Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Engenharia de São Carlos
 
Geotecnia
 
Disciplina: SGS0304 - Condicionantes Geológico-geotécnicos em Estudos Ambientais
Geological and Geotechnical Aspects in Environmental studies

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação: 31/12/2015

Objetivos
Discutir a aplicação da informação geológico-geotécnica para análise e mitigação dos impactos negativos e para a potencialização dos impactos positivos decorrentes das atividades humanas (processos tecnológicos) nos componentes e nos processos físicos do sistema ambiental. Introdução aos principais métodos de identificação, investigação e análise dos condicionantes geológico-geotécnicos nos estudos ambientais. Introdução às técnicas de mitigação preventiv as e corretivas.
 
Docente(s) Responsável(eis)
52707 - Lázaro Valentim Zuquette
1927861 - Valeria Guimarães Silvestre Rodrigues
 
Programa Resumido
Introdução; Meio Físico, Materiais Terrestres e Paisagens; Propriedades e Parâmetros Geotécnicos dos Materiais Terrestres; Processos Geológico-Geotécnicos e Riscos Ambientais; Atividades humanas, condicionantes geológico-geotécnicos e estudos ambientais.
 
Programa
Introdução; Meio Físico, Materiais Terrestres e Paisagens; Propriedades e Parâmetros Geotécnicos dos Materiais Terrestres: Processos Geológico-Geotécnicos e Riscos Ambientais: Atividades humanas, condicionantes geológico-geotécnicos e estudos ambientais.
 
Avaliação
     
Método
Para se avaliar a aprendizagem do estudante, considerando-se os objetivos da disciplina, serão utilizados diferentes métodos, incluindo-se provas, exercícios e seminários.
Critério
Duas provas e um seminário. Provas: 70%. Seminário: 15%. Exercícios: 15%. Média Final: Prova 1 + Prova 2 dividido por 2 x 0,70 + 0,15 x Média dos Exercícios. Provas: valor máximo de 10. Seminário: valor máximo 10. Exercícios (E) valor máximo 10. Aprovação: Média das provas maior ou igual a 5,0. Média Final maior ou igual a 5,0. Não terá prova substitutiva.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) f) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
•	BARROW, C. J. Land degradation. 1991.
•	BITAR, O. Curso de geologia aplicada ao meio ambiente. ABGE. 1995.
•	BOSCOV, M. E. Geotecnia ambiental. Oficina de Textos. 2008.
•	CALIJURI, M. C.; CUNHA, D. G. F. Engenharia ambiental: Conceitos, tecnologia e gestão. Elsevier. 2013.
•	FORNASARI FILHO, N. et al. Alterações do meio físico decorrente de obras de engenharia. 1972.
•	GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. Geomorfologia e meio ambiente. 1996.
•	KELLER, E. A. Environmental geology. 2011.
•	MOHAMED, A. M. O.; ANTIA, H. E. Geoenvironmental engineering. 1988.
        MOHAMED, A. M. O.; PALEOLOGOS, E. K.; RODRIGUES, V. G.S.; SINGH, D. N. (2017) Fundamentals of 
        Geoenvironmental Engineering: Understanding Soil, Water, and Pollutant interaction and Transport Elsevier, Butterwort 
        Heinemann, United States, 688p.
•	MONTGOMERY, C. W. Environmental geology. 1992.
•	KEHEW, A. E. Geology for engineers e environmental scientists. 1995.
•	OLIVEIRA, A. M. S.; BRITO, S. N. A. Geologia de engenharia. ABGE. 1998.
        PEJON, O. J.; RODRIGUES, V. G. S.; ZUQUETTE, L. V. (2013) Impactos Ambientais no Solo. In: Maria do Carmo 
        Calijuri e Davi Gasperini Fernandes Cunha. (Org.). Engenharia Ambiental: Conceitos, Tecnologia e Gestão. 1ed. São 
        Paulo: Campus-Elsevier, v. 1, p. 317-343.
        PEJON, O. J.; RODRIGUES, V. G. S. (2015) Fase sólida - Composição Mineral do Solo. In: Ramon Rachide Nunes; 
        Maria Olímpia Oliveira Rezende (Org.). Recurso Solo -Propriedades e Usos. 1ed. São Paulo: Editora Cubo, v. 1, p. 179- 
        206.
•	PRESS, F.; SIEVER, R.; GROTZINGER, J.; JORDAN, T. H. Para entender a Terra. 2008.
•	SHARMA, H. D.; REDDY, K. R. Geoenvironmental engineering. 2004.
•	YONG, R. N. Geoenvironmental engineering. contaminated soils, Pollutant fate and migration. 2001.
        ZUQUETTE, L. V. Geotecnia Ambiental. Elsevier. Rio de Janeiro, Brasil. 2015. 399p.
        ZUQUETTE, L. V.; RODRIGUES, V. G. S.; PEJON, O. J. Recuperação de áreas degradadas in CALIJURI, M. C.; CUNHA, 
        D. G. S.; Engenharia Ambiental: Conceitos, tecnologia e gestão. Rio de Janeiro. Elsevier. 2019, p. 465-488.
        ZUQUETTE, L. V. Riscos, desastres e eventos naturais perigosos. Vol. I e II. Elsevier. 2018. 
 

Clique para consultar os requisitos para SGS0304

Clique para consultar o oferecimento para SGS0304

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2024 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP