Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Engenharia de São Carlos
 
Geotecnia
 
Disciplina: SGS0303 - Recuperação de Áreas Degradadas: Investigação, Análise e Gestão
Soil reclamation: Investigation, Analysis and Policy

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2024 Desativação:

Objetivos
- Compreender conceitos relacionados às áreas degradadas, incluindo-se os processos intervenientes e técnicas para sua recuperação;
- Comparar alternativas voltadas à recuperação de áreas em diferentes níveis de degradação. 
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
52707 - Lázaro Valentim Zuquette
1927861 - Valeria Guimarães Silvestre Rodrigues
 
Programa Resumido
Introdução e conceitos; identificação do problema: tipos de áreas degradadas; Processos geológicos-geotécnicos e relações; Técnicas de recuperação de áreas degradadas; Critérios para a seleção de alternativas; Implementação de planos de recuperação; Monitoramento; Estudos de casos.
 
 
 
Programa
Introdução e conceitos (degradação, recuperação, reabilitação, restauração e remediação;
Estudo geológico-geotécnico da degradação; 
Processos geológicos-geotécnicos e relações com a degradação; 
Componentes e atributos do meio físico; 
Identificação dos principais problemas e tipos de áreas degradadas (mineração, contaminação e erosão);
Técnicas de recuperação de áreas degradadas  (mineração, contaminação e erosão);
Critérios para a seleção de técnicas de recuperação;
Implementação de planos de recuperação;
Monitoramento;
Estudos de caso.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Para se avaliar a aprendizagem do estudante, considerando-se os objetivos da disciplina, serão utilizados diferentes métodos, incluindo-se provas, exercícios, seminários e visitas didáticas de campo.
Critério
Duas provas e um seminário. Provas: 70%. Seminário: 15%. Exercícios: 15%. Média Final: Prova 1 + Prova 2 dividido por 2 x 0,70 + 0,15xS + 0,15xMédia dos Exercícios. Provas: valor máximo 10. Seminário: valor máximo 10. Exercícios (E) valor máximo 10. Critério de aprovação: Aprovação: Média das provas maior ou igual a 5,0. Média Final maior ou igual a 5,0. Não haverá prova substitutiva.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) f) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
ARONSON, J.; FLORET, C. FLOCH, E.; OVALLE, G.; PONTANIER, R. Restoration and rehabilitation of degraded ecosystems in arid a nd semiarid lands. Restoration Ecology 1(3): 168-186, 1993.
aswatharayana, U. Geoenvironment: an introduction. Toterdam, Brokfiel. Baikema, 1995. 270p.
BARROW, C. J. - Land Degradation: An overview. Land degradation, New York:  Cambridge University Press, 295p. 1991.
BITAR, O. Y. (ed.) Curso de geologia aplicada ao meio ambiente. Associação Brasileira de Geologia de Engenharia: Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Divisão de Geologia, 1995.
BLAIKIE, P. BROOKFIELD, H. Defining and debating the problem: BLAIKIE,  P. BROOKFIELD, H. Land degradation aned society. USA and Canada: Routledge, p. 1-26. 1987.
BOSCOV, M. E. G. Geotecnia Ambiental. Oficina de Textos, São Paulo, Brasil. 248 p. 2008.
COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL - CETESB. Manual de gerenciamento de áreas contaminadas. São Paulo. 389p. 2001.
CONACHER, A. J.; SOLA, M. (eds.). Land degradation in Mediterranean environments of the world: nature and extent, causes and solutions, Wiley. Chichhester. 491p. 1999. 
 HAIGH, M. J. Land use, land cover and soil sciences. Vol. IV. Land rehabiçitation. UNESCO - Encyclopedia of Life Support System, 2012.
HEATHER, M.; MOORE, H. R. FOX, E. Land reclamation: Extending the boundaries. 2003.395p.
HOLLING, C. S. Resilience and stability of ecological systems. Annual Review of Ecology an Systemaztics, v. 4. p. 1-23. 1973.
INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO - IBRAM. Vale - Mineração e meio ambiente. http://www.ibram.org.br/sites/700/784/00001536.pdf. Consulta ao site em 23/01/2012.
ISKANDAR, I. K. Environmental restoration of metais-contaminated soils. 2001.
KARAM, I. Environmental restoration of metais-contaminated soils, 2001, 293p.
MOHAMED, A. M. O.; PALEOLOGOS, E. K.; RODRIGUES, V. G. S.; SHING, D. N. Fundamentals of geoenvironmental engineering: Understanding soll, water, and poliutant interaction and transport. Elsevier - Estados Unidos. 2018. 688p.
MOHAMED, A. M. O.; RODRIGUES, V. G. S.;  PALEOLOGOS, E. K. Pollution Assessment of Nanomateriasl, In: MOHAMED, A. M. O.;  PALEOLOGOS, E.; HOWARI, F. (Org.). Pollution Assesment for Sustainable Practices in Applied Sciences and Engineering. Elsevier. Estados Unidos. 2020. p. 921-964.
MOHAMED, A. M. O.;  PALEOLOGOS, E.; HOWARI, F.  Pollution Assesment for Sustainable Practices in Applied Sciences and Engineering. Elsevier. Estados Unidos. 2020.
MOORE, H. M.; MCLNTOSH, A. D. Land reclamation: 1998.
MUDROCH, A.; SOTTTMEISTER, U.; KENEDDY, C.; KLAPPER, H. Remediation of abandoned surface coal mining sites, 2002.
NATHANAIL, C. P.; BARDOS, P. R. Reclamation of contaminated land. 2004. 238p.
RODRIGUES, V. G. S. Resíduos de Mineração in SCHALCH, V.; LEITE, W. C. A.; CASTRO, M. D. A. A.; CÓRDOBA, R. E.; CASTRO, M. A. S. Resíduos Sólidos - Conceitos, Gestão e Gerenciamento. 2019. p. 373-402.
RODRIGUES, V. G. S.; FERREIRA, M. D.; ZUQUETTE, L. V. Estudos geológicos e geotécnicos de áreas degradadas por mineração e erosão. in ZUQUETTE, L. V. Geotecnia Ambiental Elsevier. Rio de Janeiro, Brasil. 2018. p. 306-339.
SALOMONS, W. Environmental impac of metals derived from mining activities Processes, predictions, prevention, Journal of Geomechemical Exploration, v. 51, p. 5-23, 1995.
SCHALCH, V.; LEITE, W. C. A.; CASTRO, M. C. A. A.; CÓRDOBA, R. E.; CASTRO, M. A. S.; Resíduos Sólidos - Conceitos, Gestão e Gerenciamento. Elsevier. 2019. 579p.
SHARMA, H. D.; REDDY, K. R. Geoenvironmental engineering: Site remediation, waste containment, and emerging technologies. John Wiley & Sons, Inc. 2004. 968.
UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY - USEPA. Remediation guidance document, "EPA 905-R94-003, Assessment an remediation of contaminated sediments program, Great Lakes National Program Office, Chicago, Illinois, 1994.
WONG, M. H.; WONG, J. W. C.; BAKER, A. J. M. Remediation and management of degraded lands. 1999. 364p.
WILLIAMS, D. D.; BUGIN, A.; REIS, J. L. B. C. Manual de recuperação de áreas degradadas pela mineração: Técnicas de revegetação. MINTER/IBAMA, Brasília. 1990.
ZUQUETE, L. V. Geotecnia Ambiental. Elsevier. Rio de Janeiro. Brasil. 2015. 399p.
ZUQUETE, L. V.; RODRIGUES, V. G. S.; PEJON, O. J. Recuperação de áreas degradadas in CALIJURI, M. C.; CUNHA, D.G. F. Engenharia Ambiental: Conceitos, tecnologia e gestão. Rio de Janeiro. Elsevier. 2019, p. 465-488.
YONG, R. N. Geoenvvironmental engineering: Contaminated soils, pollutant fate and mitigation. CRC Press. USA. 307p. 2011.
YONG, R. N.; MULLIGAN, C. N. Natural attenuation of contaminants in solis. CRC Press. USA. 319p. 2004.
 
 

Clique para consultar os requisitos para SGS0303

Clique para consultar o oferecimento para SGS0303

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2024 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP