Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Engenharia de São Carlos
 
Geotecnia
 
Disciplina: SGS0404 - Fundações
Foundation Engineering

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 75 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação: 14/07/2017

Objetivos
Conhecer os métodos de cálculo de capacidade de carga, de estimativa de recalque, e de definição de tensão admissível (fundações diretas) e de carga admissível (fundações por estacas). Aprender a elaborar o projeto geotécnico de fundações por sapatas, por tubulões e por estacas, com segurança à ruptura e aos recalques excessivos, contemplando também a previsão de comportamento. Conscientizar sobre a importância de incluir nos projetos de fundações a análise de confiabilidade, com estimativa da probabilidade de ruína.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3524469 - Cristina de Hollanda Cavalcanti Tsuha
 
Programa Resumido
Investigação do subsolo. Tipos e execução de fundações diretas e de fundações por estacas. Capacidade de carga de fundações. Recalque de fundações. Prova de carga estática em estaca e em placa. Tensão admissível em fundações diretas. Anteprojeto de fundações por sapatas. Anteprojeto de fundações por tubulões. Carga admissível e metodologias de projeto de fundações por estacas. Anteprojeto de fundações por estacas. Fundações em solos colapsíveis. Prova de carga dinâmica em estaca. Estatística de resistências de um estaqueamento. Segurança e confiabilidade de fundações.
 
 
 
Programa
Investigação do subsolo. Tipos e execução de fundações diretas e de fundações por estacas. Capacidade de carga de fundações. Recalque de fundações. Prova de carga estática em estaca e em placa. Tensão admissível em fundações diretas. Anteprojeto de fundações por sapatas. Anteprojeto de fundações por tubulões. Carga admissível e metodologias de projeto de fundações por estacas. Anteprojeto de fundações por estacas. Fundações em solos colapsíveis. Prova de carga dinâmica em estaca. Estatística de resistências de um estaqueamento. Segurança e confiabilidade de fundações.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas teóricas. Aulas práticas e elaboração de projetos. Atividades de trabalho extra-aula, constando do desenvolvimento de projetos, com assistência do professor.
Critério
Aprovação com média final igual ou superior a 5,0. Média final composta por 80% de notas de provas e 20% notas de projeto.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) f) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
Bibliografia Principal: CINTRA, J.C.A. & AOKI,N (2010). Fundações por Estacas: Projeto Geotécnico. Editora de Textos, São Paulo, 96 p. CINTRA, J.C.A.. AOKI, N.; ALBIERO, J.H. (2011). Fundações Diretas: Projeto Geotécnico. Editora Oficina de Textos, São Paulo, 140 p. CINTRA, J.C.A.; AOKI, N.; TSUHA, C.H.C.; GIACHETI, H.LO. (2013). Fundações: Ensaios Estáticos e Dinâmicos.Editora Oficina de Textos, São Paulo, 144 p. HACHICH, W.; FALCONI, F.F.; SAES, J.L.; FROTA, R.G.Q.; CARVALHO, C.S. & NIYAMA, S. (1998). Fundações: Teoria e Prática. Editora PINI Ltda.,, 2ª edição, 751 p.. Bibliografia Complementar: ABEF – Associação Brasileira de Empresas de Engenharia de Fundações e Geotecnia (2012). Manual de Execução de Fundações e Geotecnia: Práticas recomendadas. Editora PINI Ltda., 1ª edição, 499 p. ALBUQUERQUE, P.J.R.; MASSAD, F.; FERREIRA, M.A.M. (2001).Comportamentoà Compressão de Estacas Escavadas, Hélice e Ômega, em Solo Residual de Diabásio. Editora de Nobre, Campinas - SP, 198 p. ALONSO, U.R. (1983). Exercícios de Fundações. Ed. Edgard Blücher Ltda., 202 p. ALONSO, U.R. (1989(. Dimensionamento de Fundações Profundas. Ed. Edgard Blücher Ltda., 169p. ALONSO, U.R. (1991). Previsão e Controle das Fundações. Ed. Edgard Blücher Ltda., 142p.. BARATA, F.E. (1984). Propriedades Mecânicas dos Solos - Uma Introdução ao Projeto de Fundações. Ed. Livros Técnicos e Científicos S.A., 152p. BOTELHO, M.H.C. & CARVALHO, L.F.M. (2007). 4 Edifícios x 5 Locais de Implantação = 20 Soluções de Fundações. Editora Blucher, São Paulo, 152p. CINTRA, J.C.A. & AOKI, N. (2009). Projeto de Fundações em Solos Colapsíveis. Serviço Gráfico da EESC-USP, São Carlos, 99p. GONÇALVES, C.; BERNARDES, G.P.; NEVES, L.F.S. (2007). Estacas Pré-Fabricadas de Concreto. Teoria e Prática. Copyright: Os Autores (www.estacasprefabricadas.eng.br), 590 p. GONÇALVES, C.; BERNARDES, G.P.; NEVES, L.F.S. (201). Estacas Pré-Fabricadas de ConcretoQuebras, Vibrações e Ruídos (?).Copyright: Os Autores (www.estacasprefabricadas.eng.br), 294 p. GUSMÃO FILHO, J.A. (1998). Fundações, do Conhecimento Geológico à Prática da Engenharia. Editora Universitária, UFPE, 345p. GUSMÃO FILHO, J.A. (2003). Fundações de Pontes Hidráulica e Geotécnica. Editora Universitária, UFPE, 326 p. JOPPERT JR., I. (2007). Fundações e Contenções de Edifícios (qualidade total na gestão do projeto e execução). Editora PINI Ltda., 221 p. MILITITSKY, J.; CONSOLI, N.C.; SCHANAID, F. (2008). Patologia das Fundações. Editora Oficina de Textos, 207 p. PRESA, E.P. & POUSADA, M.C. (2004). Retrospectiva e Técnicas Modernas de Fundações em Estacas. ABMS, Núcleo Regional da Bahia, Salvador - BA, 75 p. REBELLO, Y.C.P. (2008). Fundações Guia Prático de Projeto, Execução e Dimensionamento. Zigurate Editora, São Paulo, 239 p. SIMONS, N.E. & MENZIES, B.K. (1981). Introdução à Engenharia de Fundações. Ed. Interciência. Tradução do original em inglês, dee 1997, 199 p. TSCHEBOTARIOFF, G.P. (1978). Fundações, Estruturas de Arrimo e Obras de Terra. Ed. McGraw-Hill do Brasil Ltda., . Tradução da 2ª edição inglesa, de 1973, 513 p. VELLOSO, D.A. & LOPES, F.R. (1996). Fundações. Volume 1: Critérios de Projeto, Investigação do Subsolo e Fundações Superficiais, COPPE-UFRJ, 281 p. VELLOSO, D.A. & LOPES, F.R. (2002). Fundações. Volume 2: Fundações Profundas, COPPE-UFR), 472p.. Cap. 5, Previsão de Desempenho x Comportamento Real, ABMS/NRSP, p. 95-139, 2000.
 

Clique para consultar os requisitos para SGS0404

Clique para consultar o oferecimento para SGS0404

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP