Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de São Carlos
 
Geotecnia
 
Disciplina: SGS0303 - Recuperação de Áreas Degradadas: Investigação, Análise e Gestão
Soil reclamation: Investigation, Analysis and Policy

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 45 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
Visa fornecer informações básicas essenciais aos alunos do curso de Engenharia Ambiental para atuarem na recuperação de áreas degradadas. Essas informações dizem respeito a legislação e normas vigentes, investigação, caracterização geotécnica, implementação de planos de recuperação e monitoramento.
 
Docente(s) Responsável(eis)
52707 - Lázaro Valentim Zuquette
1927861 - Valeria Guimarães Silvestre Rodrigues
 
Programa Resumido
Introdução e conceitos; identificação do problema: tipos de áreas; legislação e normas; componentes e atributos do meio físico; geoindicadores de degradação; processos geológicos-geotécnicos e relações; técnicas de recuperação de áreas degradadas; critérios para a seleção de alternativas; implementação de planos de recuperação; monitoramento; exemplos de casos.
 
Programa
Introdução e conceitos; Identificação do problema: tipos de áreas degradadas; legislação e normas; componentes e atributos do meio físico; geoindicadores de degradação; processos geológico-geotécnicos e relações; técnicas de recuperação de áreas degradadas; critérios para a seleção de alternativas; implementação de planos de recuperação; monitoramento; exemplos de casos.
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, exercícios, projetos e visitas didáticas de campo.
ATIVIDADES DISCENTES: estudo, resolução de exercícios e projetos, trabalhos de pesquisa bibliográfica e visitas de campo.
Critério
Provas e relatórios.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina;
1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue:
d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS);
e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS)
f) MF = MS se MR < 5.
2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
Barrow, C.J. - 1991 - Land Degradation Cambridge University Press, 295p..
Berger, A.R. - 1996 - The geoindicator concept and its application: An introduction. In: Berger, A.R. & Iams, W.J. (EDTS) Assessing Rapid Environmental Geoindicators: Changers in Earth Systems. pp.: 1-14 Balkema, Rotterdam.
Berger, A.R. 1997. Assessing Rapid Environmetal Change Using Geoindicators. Environmetal Geology, 32, n. 1, 36-44.
Blaikie, P. & Brookfield, H. 1987. Land degradation and society. London Methuen.
Brunsden, D. and Moore, R. (1999) Engineering geomorphology on the coast: lessons from West Dorset. Geomorphology 31: 391-409.
Conacher, A.J. & Sola, M. (EDS) 1999, Land degradation in Mediterranean Environments of the World: nature and extent, causes and solutions, Wiley, Chichester. 491, pp:.
Dahlberg, A.C. 2000. Interpretations of environmetal change and diversity: A critical approach to indications of degradation - The case of Kalakamate, Northeast Botswana. Land degradation & Development, 11: 549-562.
Fao. 1979. A provisional methodology for soil degradation assessment. FAO. Rome.
Gray, L. C. 1999, Is land being degraded? A multi-scale investigation of land scape change In southwestern Burkina FASO. Land degradation & Development, 10: 329-343.
Johnson, D. and Lewis, L. 1995. Land degradation: creation and destruction, Blackwell, Oxford.
Lindskog, P. and Tengberg, A. 1994. Land degradation, Natural resources and local knowledge in the Sahel zone of Burkina Faso. Geojournal, 33, 365-375.
Maltby, E. 1986. Water logged wealth: why waste the world wet places? Earthscan publications (IIED).
Marchetti, M. & Panizza, M. 2001. Geomorphology and Environmental Impact Assesssment: A case study in Moema (Dolomites - Italy). In: Marchetti, M & Pinas, V. (EDS). Geomorphology and Environemental Impact Assessements pp: 71-82, Balkema.
Martin Duque, J.F., Pedroza, J., Ciez, A., Sanz, M.A. & Carrasco, R.M. 1998. A geomorphical design for the rehabilitation of an abandoned sand quarry in central Spain. Landscape and urban planning, 42: 1-14.
Morton, R. A. 1996, Geoindicators of coastal wet land and shorelines. In: berger, A.R. & Iams, W.J. (EDTS) Assessing Rapid Environmental Geoindicators: Changes inEarth Systems. pp: 207-232.
Murthy, R.C. Rao, Y. R. and Inamdar, A.B. 2001. Integrated coastal management of Mumbai Metropolitan Region. Ocean & Coastal Management 44: 355-369.
Neimanis, U. & kerr, A. 1996. Developing national environmental indicators. In: Berger, A.R. & Iams, W.J. (EDTS) Assessing rapid environmental geoindicators: changes in earth systems. pp: 369-376.
Pikey, O.H. 1991. Coastal erosion. Episodes, vol.: 14 no. 1: 46-51.
Riksen, M.J.P.M. and DeGraaf, J. 2001. On-site and off-site affects of wind erosion on european lighet soils. Land degredation & Development, vol.: 12: 11.
Yeung, Y.M. 2001. Coastal mega cities in Asia: transformation, sustainability and management. Ocean & Coastal Management, 44, 319-333.
 

Clique para consultar os requisitos para SGS0303

Clique para consultar o oferecimento para SGS0303

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP