesse e atenção demonstrados pelo aprendizado ao longo de discussões e/ou visitas clínicas.
o Participação nas reuniões clínicas e anátomo-clínicas requeridas para os internos .
o Assiduidade e Pontualidade. Itens obrigatórios que devem ser cumpridos e não somam nota na avaliação do estudante, mas podem reduzí-la caso não sejam cumpridos integralmente. Vide “Observações”.
Prova escrita : Avaliação cognitiva focando os temas relativos ao estágio de medicina interna.

Observações importantes:
1. O internato pressupõe o exercício e treinamento intensivo em atividades médicas, completado por atividades didáticas teórico-práticas compatíveis com o estágio de formação do estudante. Recomenda-se aos doutorandos que atuem efetivamente como aprendizes (aquele que busca o aprendizado) e não como alunos passivos, explorando as oportunidades oferecidas e tomando iniciativas para a construção de seu próprio conhecimento e capacitação profissional. Espera-se que o interno assuma as responsabilidades que lhe serão delegadas, no cuidado dispensado aos pacientes e enquanto membro da equipe de saúde, sempre sob supervisão do docente ou médico preceptor da enfermaria/ambulatório.
2. O interno deverá exibir pontualidade em respeito ao tempo dos outros membros da equipe e dos pacientes.
3. A assiduidade nas atividades práticas para as quais está escalado é responsabilidade do interno. Mesmo que tiver havido troca entre os internos e na eventualidade de falta, a responsabilidade será do interno que estiver escalado para a atividade.
4. É obrigatória a freqüência de 100% em todas as atividades práticas programadas.
Critério
Será aprovado o estudante que obtiver nota igual ou superior a 5,0 (cinco) e frequência de 100% em todas as atividades práticas, conforme o regulamento para o Internato do Curso de Medicina da FMRP-USP.
Norma de Recuperação
Poderá realizar recuperação, que incluirá a avaliação cognitiva e de habilidades práticas, o estudante que obtiver nota inferior a 5,0 (cinco) e superior a 3,0 (três) e com freqüência de 100% em todas as atividades práticas. Será aprovado o estudante que obtiver média igual ou superior a 5,0 (cinco), calculada pela média aritmética entre a nota regular da disciplina e a nota de recuperação.
 
Bibliografia
     
1. Harrison. Tratado de Medicina Interna. 19a Edição. 2009. Editora Artmed
2. Cecil. Trado de Medicina Interna. 23a Edição. 2010. Editora Elsevier.
3. Tratado de Infectologia. Focaccia-Veronesi. 4a Edição. 2010. Editora Atheneu
4. Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico. Walter Tavares. 2a Edição. Editora Atheneu. 2010
5. Documentos oficiais do Ministério da Saúde sobre as doenças e agravos da medicina interna, mais prevalentes no Brasil.
6. Consensos e/ou Diretrizes da Sociedade de Clínica Médica (Geral) e Sociedades de Especialidades dentro da Clínica Médica.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG0602

Clique para consultar o oferecimento para RCG0602

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP