Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG2040 - Ocupação Humana e Recursos Terapêuticos IV - Brincar, Lazer e Participação Social
Human Occupation and Therapeutic Resources IV - Play, Leisure and Social Paticipation

Créditos Aula: 1
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 15 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2021 Desativação: 31/12/2021

Objetivos
Espera-se que estudante seja capaz de: Reconhecer o brincar, o lazer e participação social como ocupações humanas fundamentais; Conhecer e discutir os conceitos relacionados à análise de atividades dessas ocupações considerando contexto social e cultural (protocolos de análise e avaliação); Utilizar as atividades e recursos dessas ocupações fundamentais (brincar, lazer e participação social) como meio e fim em terapia ocupacional (recurso terapêutico e finalidade da intervenção visando autonomia e independência nessas atividades); Conhecer as políticas públicas de lazer e participação social, identificando padrões de ocupação urbana e diferentes espaços para os diferentes ciclos de vida. Aprender e ensinar jogos, brincadeiras e atividades de lazer e participação social ampliando seu repertório de atividades e refletindo sobre o modo como se dá a aprendizagem e a troca de experiências; Conhecer e utilizar o ambiente virtual de ensino-aprendizagem utilizado na disciplina e navegar de acordo com as estratégias de EAD empregadas (aula-invertida; participação em Foruns, Portfólio eletrônico).
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5141942 - Amanda Mota Pacciulio Sposito
3223241 - Regina Yoneko Dakuzaku Carretta
 
Programa Resumido
O brincar, o lazer e a participação social como ocupações humanas fundamentais e suas interfaces e peculiaridades enquanto recurso e finalidade em Terapia Ocupacional.
 
 
 
Programa
1. Políticas públicas e direito à ocupação 2. Brincar, lazer, participação social e o envolvimento em ocupações de acordo com os ciclos de vida e contexto sócio-econômico e cultural 3. Comportamento lúdico e desenvolvimento infantil – principais atividades e características do brincar (Faz – de – conta / Histórias infantis Folclore / Parlendas / Trava línguas Brinquedos de Sucatas Brincadeiras de Rua Jogos eletrônicos Jogos de carta e tabuleiro. 4. Diferentes atividades de lazer e participação social, ocupação de espaços urbanos e contexto sócio-economico-cultural 5. Participação no brincar, lazer e participação social e saúde: pessoa com deficiência (arte cultura, esporte e vida comunitária)
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação processual e formativa, considerando aspectos cognitivos, procedimentais e atitudinais. Trabalhos em pequenos grupos, resenhas, seminários e projetos de intervenção. Participação em fóruns e portfólio eletrônico.
Critério
Organização; análise-síntese; clareza de conceitos e argumentação lógica, correção na linguagem, integração teoria-prática. Aspectos procedimentais: Apresentação de seminários. Critérios: clareza das apresentações. Aspectos atitudinais: assiduidade, pontualidade, cumprimento de prazos e tarefas, responsabilidade, cooperação, comunicação, iniciativa, respeito aos colegas, professores, monitores; participação efetiva nas aulas e demais atividades propostas.
Norma de Recuperação
É necessário ter, no mínimo, média final 5,0. Se isto não for alcançado, o aluno deverá fazer prova de recuperação antes do início do próximo semestre letivo. A frequência mínima é 70%. Observação: não existe recuperação para reprovação em aspectos atitudinais.
 
Bibliografia
     
ABRÃO, C. S., MUZOLON, E. M., PFEIFER, L. I. A brinquedoteca sob a visão da terapia ocupacional: diferentes contextos. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. , v.14, p.91 - 102, 2007. ALMEIDA, Marco Antonio Bettine de; GUTIERREZ, Gustavo Luis. O lazer no brasil: Do nacional-desenvolvimentismo à Globalização. Conexões, v. 3, n. 1, 36-57. 2005 ANHAS, Danilo de Miranda; CASTRO E SILVA, Carlos Roberto.: Participação social e subjetividade: vivências juvenis em uma comunidade vulnerável. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 19(3), 139-148. São Paulo, SP, set.-dez. 2017. ISSN 1980-6906 (on-line). AOTA. American Association of Occupational Therapy. Occupational Therapy Practice Framework: Domain & Process. 3rd Edition. The American Journal of Occupational Therapy. Volume 68(Supplement 1), March/April 2014. BARDI, G.; MONZELI, GA; MACEDO, MDC; NEVES, ATL; LOPES, JSR. Oficinas socioculturais com crianças e jovens sob a perspectiva da Terapia Ocupacional Social. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, São Carlos, v. 24, n. 4, p. 811-819, 2016 BERNARDES MS,PANUNCIO-PINTO MP,PFEIFER LI et al a intervenção do terapeuta ocupacional em brinquedoteca ambulatorial: relato de experiência Revista Eletrônica Gestão & Saúde ISSN:1982-4785, 2014.. BORINI, Maria Lúcia Oliivetti; CINTRA, Fernanda Aparecida. Representações Sociais Da Participação Em Atividades De Lazer Em Grupos De Terceira Idade. Rev. Bras. Enferm . , Brasília, v. 55, n . 5 , p. 568-574, set./out. 2002 BROTO, F.O. Jogos cooperativos: se o importante é competir, o fundamental é cooperar. Ed. Re-novada. Santos, SP. 1997. CAMARGO, L.O.L. O que é o lazer. São Paulo. Ed. Brasiliense, 1986. CASTILHO, J. C. N. A terapia ocupacional e o serviço residencial terapêutico no município de Belo Horizonte, MG. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 23, n. 3, p. 230-6, set./dez. 2012. CAVALCANTI, A.; GALVÃO, C. R. Terapia Ocupacional: fundamentação e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. CORRALES, Cinthia Mayumi Saito; CASTRO, Eliane Dias de. Passear e participar: o lazer ampliando a circulação social de pessoas com deficiência. Licere, Belo Horizonte, v.19, n.3, set/2016. 1-28 FARIA-FORTINI, I; BASÍLIO, ML, POLESE,JC; MENEZES,KKP; FARIA, CDCM, SCIANNI,AA; TEIXEIRA-SALMELA, LF. Caracterização da participação social de indivíduos na fase crônica pós-acidente vascular encefálico. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2017 jan./abr.;28(1):71-8. FERLAND, F. O modelo lúdico: o brincar, a criança com deficiência física e a terapia ocupacional. 3.ed. São Paulo: Roca, 2006. 192 p. FERRIGNO, J.C.,Trabalho social com idosos: apresentação da experiência pioneira do SESC na área do lazer e da cultura. Cad. Ter .Ocup. UFSCar, São Carlos, v. 14, n.1, p.23-31, 2006. GUEDES, MP. Atuação da terapia ocupacional no lazer do adolescente pré-vestibulando: uma revisão bibliográfica. 2015. 26 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Terapia Ocupacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015. MARTINELLI, Siliani Aparecida. A importância de atividades de lazer na Terapia Ocupacional. Cadernos de terapia ocupacional da ufscar, são carlos, jan/abr 2011, v. 19, n.1, p. 111-118 PACCIULIO, A. M., Pfeifer, Luzia Iara, SANTOS, J. L. F. Adaptação Transcultural da Escala Lúdica Pré-Escolar de Knox – Revisada para Uso Junto à População Brasileira. Interação em Psicologia (Online). , v.16, p.149 - 160, 2012. OLIVEIRA, Maria Luiza Valeriano Martins; CARRETTA, Regina Yoneko Dakuzaku. Lazer e Participação Social na Percepção da Pessoa com Deficiência Visual. LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer, 23(1), 561-581, 2020. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2020.19802 PAPALIA, D.E.; OLD, S.W.; FELDMAN, R.D. Desenvolvimento humano, Artmed, 2006. PARHAN, L.D.; FAZZIO, L.S. A recreação na terapia ocupacional pediátrica. São Paulo: Santos. 2000.269p PFEIFER, L. I. ; CRUZ, Daniel Marinho Cézar da . Avaliações do brincar e suas evidências para a prática do terapeuta ocupacional no campo da educação especial. In: Maria Amelia Almeida, Enicéia Gonçalves Mendes, Maria Cristina P.I. Hayashi. (Org.). Temas em Educação Especial: múltiplos olhares. São Carlos: UFSCar, 2008, v. , p. 403-412 QUEIROZ, Marine Nogueira Gonçalves de; SOUZA, Luciana Karine de.: Atividades de lazer em jovens e adultos: um estudo descritivo. Licere, Belo Horizonte, v.12, n.3, 1-21, set./2009 SARRIERA, J. C., Tatim, D. C., COELHO, R. P. S. & BÜCKER, J. (2007). Uso do Tempo Livre por Adolescentes de Classe Popular. Psicologia: Reflexão e Crítica, 20(3), 361-367.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG2040

Clique para consultar o oferecimento para RCG2040

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP