Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de São Carlos
 
Hidráulica e Saneamento
 
Disciplina: SHS0349 - Sistemas de Esgotamento Sanitário e de Tratamento de Águas Residuárias
Wastewater Collection and Treatment

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
Fornecer aos alunos os conceitos básicos e aprofundamento no entendimento das operações unitárias e dos processos empregados no tratamento de águas residuárias. Pretende-se com isso capacitá-los à compreensão dos fenômenos essenciais que ocorrem nas unidades de tratamento.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2087641 - Eduardo Cleto Pires
 
Programa Resumido
Revisão sobre alternativas para tratamento de águas residuárias. Revisão sobre caracterização de águas residuárias. Transferência de oxigênio. Processos biológicos para tratamento de águas residuárias: Processos aeróbios, anaeróbios e combinados. Processos químicos e físico-químicos para tratamento de águas residuárias. Desinfecção de águas residuárias. Tratamento e disposição de lodos gerados em estações de tratamento de águas residuárias.
 
 
 
Programa
1. Sistemas de esgotamento sanitário; 1.1. Concepção; 1.2. Rede de coleta; 1.3. Interceptores; 1.4. Emissários; 1.5. Sifão invertido; 1.6. Tubulações; 1.6. Estação elevatória. 2. Revisão sobre alternativas para tratamento de águas residuárias; 2.1. Estação de Tratamento de Esgotos Sanitários; 2.2. Princípios Gerais para Concepção; 2.3. Etapas de Projeto; 2.4. Estimativa de Vazões; 2.5. Fluxogramas. 3. Revisão sobre caracterização de águas residuárias; 3.1. Características dos Esgotos Sanitários; 3.2. Relações entre Parâmetros de Caracterização; 3.3. Estimativa de Cargas Orgânicas; 3.4. Conceito de População Equivalente; 3.5. Etapas de Tratamento. 4. Processos Biológicos para Tratamento de Águas Residuárias; 4.1. Fundamentos dos Processos Biológicos Aeróbios e Anaeróbios; 4.2. Ciclo do Carbono, do Nitrogênio e do Enxofre; 4.3. Fontes de Carbono e de Energia; 4.4. Revisão de Microbiologia dos Processos Aeróbios e Anaeróbios; 4.5. Remoção de Matéria Carbonácea; 4.6. Doadores e Aceptores de Elétrons; 4.7. Revisão de Cinética Bioquímica Aplicada à Remoção de Matéria Carbonácea em Reatores Biológicos; 4.8. Condições Ambientais; 4.9. Influência dos Fatores Ambientais no Desempenho de Reatores Biológicos; 4.10. Influência das Características do Escoamento no Desempenho de Reatores Biológicos. 5. Aeração em Sistemas Biológicos; 5.1. Aeração e Mistura; 5.2. Transferência de Oxigênio; 5.3. Sistemas de Aeração. 6. Pré-Dimensionamento de Sistemas de Tratamento de Águas Residuárias; 6.1. Tratamento Preliminar - Objetivos. Unidades. Pré-dimensionamento de Unidades de Tratamento Preliminar; 6.2. Tratamento Primário - Decantadores Primários. Pré-dimensionamento de Decantadores Primários. Digestores de Lodo. Pré-dimensionamento de Digestores; 6.3. Tratamento Secundário - Processos Aeróbios. Sistemas de Lodos ativados. Filtros Biológicos. Lagoas Aeradas. Decantadores Secundários. Lagoas de Lodo. Características principais de efluentes de reatores anaeróbios; 6.4. Tratamento Secundário - Reatores Anaeróbios de Alta Taxa. Reator UASB. Filtro Anaeróbio. Reator de Leito Fluidificado/Expandido. Outras Configurações de Reatores Anaeróbios. Características Principais de Efluentes de Reatores Anaeróbios; 6.5. Sistemas de Lagoas de Estabilização. Características Principais dos Efluentes de Sistemas de Lagoas de Estabilização; 6.6. Tratamento Terciário - Pós-tratamento de Efluentes de Reatores Biológicos. Flotação por ar dissolvido. Remoção Biológica de Nitrogênio - Nitrificação e Desnitrificação. Remoção Biológica de Fósforo. Remoção de Sulfetos; 7. Desinfecção de Águas Residuárias; 7.1. Remoção de patogênicos; 7.2. Desinfecção por Cloração; 7.3. Desinfecção por UV; 7.4. Desinfecção por Ozônio.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Realização de trabalhos práticos com entrega de relatórios periódicos e provas escritas.
Critério
Nota Final: (Nota 1 + Nota 2)/2 maior ou igual a cinco
Nota 1: corresponde ao assunto Esgotamento Sanitário
Nota 2: corresponde ao assunto Tratamento de Águas Residuárias
Nota 1: (6PEsgotamento + 4EEsgotamento)/10 maior ou igual aquatro
Nota 2: (6PTratamento + 4ETratamento)/ 10 maior ou igual a quatro
onde:
PEsgotamento: prova sobre o assunto Esgotamento Sanitário
EEsgotamento: conjunto de exercícios e projetos sobre o assunto Esgotamento Sanitário
PTratamento: prova sobre o assunto Tratamento de Águas Residuárias
ETratamento: conjunto de exercícios e projetos sobre o assunto Tratamento de Águas Residuárias
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina;
1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue:
d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS);
e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS)
f) MF = MS se MR < 5.
2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
Tsutiya, M.T. Além Sobrinho, P. Coleta e Transporte de Esgoto Sanitário. Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária, Escola Politécnica da USP, 1999.Campos, J.R. (Coordenador) Tratamento de Esgotos Sanitários por Processo Anaeróbio e Disposição Controlada no Solo. ABES. 1999.Campos, J.R.; Reali, M.A.P.; Daniel, L. A. Conceitos Gerais sobre Técnicas de Tratamento de Águas de Abastecimento, Esgotos Sanitários e Desinfecção. Apostila Editada pela Escola de Engenharia de São Carlos - USP - 1999.Chernicharo, C.A. Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias. Volume 5. Reatores Anaeróbios. ABES. 1996.Grady, C.P.L. Jr., Diagger, G.T. Biological Wastewaater Treatment. 2a. Edição. Marcel Dekker, Inc. New Yoek, 1998.Jordão, E.P. e Pessôa, C.A. Tratamento de Esgotos Domésticos. Terceira Edição, ABES, 1995.Mendonça, S.R. Lagoas de Estabilização e Aeradas Mecanicamente: Novos Conceitos. Ed. S.R. Mendonça, João Pessôa, Paraíba, (1990).Mercalf & Eddy, Inc. Wastewater Engineering: Treatment, Disposal and Reuse. 4a. Edição. Mc. Graw-Hill, New York, 2002, 1820 p.Mota, S. Preservação e Conservação de Recursos Hídricos, 2a. edição, ABES, 1995.Normas da ABNT - NBR9648, NBR9649, NB568, NB569 e NB570.von Sperling, M. Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias. Volume 2: Princípios Básicos do Tratamento de Esgotos. ABES, 1996.von Sperling, M. Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias. Volume 3: Lagoas de Estabilização. ABES, 1996.von Sperling, M. Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias. Volume 4: Lodos Ativados. ABES. 1996.Weber Jr., W.J. Physico-Chemical Processes for Water Quality Control, John Wiley & Sons, New York, 1972. 640 p.
 

Clique para consultar os requisitos para SHS0349

Clique para consultar o oferecimento para SHS0349

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP