Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de São Carlos
 
Hidráulica e Saneamento
 
Disciplina: SHS0359 - Hidrologia
Hydrology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Desenvolver junto ao aluno a Hidrologia Quantitativa: usar fundamentos de balanços de massa e de energia, com métodos numéricos e de otimização, a solução de problemas hidrológicos considerando os fenômenos de transporte em bacias altamente impactadas, abrangendo a obtenção de dados e o seu tratamento determinístico e estatístico; analisando o comportamento dinâmico da água nas diversas etapas do ciclo hidrológico através de métodos numéricos; identificando a importância da água, em termos quantitativos, no ambiente físico e como recurso econômico, visando Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e diálogo multi-disciplinas com disciplinas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3665025 - Eduardo Mario Mendiondo
85725 - Luisa Fernanda Ribeiro Reis
 
Programa Resumido
Reservatórios globais da água. Circulação global e regional. Ciclo hidrológico. Balanço Hídrico. Precipitação. Evapotranspiração. Escoamento Superficial. Hidrologia Estatística. Tempo de retorno. Distribuições de probabilidade. Dimensionamento hidrológico. Fator e margem de segurança hidrológicas. Curvas IDF. Solução de problemas hidrológicos para bacias impactadas. Otimização de soluções visando Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e áreas multidisciplinares afins.
 
 
 
Programa
Reservatórios e componentes. Água Doce no Brasil e no Mundo. Hidrologia, Recursos Hídricos e Balanço Hídrico. Definições básicas. Gerações de balanços com componentes reais e virtuais. Métodos de representação de balanços. Caracterização de impactos ambientais hidrológicos. Fundamentos e instrumentos no arcabouço legal recente. Exemplos hidrológicos de otimização numérica, eficiência econômica de projetos, sustentabilidade ecológica e justiça hidrossocial. Águas Atmosféricas. Umidade Atmosférica e Precipitação. Precipitação Máxima Provável (PMP). Evaporação e Evapotranspiração. Balanço de Thornthwaite e de Penman-Monteith. Dados Hidrológicos. Análise de consistência. Método de dupla-massa. Modelos de escoamento superficial. Método CN(SCS). Método Green-Ampt. Método de Horton. Hidrograma Unitário. Hidrologia Estatística. Distribuições de probabilidade aplicadas à Hidrologia: Gumbel, log-Pearson III, log-normal. Tempo de retorno. Chuvas Intensas. Curvas IDF. Ietograma e hidrograma de projetos. Dimensionamento hidrológico. Fator e margem de segurança hidrológicas. Curvas de permanência. Fatores de não-estacionariedade. Impactos na sustentabilidade. Exemplos de aplicação de hidrologia para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Resolução de problemas para casos no Brasil e no mundo.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e trabalhos práticos com aprendizado baseado em problemas de engenharia.
Critério
A avaliação do aluno será realizada através de notas de duas provas escritas e notas de cinco trabalhos práticos. Sendo P a média aritmética das provas e T a média aritmética dos trabalhos práticos. A avaliação final será dada pela média ponderada M= 0,5P + 0,5T. Para aprovação em primeira avaliação, o aluno deverá satisfazer os critérios M>=5,0 e P>=5,0. Os alunos que não forem aprovados em primeira avaliação terão direito ao regime de recuperação definido pela USP desde que M>= 3,0. Ou seja: em data marcada pela EESC/USP se realizará Prova de Recuperação, extensiva, visando toda a matéria, cujo resultado deverá ser igual ou maior que 5,0 para levar à aprovação. Caso contrário se estabelece a reprovação. Ao final do semestre haverá prova substitutiva, que será realizada exclusivamente com vistas à reposição de prova normal a que o aluno não compareceu.
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) f) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
Principal (todas em Português): Engenharia Ambiental - Elsevier. Org. M C Calijuri e D F G Cunha Engenharia de Recursos Hídricos – Ray K. Linsley & Joseph B. Franzini Hidrologia para Engenharia e Ciências Ambientais – W. Collischonn & F. Dornelles Hidrologia Ciência e Aplicação – Carlos E. M. Tucci Hidrologia e Recursos Hídricos – Antonio Marozzi Righetto Hidráulica Básica – Rodrigo de Melo Porto Exercícios de Hidráulica Básica – Rodrigo de Melo Porto Manual de Avaliação da Pegada Hídrica: Estabelecendo o Padrão Global – Arjen Y. Hoekstra et al. Hidrometria Aplicada – Irani dos Santos et al. Caracterização Quali-Quantitativa da Produção de Sedimentos – E M. C. D. Paiva & J B D. Paiva Modelagem de Sistemas Ambientais – Antonio Christofoletti Fundamentos de Fenômeno de Transporte para Estudantes de Engenharia – Marcius F. Giorgetti Modelos Hidrológicos – Carlos E. M. Tucci Drenagem Urbana e Controle de Enchentes – Aluísio Pardo Canholi Poluição Difusa – Plínio Tomaz Drenagem Urbana: Manual de Projeto – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB) Drenagem Urbana - Carlos E. M. Tucci, Rubem La Laina Porto & Mário T. de Barros Impactos Ambientais Urbanos no Brasil – Antonio José T. Guerra & Sandra B. Cunha Complementar (todas em Português) Geomorfologia Fluvial – Antonio Christofoletti Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil: Informe 2014 – Agência Nacional de Águas (ANA) Atlas Brasileiro de Energia Solar – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) Revisão das Séries de Vazões Naturais nas Principais Bacias do SIN: Relatório Executivo – Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) Economia Ambiental: Aplicações, Políticas e Teoria – Janet M. Thomas & Scott J. Callan Modelos para Gerenciamento de Recursos Hídricos – Flávio Terra Barth et al. Técnicas Quantitativas para o Gerenciamento de Recursos Hídricos – Rubem La Laina Porto et al.
 

Clique para consultar os requisitos para SHS0359

Clique para consultar o oferecimento para SHS0359

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP