Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG3045 - Práticas Supervisionadas do Adulto II
Supervised Practice in Adult Population II

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
-Capacitar o aluno para a compreensão das alterações de desempenho ocupacional e papéis ocupacionais de pacientes em regime de internação e semi-internação, decorrentes de processos psicopatológicos e de outras condições clínicas; -Desenvolver no estudante as habilidades para a avaliação de pacientes, para o desenvolvimento de raciocínio clínico e projeto terapêutico em Terapia Ocupacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3160040 - Leonardo Martins Kebbe
64516 - Marysia Mara Rodrigues do Prado de Carlo
 
Programa Resumido
Aplicação de roteiros de avaliação incluindo técnicas de observação, entrevista e protocolos. Sistematização e análise das informações coletadas para a compreensão das alterações de desempenho e de papéis ocupacionais. Emprego de raciocínio clínico. Desenvolvimento de projeto terapêutico com indicação de encaminhamentos e ou seguimentos após a alta hospitalar
 
 
 
Programa
- Aspectos sociais e culturais da doença mental; - Aspectos clínicos, sócio-culturais e espirituais de pacientes adultos em Contextos Hospitalares - Desempenho ocupacional e papéis ocupacionais do adulto; - Avaliação do estado mental de pacientes por meio de observação, entrevista e aplicação de protocolos; - Raciocínio clínico - Processo de adoecimento e hospitalização, morte e cuidados paliativos; - A atuação de terapeutas ocupacionais em contextos hospitalares, junto a diferentes populações;
 
 
 
Avaliação
     
Método
-Avaliação processual e formativa, considerando aspectos cognitivos, procedimentais e atitudinais; - apresentação de seminários (avaliação final)
Critério
-Estudo dirigido de textos - Dinâmicas grupais - Integração com atividades teóricas da disciplina Terapia Ocupacional Aplicada às Condições do Adulto II. Para a avaliação serão considerados os seguintes aspectos: Aspectos Cognitivos: fundamentação da prática realizada com base nos conceitos referentes a avaliação e as possibilidades de intervenção do terapeuta ocupacional; -Critérios utilizados: organização; análise-síntese; clareza de conceitos e argumentação lógica, correção na linguagem, integração teórico-prática. Aspectos procedimentais: avaliação de pessoas com transtornos mentais e das alterações da sua vida ocupacional decorrentes dessa condição; elaboração de projeto terapêutico. Aspectos atitudinais: assiduidade, pontualidade, cumprimento de prazos e tarefas, responsabilidade, cooperação, comunicação, iniciativa, respeito aos colegas, professores e terapeutas ocupacionais com os quais mantiver contato; participação efetiva nas aulas e demais atividades propostas
Norma de Recuperação
Não oferece recuperação.
 
Bibliografia
     
AMERICAN OCCUPATIONAL THERAPY ASSOCIATION. Occupational therapy practice framework: Domain and process (2nd ed.). American Journal of Occupational Therapy, 62, 625–683, 2008. CAVALCANTI, A.; Galvão, C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e Prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2007 DE LEONARDIS, O; MAURI, D. & ROTELLI, F. Prevenir a Prevenção. In: NICÁCIO, F. (org.) Desisnstitucionalização. São Paulo, Hucitec, 1990. p. 65- 87. DELL'ACQUA, G. & MEZZINA, R. Resposta à crise: estratégia e intencionalidade Da intervenção no serviço psiquiátrico territorial. In: DELGADO, J.(org.) A Loucura na sala de jantar. São Paulo, 1991. p. 53-79. FURTADO, J.; PACHECO, R. Moradias extra-hospitalares em Campinas: Reflexões sobre uma experiência. In: DELGADO, P. et al.(org.) O campo da atenção psicossocial. Anais do I Congresso de Saúde Mental do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Te Corá/Instituto Franco Basaglia, 1997. P. 85-94. GOLDBERG, J. Clínica da Psicose: um projeto na rede pública. Rio de Janeiro, Te Corá & Instituto Franco Basaglia, 1994. KINKER, F.S. Trabalho como produção de vida. In: Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 8, n. 1, p.42-8, jan./abr., 1997. LIMA, E.M.F. A Clínica e Criação - A Utilização de Atividades em Instituições de Saúde Mental. São Paulo: 1997. Dissertação ( mestrado ) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. MELMAN, J. Repensando o cuidado em relação aos familiares de pacientes com transtorno mental. São Paulo: 1998. Dissertação (mestrado) - Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP. SARACENO, B. A concepção de reabilitação psicossocial como referencial para as intervenções terapêuticas em saúde mental. In: Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v.9, n. 1, p.26-31, jan./abr., 1998. Artigos diversos
 

Clique para consultar os requisitos para RCG3045

Clique para consultar o oferecimento para RCG3045

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP