Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto
 
Economia
 
Disciplina: REC3400 - Metodologia da Análise Econômica
Methodology of Economic Analysis

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2010 Desativação:

Objetivos
Refletir sobre as questões metodológicas nas ciências sociais e na economia em particular a fim de melhor capacitar o aluno de graduação em economia a uma compreensão da teoria e dos conceitos econômicos na perspectiva do substrato filosófico, em especial, no que tange a questões de metodologia e de epistemologia. Ilustrar a operação dos princípios metodológicos com base nos escritos metodológicos de grandes economistas do passado e do presente.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
689580 - Fábio Barbieri
76728 - Ricardo Luís Chaves Feijó
 
Programa Resumido
Filosofia da ciência na perspectiva histórica (de Aristóteles a Newton). Pensamento filosófico positivista. O falseacionismo de K. Popper. A tradição do crescimento do conhecimento (Kuhn, Lakatos, Laudan e Feyerabend). Aplicação dos esquemas metodológicos na construção e avaliação de teorias econômicas.
 
 
 
Programa
1. Origens da filosofia da ciência
1.1. Temas sobre a natureza das ciências e das ciências sociais em particular
1.2. A filosofia da ciência na perspectiva histórica
1.3. Raízes da filosofia da ciência atual: Mach, Russell, Wittgenstein e a Física Moderna
2. Da tradição positivista a Karl Pooper
2.1. Positivismo e critérios de cientificidade
2.2. Popper versus Hempel: confirmações ou corroborações?
2.3. O falseacionismo
3. A metodologia da ciência contemporânea
3.1. O anarquismo metodológico
3.2. As revoluções científicas e a idéia de paradigma científico
3.3. Lakatos e a idéia de programas de pesquisa em ciência
3.4. As tradições de pesquisas e a ciência como atividade de solucionar problemas
4. Possíveis demarcações entre as ciências sociais e naturais
4.1. A natureza das ciências sociais e da economia em particular
4.2. O papel da reflexão na metodologia econômica
5. Três enfoques metodológicos em Economia
5.1. Apresentação geral do tema: apriorismo, falseacionismo e convencionalismo
5.2. O método a priori: o verificacionismo de J.S.Mill
5.3. O falseacionismo e o papel da experiência em economia: Robbins versus Hutchison
5.4. Friedman e Machlup em defesa do convencionalismo
6. Questões atuais em metodologia da Economia
6.1. Economia e retórica
6.2. A influência da filosofia da ciência na teoria econômica de fronteira
 
 
 
Avaliação
     
Método
A critério do professor.
Critério
A critério do professor. Aprovação com nota igual ou superior a 5,0 e mínimo de 70% de freqüência.
Norma de Recuperação
A nota final para alunos que fizerem a reavaliação será a média simples entre a nota da prova de reavaliação e a média final alcançada antes da prova de reavaliação.
 
Bibliografia
     
ARIDA, P. A história do pensamento econômico como teoria e retórica. In: REGO, J.M. et alli. Revisão da crise: metodologia e retórica na história do pensamento econômico. São Paulo: Editora 34, 1991.
ARISTÓTELES. Organon. Lisboa: Guimarães Editores, 1987. (Livro IV: Analíticos Posteriores, Itens 1 a 10, p. 9-42).
BACON, F. Novum Organum. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (Col. Os Pensadores, p.19-46).
BEED, C., Philosophy of Science and Contemporary Economics: an overview. Journal of Post Keynesian Economics. 1991, p. 459-494.
BIANCHI, A.M. A pré-história da economia: de Maquiavel a Adam Smith. São Paulo: Hucitec, 1988.
BLAUG, M., A metodologia da economia. São Paulo: Edusp, 1994.
CALDWELL, B.J. Beyond positivism: economic methodology in the twentieth century. Londres: George Allen & Uwin, 1982.
DESCARTES, R. Discurso do método. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (Col. Os Pensadores, p. 37-49).
DOW, S. Macroeconomic thought: a methodological approach. Basil Blackwell, 1989.
FEIJÓ, R. A filosofia da ciência em Adam Smith. In: Anais do 19o Encontro Nacional de Economia, Curitiba: ANPEC, 1991.
FEIJÓ, R. Metodologia e filosofia da ciência. São Paulo: Atlas, 2003.
HEGENBERG, L. Etapas da investigação científica. São Paulo: EPU, 1976.
FEYERABEND, P. Contra o método. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977.
KUHN, T.S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1978.
LAKATOS, I. O falseamento e a metodologia dos programas de pesquisa. In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1979.
LATSIS, S.J. Method and appraisal in economics. Cambridge University Press, 1980.
LAUDAN, L. Progress and its problems: towards a theory of scientific growth. University of California Press, 1978.
PEREIRA, J.C. Uma leitura didática de Thomas S. Kuhn. Veritas, v. 35, n. 139, set.1990, p. 385-339.
POPPER, K. A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix, 2000.
POPPER, K. A ciência normal e seus perigos. In: In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1979.
PRADO, E. Economia como ciência. São Paulo: IPE/USP, 1991
RANDALL, J.H. Aristotle. Columbia Univ. Press, 1960.
 

Clique para consultar os requisitos para REC3400

Clique para consultar o oferecimento para REC3400

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP