Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
 
Disciplinas Interdepartamentais
 
Disciplina: RCG4042 - Terapia Ocupacional Aplicada às Condições do Adulto IV
Occupational Therapy Applied to Conditions of the Adult IV

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2017 Desativação:

Objetivos
- Desenvolver habilidades cognitivas, atitudinais e procedimentais relativos à avaliação e intervenção terapêutico ocupacional nos contextos de serviços de saúde, saúde do trabalhador e no campo social, relativos à pessoa adulta
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5746391 - Amanda Polin Pereira
5971692 - Gabriela Rezende
5068523 - Regina Celia Fiorati
3223241 - Regina Yoneko Dakuzaku Carretta
 
Programa Resumido
Aplicação de técnicas e recursos terapêutico ocupacional para a intervenção em saúde física. Capacitar o aluno para avaliar, identificar e caracterizar adultos com alterações no desempenho ocupacional que são alvo de intervenção do terapeuta ocupacional em contextos de trabalho, serviços de saúde, social e comunitário. - Capacitar o aluno para a realização do plano de tratamento/atuação e no uso de recursos terapêuticos e técnicas na intervenção terapêutico ocupacional.
 
 
 
Programa
Avaliação e levantamento de demandas da Terapia Ocupacional e uso protocolos específicos, seja em relação aos aspectos físicos, ergonômicos, psicossociais, organizacionais, comunitários ou sociais. Intervenção terapêutico ocupacional em saúde física, saúde do trabalhador, social e comunitário Políticas Sociais no Brasil e o papel do terapeuta ocupacional Diversidade sócio-cultural e intervenção em terapia ocupacional Redes sociais de suporte. Metodologias de ação do terapeuta ocupacional –individual, grupal, institucional e coletivo O papel do terapeuta ocupacional na equipe multi/inter/transdisciplinar Planejamento e desenvolvimento de ação junto à população alvo.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aspectos Cognitivos: apreensão dos conceitos. Avaliação escrita através de elaboração de um plano de tratamento/intervenção, resenhas de literatura indicada. Critérios utilizados: organização; análise-síntese; clareza de conceitos e argumentação lógica, correção na linguagem, integração teoria-prática. Aspectos procedimentais: correta utilização dos recursos e analise da atividade, bem como planejamento de possíveis intervenções. Critérios: avaliação da prática realizada. Aspectos atitudinais: assiduidade, pontualidade, cumprimento de prazos e tarefas, responsabilidade, cooperação, comunicação, iniciativa, respeito aos colegas, professores, monitores; participação efetiva nas aulas e demais atividades propostas. Apresentação de seminários relativos aos trabalhos de campo de avaliação e intervenção em uma situação de trabalho
Critério
Nota maior ou igual a 5,0 e mínimo de 70% de frequência. Avaliação processual e formativa, considerando aspectos cognitivos, procedimentais e atitudinais.
Norma de Recuperação
Obtenção de nota entre 3,0 e 4,9 com frequência mínima de 70%. Prova de recuperação: - Avaliação: elaboração, apresentação e argumentação do diagnóstico ocupacional de adultos em sofrimento psíquico baseado em um caso clínico e/ou um plano de tratamento/intervenção a partir de um caso e descrição detalhada de recursos terapêuticos ou estratégias utilizadas, considerando os fundamentos teórico-metodológicos da Terapia Ocupacional em Saúde Física, Saúde Mental, e Campo Social e Comunitário. - Realização: antes do início do semestre posterior ao da realização da disciplina.
 
Bibliografia
     
CAVALCANTI, A.; Galvão, C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e Prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2007 LUZO, M. C. M. et al. In: DE CARLO, M.M.R.P. ; LUZO, M.C.M. (Org.). Terapia ocupacional: reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004, p. 99-126. PEDRETTI, LW; EARLY,MB. Occupational therapy- practice skills for physical dysfunction. 6th ed. St. Louis, Mosby, Inc. 2008. TEIXEIRA, E; SAURON, FN; SANTOS, LSB; OLIVEIRA, MC. Terapia Ocupacional na reabilitação física. São Paulo: Ed. Roca, 2003. 252p. TROMBLY, C A Terapia Ocupacional em Disfunções Físicas, 5ªEdição. ed Santos, 2005. CADERNOS DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UFSCAR CASTEL, R. "Da indigência à exclusão, a desfiliação. Precariedade do trabalho e vulnerabilidade relacional". In: LANCETTI, A. (Org.) SaúdeLoucura, n.4. São Paulo: Hucitec, 1994. p. 21-48. DAKUZAKU, R.Y. A cooperativa como alternativa de trabalho à pessoa com deficiência. In: SOUZA, A.R.; CUNHA, C.G.; DAKUZAKU, R.Y. (Org.) Uma outra economia é possível: Paul Singer e a Economia Solidária. São Paulo, Contexto, 2003. P. 239-253. DE CARLO, M.M.R.P. ; LUZO, M.C.M. (Org.). Terapia ocupacional: reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Roca, 2004, p. 99-126. FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido, 25 ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987. HYPERLINK "http://lattes.cnpq.br/1507752191797249" \t "_blank" LOPES, Roseli Esquerdo ; MALFITANO, Ana Paula Serrata . Terapia Ocupacional Social: Desenhos Teóricos e Contornos Práticos. 1. ed. São Carlos - SP: EdUFSCar, 2016. 374p MALFITANO, A. P. S. . Atrás da porta que se abre: demandas sociais e o Programa de Saúde da Família. 1a.. ed. Holambra - SP: Setembro, 2007. v. 150. 180 p. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Reabilitação Baseada na Comunidade: Diretrizes RBC, 2010. Disponível em http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/DIRETRIZESRBC_PT.pdf PEREIRA, Amanda Priscila de Souza; TEIXEIRA, Graziella Martins; BRESSAN, Carolina de Araújo Belcorso; MARTINI, Jussara Gue. O genograma e o ecomapa no cuidado de enfermagem em saúde da família. Rev. bras. enferm. [online]. 2009, vol.62, n.3, pp. 407-416. ISSN 0034-7167. PINHO, L.L.R; PINHO, L.P.; LUSSI, I.A.O; MACHADO, M.L.T. Relator de Experiências em inclusão social pelo trabalho na saúde. São Carlos: Compacta Grafica e Editora, 2014. 268p. REVISTA DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SAWAIA, B. (Org.) As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. 2ª ed. Petropólis: Vozes, 2001. SINGER, P.; SOUZA, A.R. A economia solidária no Brasil: a autogestão como resposta ao desemprego. São Paulo: Contexto, 2000. SOUZA, A.R.; CUNHA, C.G.; DAKUZAKU, R.Y. (Org.) Uma outra economia é possível: Paul Singer e a Economia Solidária. São Paulo, Contexto, 2003. SOUZA, M.L. Desenvolvimento de comunidade e participação. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2004. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Dor relacionada ao trabalho : lesões por esforços repetitivos (LER) : distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (Dort) / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2012. 68 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Saúde do Trabalhador ; 10. Protocolos de Complexidade Diferenciada) Brasil. PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO DE 2012. Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. DEJOURS et al. Psicodinamica do Trabalho: contribuições da Escola Dejouriana, Análise da Relação Prazer, Sofrimento e trabalho. São Paulo, Ed. Atlas, 1994 MAGEE DJ. Avaliação Musculoesquelética. 5ª ed.São Paulo: Manole, 2010 DEJOURS, C. A loucura do trabalho: Estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo, Cortez Editora, 1987. DUL, J. WEERDMEESTER, B. Ergonomia prática. São Paulo Ed Edgar Blucher Ltda. Traduzido Itiro Iida 3ª. Reimpressão 2001 GRANDJEAN, E. Manual de Ergonomia: adaptando o trabalho ao homem. Porto Alegre: Artes Médicas , 1998. IIDA, Itiro. Ergonomia: Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo: Editora Edgard Blücher, 4ª ed., 1997. LANCMAN, S. (Org.) Saúde, Trabalho e Terapia Ocupacional. São Paulo: ROCA, 2004. MINISTERIO TRABALHO E EMPREGO. Legislação e Normas regulamentadoras NR17 http://www.mte.gov.br/legislacao/normas_regulamentadoras/nr_17.asp Mruno Miralles, P; Fernandez Agudo, P. Análisis teórico de lós conceptos privación, alienación y justicia ocupacional. TOG (A Coruña)[revista em internet]2012. Monog. 5: 44-68.
 

Clique para consultar os requisitos para RCG4042

Clique para consultar o oferecimento para RCG4042

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP