Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG4038 - Terapia Ocupacional em Saúde Física com Ênfase em Neurologia
Occupational Therapy in Physical Health with Emphasis in Neurology

Créditos Aula: 1
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 15 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
Desenvolver conhecimentos cognitivos, procedimentais e atitudinais relativos à intervenção da Terapia ocupacional com o sujeito adulto no âmbito dos aspectos neurológicos e psicossociais que acometem esta população específica.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5971692 - Gabriela Rezende
 
Programa Resumido
A intervenção da Terapia Ocupacional com o adulto com alterações neurológias de origem central e neuromusculares, especificamente no âmbito dos aspectos motores, cognitivos e psicossociais que envolvem a população específica.
 
 
 
Programa
Aspectos biopsicosocioculturais do indivíduo adulto com disfunção física e cognitiva
Aspectos principais da Neuroplasticidade e suas implicações para a reabilitação
Terapia Ocupacional e a intervenção junto ao indivíduo comAVC
Tratamento Neuroevolutivo da Hemiplegia de adultos: abordagem de Bobath
Terapia Ocupacional e a intervenção junto ao indivíduo com Espasticidade
Terapia Ocupacional e a intervenção junto ao indivíduo com TCE
Terapia Ocupacional e a intervenção junto ao indivíduo com disfunções neuromusculares e degenerativas, especificamente da Doença de Parkinson, Esclerose Múltipla, Esclerose Lateral Amiotrófica.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aspectos Cognitivos: apreensão dos conceitos e desenvolvimento de escrita dissertativa crítica e fundamentada nos dados. Avaliação escrita dissertativa ou analítica. Critérios utilizados: organização; análise-síntese; clareza de conceitos e argumentação lógica, correção na linguagem, integração teoria-prática. Aspectos procedimentais: correta utilização dos recursos e análise da atividade, bem como planejamento de possíveis intervenções. Critérios: avaliação da prática realizada. Aspectos atitudinais: assiduidade, pontualidade, cumprimento de prazos e tarefas, responsabilidade, cooperação, comunicação, iniciativa, respeito aos colegas, professores, monitores; participação efetiva nas aulas e demais atividades propostas.
Critério
Avaliação processual e formativa, considerando aspectos cognitivos, procedimentais e atitudinais.
Norma de Recuperação
É necessário ter, no mínimo, média final 5,0 e frequência mínima é 70%. Se isto não for alcançado, o aluno deverá fazer prova de recuperação. Observação: não existe recuperação para reprovação em aspectos atitudinais.
 
Bibliografia
     
BRASIL. Ministério da Saúde. Alta ComplexidadeDisponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/sas/mac/area.cfm?id_area=835. Acesso em: 17 out 2008.
BRASIL. Ministério da Saúde. Média Complexidade.Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/sas/mac/default.cfm#. Acesso em: 17 out 2008.
CARVALHO, L. M. G. Terapia Ocupacional na reabilitação de pacientes neurológicos adultos In: DE CARLO, M. M. R. P.; LUZO, M. C. M. Terapia Ocupacional: reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004, p.200-232.
CAVALCANTI, A;GALVÃO,C. Terapia Ocupacional – Fundamentação e Prática. Rio de Janeiro – Guanabara Koogan 2007 p
CIF Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Centro Colaborador da OMS para a família de Classificações Internacionais, org.; Coordenação de tradução Cássia Maria Buchala. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2003.
HAASE, V. G.E LACERDA, S. S..Neuroplasticidade, variação interindividual e recuperação funcional em neuropsicologia. Temas em Psicologia da SBP—2004, Vol. 12, no 1, 28– 42
PEDRETTI, LW; EARLY,MB. Occupationaltherapy- practiceskills for physicaldysfunction. 5th ed. St. Louis, Mosby, Inc. 2001.
PULASKI, K. M. Disfunção neurológica no adulto. In:NEISTAD, M. E.; CRESPEAU, E. B. TerapiaOcupacional. 9ª. ed. Rio de Janeiro: GuanabaraKoogan, 2002, p. 616-637.
TEIXEIRA, E; SAURON, FN; SANTOS, LSB; OLIVEIRA, MC. Terapia Ocupacional na reabilitação física. São Paulo: Ed. Roca, 2003. 252p.
TROMBLY, C A OccupationalTherapy for physicaldysfunction. 5rd. ed Williams & Wilkins 2005.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG4038

Clique para consultar o oferecimento para RCG4038

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP