Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de São Carlos
 
Hidráulica e Saneamento
 
Disciplina: SHS0350 - Poluição Ambiental I
Environmental Pollution I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
Apresentar aos alunos os conceitos básicos de poluição da água. Compreender a importância e extensão dos problemas de poluição e contaminação ambientais, destacando causas e efeitos sobre o meio ambiente. Apresentar as técnicas e metodologias para análise de parâmetros de interesse ambiental. Habilitar os alunos a realizarem análises em laboratório e a interpretar os resultados obtidos.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5140295 - Davi Gasparini Fernandes Cunha
 
Programa Resumido
Poluentes e contaminantes, variáveis da água com relevância sanitária. Qualidade ambiental. Poluentes conservativos e não conservativos e seus efeitos. Critérios e padrões de qualidade. Legislação específica. Critérios e padrões de emissão. Enquadramento e classificação do recurso natural em função do uso. Poluição da água e impactos aos ciclos biogeoquímicos. Aspectos preventivos e corretivos para controle da poluição da água. Parte prática: apresentação das técnicas de análise físicas, químicas e biológicas em amostras de água natural e residuária.
 
 
 
Programa
Parte teórica: Apresentação do curso, conceitos básicos (bacia hidrográfica, fontes pontuais e difusas de poluição, concentração e carga, poluição e contaminação), estudos populacionais, variáveis da água: temperatura, oxigênio dissolvidos, cor aparente e verdadeira, sólidos, turbidez, pH, alcalinidade, DBO, DQO, metais e organoclorados, autodepuração (modelo de Streeter-Phelps), ciclos biogeoquímicos (carbono, fósforo, nitrogênio e enxofre) e impactos antrópicos, introdução aos processos físico-químicos de tratamento de esgoto, introdução aos processos biológicos de tratamento de esgoto (aeróbios e anaeróbios), tecnologias para remediação de sistemas aquáticos, poluição difusa (escoamento superficial agrícola e urbano, mata ciliar e Código Florestal Brasileiro), hidrogramas e polutogramas, curvas de permanência de qualidade e quantidade de água, estudos de caso. Parte prática: 1) Determinação de variáveis físico-químicas e biológicas em amostras ambientais, 2) Espectrofotometria: DQO e sulfetos, 3) Clorofila, algas e cianobactérias, 4) Sólidos e suas frações, 5) Curvas de permanência.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas: expositivas com resolução de exercícios e apresentação de estudos de caso. Aulas práticas: descrição dos procedimentos para coleta, preservação e processamento das amostras. Limitações dos métodos, limites de detecção, análise dos resultados.
Critério
Duas provas, relatórios para cada aula de laboratório e trabalhos práticos. Provas: 70%. Relatórios de laboratório: 15%. Trabalhos: 15%. Média Final: Prova 1 + Prova 2 dividido por 2 x 0,70 + 0,15xR + 0,15xT. Provas: valor máximo 10. Relatórios de laboratório (R): valor máximo 10. Trabalhos (T) valor máximo 10. Aprovação: Média das provas maior ou igual a 5,0. Média final maior ou igual a 5,0. Prova substitutiva: valerá a nota obtida na prova substitutiva, independente se menor que à das provas a que estiver substituindo.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) f) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
Principal: CALIJURI, Maria do Carmo; CUNHA, Davi Gasparini Fernandes (coordenadores) (2013). Engenharia ambiental: conceitos, tecnologia e gestão. 1a edição. ELSEVIER: Rio de Janeiro. 832p. BRAGA, Benedito; HESPANHOL, Ivanildo; CONEJO, João G. Lotufo; BARROS, Mario Tadeu L de; SPENCER, Milton; PORTO, Mônica; NUCCI, Nelson; JULIANO, Neusa; EIGER, Sérgio – Introdução à Engenharia Ambietal. Prentice Hall, São Paulo, 2002. 305 p. DERISIO, José Carlos – Introdução ao controle de poluição ambiental. 2 ed. Signus Editora, 2000. 164p. JORDÃO, Eduardo Pacheco; PESSÔA, Constantino Arruda (2005). Tratamento de esgotos domésticos. Editora ABES: Rio de Janeiro. 890p. MOTA, Suetônio – Introdução à engenharia ambiental. ABES, Rio de Janeiro, RJ, 1997.280 p. VON SPERLING, Marcos – Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos, 2 ed., v1,. DESA/UFMG, Belo Horizonte, 1996. 243 p. Complementar: DANIEL, Luiz Antonio (Coord.) - Processos de desinfecção e desinfetantes alternativos na produção de água potável. Rima Editora. 2000. 139 p. PIVELLI, Roque Passos; KATO, Mario Takayuki (2006). Qualidade das águas e poluição: aspectos físico-químicos. Editora ABES: Rio de Janeiro. 285p REALI, Marco Antonio Penalva (Coord.) - Noções gerais de tratamento e disposição final de lodos de estações de tratamento de água. Rima Editora. 1999, 225 p. LORA, Electo Eduardo Silva – Prevenção e controle da poluição nos setores energético, industrial e de transporte.2a ed.2. Editora Interciência. 481 p. TSUTIYA, Milton Tomoyuki (ed.) – Biossólidos na agricultura. Sabesp. 2001, 467p.Textos distribuídos em sala de aula.Roteiros de procedimentos analíticos.
 

Clique para consultar os requisitos para SHS0350

Clique para consultar o oferecimento para SHS0350

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP